Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#58329
São Tomás de Aquino defendeu que todas as pessoas precisam ser tratadas com a mesma importância. Contudo, a questão do preconceito linguístico contraria o ponto de vista do filósofo, uma vez que, no Brasil, a parte da população que não têm acesso à educação é vítima de constante exclusão social. Nesse contexto, é preciso que estratégias sejam aplicadas para alterar essa situação, que possui como causas: o legado histórico e a lenta mudança na mentalidade social brasileira.
Em primeira análise, o legado histórico mostra-se como um dos desafios à resolução do problema. De acordo com o filósofo inglês Francis Bacon, em um de seus conceitos, o comportamento humano é contagioso e torna-se enraizado e frequente a medida que se reproduz. Com isso, o preconceito linguístico, apresenta raízes ao passado brasileiro, no qual a elite que possuía acesso à educação e falava a norma padrão da língua portuguesa, excluía as pessoas mais pobres que não tinha acesso à educação, e tratavam a norma padrão como a única maneira de falar corretamente, consequentemente inferiorizava aos que falavam de forma diferente, propagando assim esse preconceito na atualidade.
Além disso, cabe ressaltar que a lenta mudança na mentalidade social é um forte empecilho para a resolução dessa problemática. Conforme Durkheim, o fato social é a maneira coletiva de pensar. Nessa perspectiva, é possível perceber que o preconceito linguístico é fortemente influenciado pelo pensamento coletivo, uma vez que, se as pessoas crescem inseridas em um contexto social preconceituoso, a tendência é adotar esse comportamento também, o que torna sua solução ainda mais complexa.
Sendo assim, convém, que de modo urgente, medidas sejam tomadas. É fundamental, portanto, que o MEC em parceria com as escolas, desenvolvam oficinas de trabalhos educativos, através de palestras que discutam as diferentes formas de falar existentes em nosso país e conscientizem os estudantes sobre o preconceito linguístico, para que assim as crianças e adolescentes aprendam que o preconceito linguístico gera uma grande exclusão social, por isso devem respeitar e tratar a todos com a mesma importância. A partir dessas ações, espera-se promover uma melhora no que tange á questão do preconceito linguístico e exclusão social.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

:D Segundo Paul Atson, co- fundador da Greenpeace […]

O isolamento social durante a pandemia de covid-19[…]

camis23 adorei a correção, concert[…]

No livro, "Os sete maridos de Evelyn Hugo&quo[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM