• Avatar do usuário
#70634
O direito de estudo por meio das tecnologias no Brasil
Confirmada pela associação entre o nível de escolaridade e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) fornecidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), a educação é uma ferramenta potencial de desenvolvimento. Entretanto, inicialmente seu acesso era majoritariamente por famílias ricas, e com a instituição da democracia, instalaram-se escolas públicas e obrigatórias. As evoluções tornaram-se cada vez mais tecnológicas ao ponto que surgiu o ensino a distância, restando a questionar a unanimidade da aderência dos estudantes de menor renda.
Desde a colonização nacional, é observada a concentração de conhecimento na elite e, ao longo do tempo, a adoção de novas políticas e constituições permitiram que grande parte da sociedade pudesse garantir esse direito. E afim da continuação do ensino superior para aqueles que possuem condições, as universidades têm como opção o ensino a distância em alguns de seus cursos, sistema que tornou-se vigente para o nível regular pelas exigências do distanciamento social em decorrência da pandemia da COVID-19 desde 2020.
A não presencialidade e planos para superar a falta de educação, demonstraram juntos que a internet e os aparelhos eletrônicos tornaram-se essenciais e não mais só uma alternativa. Além disso, esses avanços possibilitam a permanência desse ensino que porém, devido ao menor poder de compra somado às dificuldades de adaptação, privam algumas esferas populacionais sobre tal.
Portanto, é necessário inibir a pobreza a partir do Governo Federal, ao aplicar projetos sociais de ajuda econômica e de incentivo ao estudos por meio do aumento equilibrado entre os impostos de instituições privadas mais lucrativas e de parte de verbas da educação. Desta maneira, há igualdade, maior capacitação de pessoas e progresso frente a história de acesso a educação e tecnologia, que serão refletidos na qualidade de vida como aponta o IBGE pelo IDH.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

JoaoPedro72 , qual dica você me daria para[…]

Sua redação ficou muito boa, mas pec[…]

Seu texto ficou muito bom, mas busque entender sob[…]

1-poucos erros gramaticais, você escreve b[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM