• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#76073
O filme "Estados Unidos vs Billie Holiday" conta a história de Billie, uma cantora negra que tem que lidar constantemente com o racismo que está enraizado na sociedade americana. Fora da ficção, o panorama explicitado na obra cinematográfica faz-se presente na contemporaneidade, visto que casos de racismo ainda estão presentes na vida de muitos brasileiros, os quais são discriminados devido ao passado escravista do país. Nesse viés, precisa-se analisar não somente a negligência estatal no que tange ao racismo, mas também a alienação da população com o problema.

Nesse contexto, é fulcral destacar que a inoperância estatal influencia substancialmente na persistência do assédio na atualidade. Nessa lógica, o filósofo iluminista John Locke desenvolveu o conceito de Contrato Social, em que o Estado seria responsável pelo bem-estar coletivo. Entretanto, é notório que a máquina administrativa rompe a tese de Locke no cenário atual, pois não investe em programas, os quais tencionem o problema, como a criação de projetos que auxiliem as vítimas de racismo, contribuindo, dessa forma, para a perpetuação do racismo na sociedade brasileira. Assim, fica evidente que o poder público é falho na resolução desse impasse.

Ademais, a alienação da população apresenta-se como outro desafio para o problema. De acordo com o musicólogo Vladimir Jankélévitch, o homem moderno possui uma cegueira ética, ou seja, é passivo frente aos problemas enfrentados pelo próximo. Seguindo essa lógica, percebe-se que o racismo encontra um alicerce na estagnação social. Essa situação ocorre pois, infelizmente, os indivíduos não se movimentam em prol da erradicação dessa questão, pelo contrário, eles adquirem um caráter individualista frente à problemática, por não mensurarem as consequências desse ato discriminatório, favorecendo a manutenção do problema.

Portanto, medidas são necessárias para resolver essa conjuntura. Para isso, cabe às escolas, por meio da destinação de recursos, promoverem campanhas, as quais serão realizadas através de palestras frequentes com psicólogos, que mostrem as consequências que o racismo traz para a vida das suas vítimas. Além disso, a mídia deve divulgar matérias sobre a importância da igualdade social entre pessoas de diferentes cores, com a finalidade de amenizar o racismo na sociedade contemporânea. Assim, a realidade vivenciada por Billie não será concretizada no Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#76346
INTRODUÇÃO

O filme "Estados Unidos vs Billie Holiday" conta a história de Billie, uma cantora negra que tem que lidar constantemente com o racismo que está enraizado na sociedade americana. Fora da ficção, o panorama explicitado na obra cinematográfica faz-se presente na contemporaneidade, visto que casos de racismo ainda estão presentes na vida de muitos brasileiros, os quais são discriminados devido ao passado escravista do país. Nesse viés, precisa-se analisar não somente a negligência estatal no que tange ao racismo, mas também a alienação da população com o problema.


Introdução perfeita, parabéns!

D1

Nesse contexto, é fulcral destacar que a inoperância estatal influencia substancialmente na persistência do assédio na atualidade. Nessa lógica, o filósofo iluminista John Locke desenvolveu o conceito de Contrato Social, em que o Estado seria responsável pelo bem-estar coletivo. Entretanto, é notório que a máquina administrativa rompe a tese de Locke no cenário atual, pois não investe em programas, os quais tencionem o problema, como a criação de projetos que auxiliem as vítimas de racismo, contribuindo, dessa forma, para a perpetuação do racismo na sociedade brasileira. Assim, fica evidente que o poder público é falho na resolução desse impasse.

Argumentação excelente e muito bem colocada, eu apenas não achei muito interessante o uso da palavra "racismo" repetida e tão próxima

D2

Ademais, a alienação da população apresenta-se como outro desafio para o problema. De acordo com o musicólogo Vladimir Jankélévitch, o homem moderno possui uma cegueira ética, ou seja, é passivo frente aos problemas enfrentados pelo próximo. Seguindo essa lógica, percebe-se que o racismo encontra um alicerce na estagnação social. Essa situação ocorre pois, infelizmente, os indivíduos não se movimentam em prol da erradicação dessa questão, pelo contrário, eles adquirem um caráter individualista frente à problemática, por não mensurarem as consequências desse ato discriminatório, favorecendo a manutenção do problema.

Acho que o repertório "O mais escandaloso dos escândalos é que nos habituamos a eles" de Simone de Beauvoir encaixaria perfeitamente, fora isso, argumentação impecável.

CONCLUSÃO

Portanto, medidas são necessárias para resolver essa conjuntura. Para isso, cabe às escolas, por meio da destinação de recursos, promoverem campanhas, as quais serão realizadas através de palestras frequentes com psicólogos, que mostrem as consequências que o racismo traz para a vida das suas vítimas. Além disso, a mídia deve divulgar matérias sobre a importância da igualdade social entre pessoas de diferentes cores, com a finalidade de amenizar o racismo na sociedade contemporânea. Assim, a realidade vivenciada por Billie não será concretizada no Brasil.

AGENTE: escolas
AÇÃO: promover campanhas
MEIO/MODO: através da destinação de verbas ( vindas de quem?)
DETALHAMENTO: ok
FINALIDADE: ok
#76348
GabyyOliver escreveu:INTRODUÇÃO

O filme "Estados Unidos vs Billie Holiday" conta a história de Billie, uma cantora negra que tem que lidar constantemente com o racismo que está enraizado na sociedade americana. Fora da ficção, o panorama explicitado na obra cinematográfica faz-se presente na contemporaneidade, visto que casos de racismo ainda estão presentes na vida de muitos brasileiros, os quais são discriminados devido ao passado escravista do país. Nesse viés, precisa-se analisar não somente a negligência estatal no que tange ao racismo, mas também a alienação da população com o problema.


Introdução perfeita, parabéns!

D1

Nesse contexto, é fulcral destacar que a inoperância estatal influencia substancialmente na persistência do assédio na atualidade. Nessa lógica, o filósofo iluminista John Locke desenvolveu o conceito de Contrato Social, em que o Estado seria responsável pelo bem-estar coletivo. Entretanto, é notório que a máquina administrativa rompe a tese de Locke no cenário atual, pois não investe em programas, os quais tencionem o problema, como a criação de projetos que auxiliem as vítimas de racismo, contribuindo, dessa forma, para a perpetuação do racismo na sociedade brasileira. Assim, fica evidente que o poder público é falho na resolução desse impasse.

Argumentação excelente e muito bem colocada, eu apenas não achei muito interessante o uso da palavra "racismo" repetida e tão próxima

D2

Ademais, a alienação da população apresenta-se como outro desafio para o problema. De acordo com o musicólogo Vladimir Jankélévitch, o homem moderno possui uma cegueira ética, ou seja, é passivo frente aos problemas enfrentados pelo próximo. Seguindo essa lógica, percebe-se que o racismo encontra um alicerce na estagnação social. Essa situação ocorre pois, infelizmente, os indivíduos não se movimentam em prol da erradicação dessa questão, pelo contrário, eles adquirem um caráter individualista frente à problemática, por não mensurarem as consequências desse ato discriminatório, favorecendo a manutenção do problema.

Acho que o repertório "O mais escandaloso dos escândalos é que nos habituamos a eles" de Simone de Beauvoir encaixaria perfeitamente, fora isso, argumentação impecável.

CONCLUSÃO

Portanto, medidas são necessárias para resolver essa conjuntura. Para isso, cabe às escolas, por meio da destinação de recursos, promoverem campanhas, as quais serão realizadas através de palestras frequentes com psicólogos, que mostrem as consequências que o racismo traz para a vida das suas vítimas. Além disso, a mídia deve divulgar matérias sobre a importância da igualdade social entre pessoas de diferentes cores, com a finalidade de amenizar o racismo na sociedade contemporânea. Assim, a realidade vivenciada por Billie não será concretizada no Brasil.

AGENTE: escolas
AÇÃO: promover campanhas
MEIO/MODO: através da destinação de verbas ( vindas de quem?)
DETALHAMENTO: ok
FINALIDADE: ok
Oi, Gaby. Tudo bom? Muito obrigado pela correção e pelas dicas excelentes. Não tinha percebido a repetição da palavra "racismo". Irei ajustar esses pequenos detalhes nos próximos textos. Muito obrigado ❤!
#76352
Cleverson escreveu:
GabyyOliver escreveu:INTRODUÇÃO

O filme "Estados Unidos vs Billie Holiday" conta a história de Billie, uma cantora negra que tem que lidar constantemente com o racismo que está enraizado na sociedade americana. Fora da ficção, o panorama explicitado na obra cinematográfica faz-se presente na contemporaneidade, visto que casos de racismo ainda estão presentes na vida de muitos brasileiros, os quais são discriminados devido ao passado escravista do país. Nesse viés, precisa-se analisar não somente a negligência estatal no que tange ao racismo, mas também a alienação da população com o problema.


Introdução perfeita, parabéns!

D1

Nesse contexto, é fulcral destacar que a inoperância estatal influencia substancialmente na persistência do assédio na atualidade. Nessa lógica, o filósofo iluminista John Locke desenvolveu o conceito de Contrato Social, em que o Estado seria responsável pelo bem-estar coletivo. Entretanto, é notório que a máquina administrativa rompe a tese de Locke no cenário atual, pois não investe em programas, os quais tencionem o problema, como a criação de projetos que auxiliem as vítimas de racismo, contribuindo, dessa forma, para a perpetuação do racismo na sociedade brasileira. Assim, fica evidente que o poder público é falho na resolução desse impasse.

Argumentação excelente e muito bem colocada, eu apenas não achei muito interessante o uso da palavra "racismo" repetida e tão próxima

D2

Ademais, a alienação da população apresenta-se como outro desafio para o problema. De acordo com o musicólogo Vladimir Jankélévitch, o homem moderno possui uma cegueira ética, ou seja, é passivo frente aos problemas enfrentados pelo próximo. Seguindo essa lógica, percebe-se que o racismo encontra um alicerce na estagnação social. Essa situação ocorre pois, infelizmente, os indivíduos não se movimentam em prol da erradicação dessa questão, pelo contrário, eles adquirem um caráter individualista frente à problemática, por não mensurarem as consequências desse ato discriminatório, favorecendo a manutenção do problema.

Acho que o repertório "O mais escandaloso dos escândalos é que nos habituamos a eles" de Simone de Beauvoir encaixaria perfeitamente, fora isso, argumentação impecável.

CONCLUSÃO

Portanto, medidas são necessárias para resolver essa conjuntura. Para isso, cabe às escolas, por meio da destinação de recursos, promoverem campanhas, as quais serão realizadas através de palestras frequentes com psicólogos, que mostrem as consequências que o racismo traz para a vida das suas vítimas. Além disso, a mídia deve divulgar matérias sobre a importância da igualdade social entre pessoas de diferentes cores, com a finalidade de amenizar o racismo na sociedade contemporânea. Assim, a realidade vivenciada por Billie não será concretizada no Brasil.

AGENTE: escolas
AÇÃO: promover campanhas
MEIO/MODO: através da destinação de verbas ( vindas de quem?)
DETALHAMENTO: ok
FINALIDADE: ok
Oi, Gaby. Tudo bom? Muito obrigado pela correção e pelas dicas excelentes. Não tinha percebido a repetição da palavra "racismo". Irei ajustar esses pequenos detalhes nos próximos textos. Muito obrigado ❤!
Na C1 era pra ser 180, mas por algum motivo o App não coloca mais em 180

2021 tem sido um ano particularmente marcante par[…]

Introdução Na cultura japonesa, o […]

A logística e infraestrutura da Funda&ccedi[…]

oii gente! Quem puder corrigir minha redaç&[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM