Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#41320
O século XX foi marcado com a Revolução Técnico Científica e, após seu surguimento,tornouse possível possível a criação e o desenvolvimento de diversas tecnologias,como a internet e, consequentemente,as TIC(Tecnologia da informação e a comunicação)o que proporcionou diversos benéficios, além do desenvolvimento para uma parcela dos cidadãos brasileiros.Sob tal ótica,mesmo frente à benéfica rede de internet,encontra-se ainda,os impactos da exclusão digital,no Brasil.Diante disso, múltiplos são os fatores contribuintes para essa problemática,sendo eles:a carência da alfabetização digital e o déficit de infraestrutura para o acesso às redes digitais.
Em primeira análise,a alfabetização digital representa o processo de aprendizagem que uma pessoa adquire competência para entender e aproveitar o potencial educativo, econômico e social das novas tecnologias.Nessa ótica,o filósofo John Stuart em sua ética utilitarista propõe à sociedade uma doutrina que visa o maior benefício ao maior número de pessoas possível.Entretanto,ao analisar à situação da educação digital na sociedade brasileira hodierna,percebe-se que muitos cidadãos, principalmente,os que se encontram as margens da sociedade estão exclusos das atividades tecnológicas por não possuírem condições financeiras para a contratação de internet e recursos básicos de informática e tecnologia que, inclusive, não são oferecidos pelos governos de diversos estados.Consoante ao dado do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE) cerca de 48% dos brasileiros são sem teto digitais,dessa forma o dado apresentado ratifica a contradição ao benefício proposto pela ética utilitarista e a ausência de homogeniedade na sociedade brasileira relacionada à educação.
Além disso,nota-se, hodiernamente,o déficit de infraestrutura para o acesso às redes digitais.Nesse sentido,a impossibilidade da utilização da internet priva algumas comunidades da obtenção de maior conhecimento e troca de informações,uma vez que,na contemporaniedade,a sociedade encontra-se hiperconctada,conforme o filósofo Pierre Lévy,ou seja,os serviços comerciais,de educação e judiciais são, majoritariamente, direcionados aos aplicativos.Entretanto, devido à ausência da extensão de rede de internet em zonas rurais e bairros periféricos,encontram-se diversos problemas para esses cidadãos,por exemplo,o auxílio emergencial proposto pelo governo para contemplar, principalmente,as famílias carentes, porém devido à inacessibilidade da rede de internet muitos desses indivíduos não foram contemplados.Consoante ao dado apresentado pelo G1,cerca de 78% das zonas rurais e 30% dos domicílios das classes D e E não tem acesso à internet,dessa forma,esse dado confirma as disparidades da exclusão digital que se traduz em exclusão social.
Diante disso,a fim de encontrar caminhos que mitigem essa discrepância poderia o Ministério da Ciência, Tecnologia e inovação investir na ampliação das redes de internet,no Brasil,com a gerência desses serviços em áreas periféricas e zonas rurais e,em parceria com o Ministério da Educação oferecer cursos gratuitos de informática e tecnologia para idades de todas as faxetarias com o intuito de democratizar a educação digital, além de compor planos de subídios criando Lan Houses comunitárias que ofereçam aparelhos digitais e internet gratuita para a população carente.Dessa forma,poderia o povo tupiniquim contemplar a homogeniedade e o bem para a maioria dos cidadãos,proposta pela ética utilitarista,na pátria verde-amarela.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#41401
O século XX foi marcado com a Revolução Técnico Científica e, após seu surguimento,tornou-se possível a criação e o desenvolvimento de diversas tecnologias,como a internet e, consequentemente,as TIC(Tecnologia da informação e a comunicação)o que proporcionou diversos benéficios, além do desenvolvimento para uma parcela dos cidadãos brasileiros.Sob tal ótica,mesmo frente à benéfica rede de internet,encontra-se ainda,os impactos da exclusão digital,no Brasil.Diante disso, múltiplos são os fatores contribuintes para essa problemática,sendo eles:a carência da alfabetização digital e o déficit de infraestrutura para o acesso às redes digitais.
Em primeira análise,a alfabetização digital representa o processo de aprendizagem que uma pessoa adquire competência para entender e aproveitar o potencial educativo, econômico e social das novas tecnologias.Nessa ótica,o filósofo John Stuart em sua ética utilitarista propõe à sociedade uma doutrina que visa o maior benefício ao maior número de pessoas possível.Entretanto,ao analisar à situação da educação digital na sociedade brasileira hodierna,percebe-se que muitos cidadãos, principalmente,os que se encontram as margens da sociedade estão exclusos das atividades tecnológicas por não possuírem condições financeiras para a contratação de internet e recursos básicos de informática e tecnologia que, inclusive, não são oferecidos pelos governos de diversos estados.Consoante ao dado do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE) cerca de 48% dos brasileiros são sem teto digitais,dessa forma o dado apresentado ratifica a contradição ao benefício proposto pela ética utilitarista e a ausência de homogeniedade na sociedade brasileira relacionada à educação.
Além disso,nota-se, hodiernamente,o déficit de infraestrutura para o acesso às redes digitais.Nesse sentido,a impossibilidade da utilização da internet priva algumas comunidades da obtenção de maior conhecimento e troca de informações,uma vez que,na contemporaniedade,a sociedade encontra-se hiperconctada,conforme o filósofo Pierre Lévy,ou seja,os serviços comerciais,de educação e judiciais são, majoritariamente, direcionados aos aplicativos.Entretanto, devido à ausência da extensão de rede de internet em zonas rurais e bairros periféricos,encontram-se diversos problemas para esses cidadãos,por exemplo,o auxílio emergencial proposto pelo governo para contemplar, principalmente,as famílias carentes, porém devido à inacessibilidade da rede de internet muitos desses indivíduos não foram contemplados.Consoante ao dado apresentado pelo G1,cerca de 78% das zonas rurais e 30% dos domicílios das classes D e E não tem acesso à internet,dessa forma,esse dado confirma as disparidades da exclusão digital que se traduz em exclusão social.
Diante disso,a fim de encontrar caminhos que mitigem essa discrepância poderia o Ministério da Ciência, Tecnologia e inovação investir na ampliação das redes de internet,no Brasil,com a gerência desses serviços em áreas periféricas e zonas rurais e,em parceria com o Ministério da Educação oferecer cursos gratuitos de informática e tecnologia para idades de todas as faxetarias com o intuito de democratizar a educação digital, além de compor planos de subídios criando Lan Houses comunitárias que ofereçam aparelhos digitais e internet gratuita para a população carente.Dessa forma,poderia o povo tupiniquim contemplar a homogeniedade e o bem para a maioria dos cidadãos,proposta pela ética utilitarista,na pátria verde-amarela.
#41423
Muita linguiça. Há partes no texto que se pode cortar - e não são poucas. Um texto deve ser feito para ser lido sem dificuldades.
Ao mesmo tempo que você trabalha a ideia de um homem você trabalha um dado estatístico e isso faz com que você perca o foco do título. Qual o impacto da exclusão digital no Brasil ? Você só deveria responder isso.Simples.

Ok, vejamos......Sim, o auxílio emergencial. Só ele é ? Não parece ser uma problemática tão grande já que há parentes que podem fazer o mesmo. Portanto, vê-se que refutei toda sua argumentação, tornando-a refutavel(o que não se pode).

Há muitos erros de grafia. Principalmente de vírgulas e de crase. Estude a respeito e mais atenção.

Ou você trabalha com a ideia de um filósofo ou com um dado estatístico, os dois não. Nem pessoas com bom treino conseguem fazer isso devido à dificuldade de lidar com dois pontos ao mesmo tempo. Deixe isso para jornalistas que já são experientes nisso. Grande parte das pessoas fazem o mesmo e tomam a redação como um bicho de 7 cabeças, coisa que não é.


Ok, a conclusão apresenta ideias não desenvolvidas. Recomendo que pegue a conclusão desse texto e coloque como a introdução doutro.
Leia a cartilha de redação Enem, disponível no Google para download. Qualquer coisa só chamar.

Não é incomum, em séries e fi[…]

Sua nota ficou 360! Espero ter ajudado! Ajudou […]

A propaganda se tornou uma porta de oportunidade i[…]

Promulgada em 1988, a constituição c[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM