Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#38058
Desde do início da construção da sociedade, o homem é disciplinado a reprimir suas emoções para não demonstrar fraqueza ou qualquer indício de ações que, aos olhos alheios, são designadas apenas as mulheres. O ser violento e símbolo de força, é uma das características básicas propostas pela massa para ser homem. No Brasil a situação não é diferente, os homens são as principais vítimas de suicídio e os que mais cometem homicídio por ano.
Para o homem, desabafar sobre suas próprias emoções é uma prática incomum e quando ocorre, as pessoas escolhidas geralmente são; a esposa, a mãe ou alguma amiga. Falar sobre sentimentos em uma roda de amigos é motivo de piada, pois desde pequenos são instruídos a pensar que tratar de assuntos que envolvem sentimentalismo é bobagem e restrito às mulheres, além disso, é expor todas as suas fraquezas e ferir a masculinidade, uma vez que, deve-se mostrar forte o tempo todo.
Além disso, a taxa de vítimas de suicídio e homicídio cometidos no Brasil por ano, é liderada por homens que, devido a repressão das emoções sofrida e o o incitamento da violência durante todo o seu desenvolvimento, não conseguem suportar tudo o que existe guardado dentro de si e acabam tirando aprópria vida ou atentando contra a vida de outros indivíduos. O uso da violência, em algumas situações, é utilizado para defender o próprio ego e demonstrar superioridade, para não ser taxado como fraco.
É necessário entender que conversar sobre o que sente não infere masculinidade frágil, ao contrário, ajuda o homem a compreender-se melhor. A ampliação de centros de apoios especializados seria de suma importância para a normalização do sentimentalismo masculino efeminismopara ajudar a combater os pensamentos e atitudes machistas passadas de geração em geração.

Camila Alves da Silva Nery
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Discurso de ódio no Brasil

O Brasil, de modo geral, é classificado int[…]

Um dos desafios da atualidade está relacion[…]

O filósofo francês Sartre defende que[…]

Dúvida!

Se você tiver feito o título de eleit[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM