Envie sua redação!
  • Avatar do usuário
#54390
A Constituição Federal brasileira de 1988 garante o direito de liberdade individual e a segurança pública. É evidente então que a parceria público-privada, é um problema para os presídios visto que buscariam lucros e não estariam preparados para conduzir um local de alto risco.

Em primeira análise, toda empresa privada busca lucros para sua sobrevivência. Dessa forma essa metodologia, não seria eficiente dentro do sistema prisional, o que geraria mais problemas com celas superlotadas e rebeliões em massa. Pois elas adotariam regimes mais severos de trabalhos para os detentos, podendo desrespeitar os direitos que a lei de execução penal lhes garante.

Além disso, é evidente que a polícia penal e a administração pública estão mais preparados do que empresas privadas, para gerir um presídio. Ademais, as penitenciárias são ambientes que fogem do comum que essas empresas estão acostumadas a gerir ou prestar serviços, o que pode por em risco a vida de funcionários e presidiários. Sendo um local de alta periculosidade onde todo cuidado é pouco.

Sendo assim, cabe ao governo investir e equipar a polícia penal para a segurança dos presídios, e a administração das penitenciárias deve impor um forte trabalho com projetos de ressocialização para que a reincidência de detentos diminua. Buscando assim dar uma expectativa de futuro aos detentos e garantindo que a lei de execução penal seja respeita e cumprida no Brasil.
#54932
A Constituição Federal Brasileira de 1988 garante o direito de liberdade individual e a segurança pública. [faltou conectivo] É evidente então que a parceria público-privada, é um problema para os presídios visto que buscariam lucros e não estariam preparados para conduzir um local de alto risco.

Em primeira análise, toda empresa privada busca lucros para sua sobrevivência. Dessa forma, essa metodologia, não seria eficiente dentro do sistema prisional, o que geraria mais problemas com celas superlotadas e rebeliões em massa. Pois, elas adotariam regimes mais severos de trabalhos para os detentos, podendo desrespeitar os direitos que a lei de execução penal lhes garante.
* Procure comprovar o que se fala, tirou essa informação da onde?

Além disso, é evidente que a polícia penal e a administração pública estão mais preparadas do que empresas privadas, para gerir um presídio. Ademais, as penitenciárias são ambientes que fogem do comum que essas empresas estão acostumadas a gerir ou prestar serviços, o que pode por em risco a vida de funcionários e presidiários. Sendo um local de alta periculosidade onde todo cuidado é pouco.
* Mesma coisa, está ficando no senso comum

Sendo assim, [faltou arrematar o tema antes] cabe ao governo investir e equipar a polícia penal para a segurança dos presídios, e a administração das penitenciárias deve impor um forte trabalho com projetos de ressocialização para que a reincidência de detentos diminua. [faltou conectivo] Buscando assim dar uma expectativa de futuro aos detentos e garantindo que a lei de execução penal seja respeita e cumprida no Brasil.

É evidente que a quantidade de refugiados v[…]

De acordo com a Organização mundial […]

Racismo e Discriminação Social

A Constituição Brasileira, prev&ecir[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM