Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#59619
No contexto atual de pandemia, com a crise no sistema de saúde, vários indivíduos evitam idas ao médico, recorrendo a tratamentos alternativos. Dessa maneira mostra-se relevante pensar nas consequências da automedicação, que pode trazer um resultado maléfico e inesperado, uma vez que o Brasil é o país recordista nesses índices, configurando uma importante problemática nesse pernicioso cenário.

De início é notório destacar que para a maioria da população o uso de medicamentos sem a recomendação adequada é visto como um costume, vício. Isso porque este é um aspecto comum, que vem sendo inserido culturalmente com grande intensidade. Prova disso recai no dado de que a automedicação é um hábito comum a 77% dos brasileiros.

Ademais, cabe ressaltar que esse número vem crescendo cada vez mais, estimulado por diversos fatores, como: a falta completa de informação, indústrias farmacêuticas oferecendo uma quantidade de remédios que vão além do necessário, problemas na saúde pública, o que fortalece a falta de idas ao médico, etc. Nessa perspectiva, podemos comentar o que foi dito por Lair Ribeiro: “Aquele que não tem tempo para cuidar da saúde vai ter que arrumar tempo para cuidar da doença.”.

Com o objetivo de minimizar o consumo desenfreado de remédios, é dever da população refletir sobre esse tema. Outrossim, cabe ao Ministério da Saúde o estabelecimento de medidas que auxiliarão a reforçar o autocuidado de cada indivíduo, como, melhorar as condições de saúde do sistema público e propor alguma lei, por exemplo, que modifique a administração de medicamentos por profissionais. A partir dessas ações, espera-se promover um melhora no que tange à questão da automedicação desenfreada no Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#59632
Oi Sabrina, gostei da sua redação. Só um conselho, quando for fazer uma citação ou alusão sobre alguém, fale antes quem é a pessoa ou a sua ocupação, por exemplo : segundo o sociologo e pesquisador alemão -nome da pessoa-...

alguém, por favor, pode corrigir ?

Alguém pode corrigir?

A constituição histórica e cu[…]

Na série " as telefonistas ", em […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM