Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#48858
Menos de 10% dos brasileiros consome 400 gramas diárias de frutas, legumes e verduras recomendados pela OMS e pelo próprio guia alimentar brasileiro, segundo o estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Sob tal ótica, percebe-se a necessidade de uma reeducação alimentar por parte dos brasileiros. Ademais, a questão alimentícia está diretamente relacionada à saúde, além de depender da situação social do indivíduo.

Primeiramente, sabe-se que a alimentação saudável pode prevenir e até curar muitas doenças. Conforme o documentário The C Word, a alimentação está entre os quesitos fundamentais tanto para previnir o câncer quanto para ajudar no tratamento quando ele já tenha surgido. Logo, torna-se indispensável seguir os parâmetros recomendados pela OMS no que diz respeito à alimentação saudável, a fim de garantir que a comida não seja uma “vilã” para a saúde humana.

Outrossim, o que o indivíduo come, muitas vezes, reflete o que ele possui. Infelizmente, isso não está relacionado apenas à saúde, mas a sua questão social. Por analogia, segundo a professora da Universidade Estadual de Santa Cruz, Emanuella Gomes Maia, ainda é possível ter uma alimentação saudável, pois o Brasil tem uma composição alimentar barata, mas isso pode se inverter nos próximos anos. Dessa maneira, a saúde humana no geral será ainda mais prejudicada.

Diante dos fatos mencionados, medidas são cabíveis para solucionar os desafios acerca da alimentação dos brasileiros. Urge, portanto, que o Ministério da Saúde junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) devem criar uma “Sacola Saudável”, por meio da distribuição de sementes para as pessoas de situação socioeconômica desfavorável, a fim de estimular o cultivo de uma horta orgânica no domicílio desses indivíduos. Tal medida precisa ser apoiada pelos governos estaduais, que se responsabilizarão pelo estudo do solo. Dessa forma, os brasileiros terão uma alimentação mais saudável e “acessível”.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#48860
@marliac,
marliac escreveu:Menos de 10% dos brasileiros consome (consomem)400 gramas diárias de frutas, legumes e verduras recomendados pela OMS e pelo próprio guia alimentar brasileiro, segundo o estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Sob tal ótica, percebe-se a necessidade de uma reeducação alimentar por parte dos brasileiros. Ademais, a questão alimentícia está diretamente relacionada à saúde, além de depender da situação social do indivíduo.

Primeiramente, sabe-se que a alimentação saudável pode prevenir e até curar muitas doenças. Conforme o documentário The C Word, a alimentação está entre os quesitos fundamentais tanto para previnir o câncer quanto para ajudar no tratamento quando ele já tenha surgido. Logo, torna-se indispensável seguir os parâmetros recomendados pela OMS no que diz respeito à alimentação saudável, a fim de garantir que a comida não seja uma “vilã” ( não é recendado o uso de palavras no sentido figurado)para a saúde humana.

Outrossim, o que o indivíduo come, muitas vezes, reflete o que ele possui. Infelizmente, isso não está relacionado apenas à saúde, mas a sua questão social. Por analogia, segundo a professora da Universidade Estadual de Santa Cruz, Emanuella Gomes Maia, ainda é possível ter uma alimentação saudável, pois o Brasil tem uma composição alimentar barata, mas isso pode se inverter nos próximos anos. Dessa maneira, a saúde humana no geral será ainda mais prejudicada.

Diante dos fatos mencionados, medidas são cabíveis para solucionar os desafios acerca da alimentação dos brasileiros. Urge, portanto, que o Ministério da Saúde junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) devem criar uma “Sacola Saudável”, por meio da distribuição de sementes para as pessoas de situação socioeconômica desfavorável, a fim de estimular o cultivo de uma horta orgânica no domicílio desses indivíduos. Tal medida precisa ser apoiada pelos governos estaduais, que se responsabilizarão pelo estudo do solo. Dessa forma, os brasileiros terão uma alimentação mais saudável e “acessível”.
(opte por mensionar apenas um agente, para não ficar confuso)

De fato, saber e ter acesso ao que o professor ou […]

Os animais domésticos passaram por uma long[…]

Tabagismo

De acordo com o filósofo Ralph Waldo, &quo[…]

Segundo o educador Moacir Gadott, " a educa&c[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM