Avatar do usuário
Por Saranunes19
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#115860
Na obra Utopia", do escritor Thomas More, é retratada uma sociedade em que todos possuem seus direitos assegurados de forma efetiva, além de revelar um cenário livre de problemas sociais e políticos. No entanto, a realidade brasileira é contrária ao que o autor prega, já que o culto à padronização do corpo no Brasil, é uma celeuma persistente. Isso ocorre, ora pela descaso governamental, ora pelo silenciamento.

Sob esse viés, é notório que a omissão governamental é um grave empecilho. Segundo o filósofo e pensador, Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem-estar dos cidadãos. Entretanto, tal responsabilidade não está sendo honrada quanto à padronização do corpo no Brasil, visto que o governo está cumprindo seu papel enquanto agente fornecedor de direito mínimos, gerando uma falsa sensação de cidadania, sendo considerado um obstáculo. Assim, para que esse bem-estar seja usufruído, o Estado precisa sair da imobilidade em que se encontra.

Além disso, a falta de discussão é um grande impasse. A filósofa e escritora brasileira, Djamila Ribeiro explica ser preciso tirar uma situação da invisibilidade para que soluções sejam promovidas. Contudo, há um silenciamento instaurado na questão da padronização do corpo, uma vez que pouco se fala sobre esse tema nas mídias de grande acesso, para a população em geral, tratando essa pauta como algo supérfluo. Logo, urge tirar essa situação da invisibilidade para atuar sobre ela, como defende a pensadora.

Portanto, é imprescindível atuar sobre esse contexto caótico. Para isso, o governo federal deve projetos , como campanhas sobre o tema, por meio da organização de fundos e projetos, de modo que reverta o descaso governamental que afeta a padronização corporal. Tal ação pode, ainda, contar com consultas públicas para entender as reais necessidades da população. Paralelamente, é preciso intervir sobre o silenciamento presente. Dessa forma, poder-se-á concretizar a 'Utopia" de More na sociedade brasileira.Na obra Utopia", do escritor Thomas More, é retratada uma sociedade em que todos possuem seus direitos assegurados de forma efetiva, além de revelar um cenário livre de problemas sociais e políticos. No entanto, a realidade brasileira é contrária ao que o autor prega, já que o culto à padronização do corpo no Brasil, é uma celeuma persistente. Isso ocorre, ora pela descaso governamental, ora pelo silenciamento.

Sob esse viés, é notório que a omissão governamental é um grave empecilho. Segundo o filósofo e pensador, Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem-estar dos cidadãos. Entretanto, tal responsabilidade não está sendo honrada quanto à padronização do corpo no Brasil, visto que o governo está cumprindo seu papel enquanto agente fornecedor de direito mínimos, gerando uma falsa sensação de cidadania, sendo considerado um obstáculo. Assim, para que esse bem-estar seja usufruído, o Estado precisa sair da imobilidade em que se encontra.

Além disso, a falta de discussão é um grande impasse. A filósofa e escritora brasileira, Djamila Ribeiro explica ser preciso tirar uma situação da invisibilidade para que soluções sejam promovidas. Contudo, há um silenciamento instaurado na questão da padronização do corpo, uma vez que pouco se fala sobre esse tema nas mídias de grande acesso, para a população em geral, tratando essa pauta como algo supérfluo. Logo, urge tirar essa situação da invisibilidade para atuar sobre ela, como defende a pensadora.

Portanto, é imprescindível atuar sobre esse contexto caótico. Para isso, o governo federal deve projetos , como campanhas sobre o tema, por meio da organização de fundos e projetos, de modo que reverta o descaso governamental que afeta a padronização corporal. Tal ação pode, ainda, contar com consultas públicas para entender as reais necessidades da população. Paralelamente, é preciso intervir sobre o silenciamento presente. Dessa forma, poder-se-á concretizar a 'Utopia" de More na sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
74 Exibições
por iriscristina
0 Respostas 
45 Exibições
por Clofi
O culto a padronização de corpo no Brasil
por giossg    - In: Outros temas
0 Respostas 
51 Exibições
por giossg
0 Respostas 
92 Exibições
por schiestllis
0 Respostas 
51 Exibições
por duddy
0 Respostas 
547 Exibições
por michelly03
5 Respostas 
615 Exibições
por Samara102006
0 Respostas 
387 Exibições
por vitoria39483
Gordofobia e o culto ao corpo padrão
por Dkdididof    - In: Outros temas
0 Respostas 
96 Exibições
por Dkdididof
9 Respostas 
180 Exibições
por LeighTeabing

Crítico. Tolerante. Consciente. Esperan&cce[…]

Desde o período antigo, filósofos co[…]

O trabalho sempre foi alvo de uma suposta valoriza[…]

Como tudo no mundo, os recursos tecnológico[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM