• Avatar do usuário
#70956
No que tange aos avanços tecnológicos, cada vez mais vem modificando a forma de se comunicar, trabalhar e divertir. Nesse sentido, essa mudança provocou impactos positivos, como a construção de fábricas inteligentes, e impactos negativos, como a substituição da mão de obra humana. Tal cenário vem dividindo opiniões e colocando em evidência se realmente a tecnologia se tornou benéfica ou maléfica.

Em primeira análise, com o advento da criação de máquinas inteligentes – que potencializam as produções e serviços – as fábricas e empresas se adequaram a essa nova tendência. Só no Brasil chegou a 73% em 2018 o número de indústrias que investiram nessas inovações de acordo com a confederação nacional da indústria (CNI), essas implementações somam para uma maior produtividade, otimização de recursos, minimização de erros e eficiência. Ademais, estes dados positivos proporcionam não só o sucesso do negócio, mas também atendem de forma total as necessidades do consumidor.

Em segunda análise, é exposto um contraponto que vem preocupando muita gente com relação ao futuro do trabalho humano, que cada vez mais é substituído por máquinas. De fato, esse é um problema a se atentar, ainda mais pela alta taxa de desemprego que vem sendo provocado por variáveis no ambiente interno (máquinas) e externo (pandemia), como também, a falta de qualificação da mão de obra, uma educação precária que não investe em tecnologia e inovação e o fim do trabalho repetitivo. Além disso, a pouca e intimidade e o receio com esse novo mundo, ainda são barreiras que separam as máquinas e o homem.
Diante dos fatos apresentados sobre o ponto positivo da inovação dentro das empresas e o ponto negativo em relação a substituição dos humanos, é necessário que as organizações construam uma política interna para a qualificação dos colaboradores e a realocação dentro de novas áreas, para que o colapso de desemprego no mercado de trabalho seja evitado e a inteligência seja um mecanismo de colaboração junto com as pessoas.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

JoaoPedro72 , qual dica você me daria para[…]

Sua redação ficou muito boa, mas pec[…]

Seu texto ficou muito bom, mas busque entender sob[…]

1-poucos erros gramaticais, você escreve b[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM