Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#52020
Ulysses Guimarães, ex deputado federal e participante da Assembléia Constituinte, ao promulgar a Constituição Federal de 1988, que está vigor até os dias atuais, fez um discurso marcante com a promessa de tornar a Carta Magna a voz da sociedade rumo à mudança. No entanto, no que diz respeito ao alfabetismo vê-se que uma parcela da população ainda enfrenta barreiras no país a fim de conquistá-la. Nesse âmbito, faz-se necessário medidas interventistas para conter a questão a qual é agravada devido não só à falta de escolas em regiões periféricas mas também à ausência de políticas efetivas contra a evasão escolar.
Diante desse cenário, é possível destacar a falta de instituições de ensino público em muitos lugares do interior do país como um dos fatores que validam a persistência dessa vulnerabilidade social. Na região do Nordeste, segundo dados do IBGE, o acesso à educação é o mais restrito, com 34,7% da população à margem desse direito. Isso se dá porque uma parcela dos alunos precisa se deslocar por mais de uma hora para conseguir estudar, o que afronta diretamente a Constituição de 1988, que prevê o acesso à todo cidadão à educação gratuita e de qualidade.
Além disso, é lícito apontar que a evasão escolar contribui para o crescimento desse descaso social. Nas áreas mais pobres do país, muitas crianças e adolescentes trabalham para contribuir com o sustento familiar, o que diante da falta de iniciativa do governo para ajudar essas famílias, promove o abandono escolar e, consequentemente, o analfabetismo. Tal situação favorece o contexto de acordo com od dados do IBGE: 48,3% dos discentes evadem o colégio na região Sul. Logo, lê-se como nociva a percepção de que em um país signatário da Declaração Universal dos Direitos Humanos como o Brasil, o Estado negligencie o papel da educação como agente inibidor do desrespeito à condição cidadã.
Infere-se, portanto, que essa contradição no tecido social revela a fragilidade das leis e da administração pública do Brasil e, por isso, precisa ser enfrentada de forma mais organizada. Para tal, o governo federal deve criar projetos de lei, por meio de fundação de escolas em regiões periféricas do país, com o auxílio de campanhas de alfabetização de crianças, jovens e adultos e mão-de-obra qualificada. Espera-se, com isso, introduzir métodos eficazes capaz de promover o letramento da sociedade marginalizada e tornar prática as prescrições da Constituição Cidadã.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

dudaramos1 Assim que possível corrige min[…]

Já faz alguns anos que a reduç&atild[…]

O estigma da saúde mental

Transtornos psicológicos Com freq[…]

atualmente, é difícil estabelecer co[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM