• Avatar do usuário
#72895
A obra da artista brasileira Tarsila do Amaral ‘’ Abaporu’’ representa de modo desproporcional, o corpo do ser da obra, que possui uma pequena cabeça em relação aos outros membros. Por essa perspectiva, ‘’ Abaporu’’ também pode simbolizar a debilidade reflexiva que cerca a doação de sangue no Brasil. Assim, torna-se claro que esse panorama tem como origem inquestionável a omissão do corpo social, que negligencia a oportunidade de ajudar o próximo. Nesse sentido, atuam agravando esse quadro não só o individualismo como também o pouco incentivo.

Primeiramente, vale ressaltar o ‘’ Liquidismo Baumoniano’’ visivelmente presente na sociedade. Nessa perspectiva, consoante o filósofo polonês Zigmunt Bauman, vive-se em uma sociedade individualista, a qual não se importa ou sensibiliza com os relacionamentos interpessoais e problemas alheios. Destarte, os mártires desse flagelo social, fruto da falta de empatia humana são os pacientes que precisam da doação de sangue, ao passo que, constantemente, sofrem com os bancos de sangue vazios dos hospitais. Dessa forma, observa-se que a população canarinha não tem consciência da importância da doação, logo, a carência de doadores tornou-se um problema persistente no país tupiniquim. À vista disso, é fundamental elucidar os cidadãos sobre a magnitude desta prática.

Ademais, cabe pontuar que o Estado falha demasiadamente quando tenta incentivar a esfera social e captar doadores. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta-se que 3% a 5% dos habitantes de um país sejam doadores, no entanto, no Brasil a realidade ainda é muito distante uma vez que apenas 1,9% da população corresponde a parcela de doadores. Outrossim, segundo o sociólogo Émile Durkheim, o egoísmo dos indivíduos, em grande parte, é produto da sociedade. Nesse viés, urge ao Estado rever suas estratégias de convencimento, para então aumentar o número de doadores no Brasil.

Diante do exposto, infere-se que medidas são necessárias para rompermos com a negligência presente no corpo social. Posto isso, é imperiosa uma ação do Ministério da Educação, através de palestras no ambiente acadêmico, instruindo e educando nossos jovens sobre o ato da doação. Dessa forma, estaríamos produzindo futuros doadores que quebrariam o individualismo e sensibilizariam com o próximo. Somente assim, poder-se-á estimular a prática da doação de sangue no Brasil suspendendo a debilidade reflexiva mostrada por Tarsila do Amaral.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

No filme Maze Runner é retratado um mundo p[…]

https://projetoredacaonota1000.com.br/tendencias-e[…]

Se vocês puderem corrigir minha redaç[…]

Padrão de beleza

Gi69 poderia corrigir por favor ? Obrigada Em[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM