Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Justinho34
#58876
Aborda sobre á história do futebol feminino é mais do que lembrar gols, vitórias e derrotas. É discursa sobre resistência, descaso e barreiras quebradas. É falar das conquistas como os primeiros registros de mulheres jogando futebol nas regras atuais na década de 80. É relembra da história, como o protagonismo da Escócia e Inglaterra na primeira partida exclusivamente por mulheres em 1898, em Londres.
Mas também é versar sobre derrotas, como a que ocorreu no Brasil na era Vargas, nos anos de 1941 e 1983 período que vigorou o decreto-lei 3.199 que proibiu a participação do sexo feminino no futebol. A qual a justificativa era de que o esporte deixaria as mulheres masculinizadas e sem capacidade de terem filhos. Essa regra valia para o futebol, de campo ou de salão, e para outros esportes como pólo e lutas de qualquer natureza. Após quatro décadas, a regulamentação do futebol feminino veio em 1983 graças à luta de jogadoras e a relevância econômica internacional, com isso surgiram vários times e ligas pelo país. Uma das equipes mais famosas foi o Esporte Clube Radar, que surgiu em 1981, o time carioca entrou para a história após vencer 66 de 71 partidas disputadas. A primeira Copa do Mundo feminina surgiu apenas em 1991, na China. Poucos anos depois, em 1996, a modalidade foi incluída nas Olimpíadas de Atlanta, onde o Brasil conquistou o 4° lugar.
Por tanto, quem vê hoje a Marta Vieira da Silva, atacante brasileira, eleita como a melhor jogadora de futebol do mundo por seis vezes consecutivas, não imagina o caminho percorrido pelo sexo feminino ao longo da história do esporte. O fato é que para conquistar seu espaço nos estádios para torcer, jogar ou apitar, as mulheres enfrentaram e enfrentam diversas barreiras e reflexos negativos de um passado conturbado no esporte até hoje, como o pouco incentivo ao futebol feminino e a falta de patrocinadores. Com tudo esses obstáculos tormam a bandeira ergida em 1898 mais sólida e vigorosa com uma luta constante pela igualdade.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A constituição federal de 1988, docu[…]

Violência doméstica

Agressão a Maria da Penha Vemos que atualm[…]

Obesidade no Brasil

Segundo dados do IBGE, em 2019 um quarto da popula[…]

Medo provocado por pandemia

*Medo causado pela pandemia* Diante de um cas[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM