• Avatar do usuário
#63806
Segundo a constituição federal de 1988 documento situado no topo modernamente jurídico todos têm direito a segurança no entanto, quando se observa o cenário brasileiro de hodierno, percebe-se que essa garantia enfrenta desafios para ser consumada, haja vista a persistência da violência contra a mulher na sociedade. Nesse contexto configura-se como principais causas do reveste a falta de políticas públicas e a passividade das autoridades .
Diante desse cenário, é o portão no ponto a que a falta de políticas públicas possuem íntima relação com problema. A cerca disso Thomas Hobbes, em seu livro "leviathan", defende a obrigação do Estado em proporcionar meios que auxiliam o progresso do corpo social, as autoridades, todavia, não te encontro com a ideia de Hobbes, uma vez que possuem um papel inerte e, ainda, não direciona o olhar ações que poderiam resolver a violência estrondosa contra mulher como a criação de leis mais severas. Logo, tal negligência inviabiliza a dissolução dessa conjuntura inaceitável e ainda, dificulta o atendimento dessa violência.
Ademais, é fundamental apontar passividade das autoridades como impulsionador da falta de segurança sofrida pelas mulheres. Segundo Bauman, sociólogo polonês, algumas instituições perderam sua função social, embora ainda mantenha a sua essência, diante disso percebe-se que apesar de existirem leis protetivas a passividade das autoridades não garante total seguridade as vítimas, segundo as pesquisas data senado 80% dos entrevistados acreditam que leite por si só não são capazes de resolver o problema da violência contra a mulher. Logo, é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.
Uma, observa-se a necessidade de combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o ministério da justiça e segurança pública, por intermédio de campanhas desenvolvam políticas públicas mais severas e eficientes para trazer segurança vítima e punição ao culpado. com efeito, espera-se a consolidação do direito além caso na Magna carta
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A cultura de assédio no Brasil

No livro “50 tons de cinza” é a[…]

joenir jheromagnoli cassiahso Higorrair

Peso: 1000 Nota: 1000 Conforme o escritor Franz K[…]

Doença mental

Para a OMS, saúde não engloba apena[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM