• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#63774
Segundo Émile Durkheim, sociólogo francês, os fatos sociais podem ser normais ou patológicos. Seguindo essa linha de raciocínio, observa-se que um ambiente patológico em crise, rompe toda harmonia social, pois um sistema corrompido não favorece o progresso coletivo. Além disso, alavanca a falta de interação dos moradores de rua na sociedade brasileira, isso ocorre devido não só pela negligência estatal na falta de garantia a uma vida digna a estes cidadãos, mas também pela exclusão familiar que estes indivíduos passam, tendo como consequência essa realidade preocupante.

Em primeira análise, constata-se que a negligência estatal ocasiona um agravamento nesta problemática, de acordo com a Constituição Federal de 1988, prevê em seu artigo, 6° o direito a moradia como inerente a todo cidadão brasileiro. No entanto, tal medida não tem tido ênfase, visto que 222 mil pessoas ainda se encontram em situação de rua, pois são invisibilizadas diariamente por não pertencerem a uma classe social mais "visível" para o estado, dificultado o acesso a direitos básicos.

Ademais, famílias em crise fazem com que a relação afetiva sofra um desgaste, levando a expulsão de casa, seja por vício em drogas ou pela violência ocorrida naquele lar. Dito isso, o livro "The Metrópolis" do sociólogo Georg Simmel, "ocorre quando o indivíduo passa a agir indiferente em meio às situações que ele deveria dar atenção", quando o indivíduo já entrou no mundo das drogas nada na vida dessa pessoa terá importância, é indiferente as relações afetivas, rompendo com a harmonia daquele local.

Portanto, com a negligência estatal presente na sociedade, com a exclusão familiar, gera um aumento na taxa de pessoas em situação de rua. Por isso o governo deve fazer uma revisão nas leis da Constituição Federal, no intuito de colocar elas em prática realmente, promovendo mais empregabilidade para essas pessoas em situações de vulnerabilidade social, pois assim elas teriam a oportunidade de garantir um direito dado pela constituição, o direito a moradia.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#63798
Segundo Émile Durkheim, sociólogo francês, os fatos sociais podem ser normais ou patológicos. [melhorar conectivo] Seguindo essa linha de raciocínio, observa-se que um ambiente patológico em crise, rompe toda harmonia social, pois um sistema corrompido não favorece o progresso coletivo. Além disso, alavanca a falta de interação dos moradores de rua na sociedade brasileira, isso ocorre devido não só pela negligência estatal na falta de garantia a uma vida digna a estes cidadãos, mas também pela exclusão familiar que estes indivíduos passam, tendo como consequência essa realidade preocupante.

Em primeira análise, constata-se que a negligência estatal ocasiona um agravamento nesta problemática. De acordo com a Constituição Federal de 1988, prevê em seu artigo, 6° o direito a moradia como inerente a todo cidadão brasileiro. No entanto, tal medida não tem tido ênfase, visto que 222 mil pessoas < tirou esse dado de onde?] ainda se encontram em situação de rua, pois são invisibilizadas diariamente por não pertencerem a uma classe social mais "visível" para o estado, dificultando o acesso a direitos básicos. [faltou arrematação]
* Muito repertório, aprofunde na argumentação que é a demonstração do seu ponto de vista

Ademais, famílias em crise fazem com que a relação afetiva sofra um desgaste, levando a expulsão de casa, seja por vício em drogas ou pela violência ocorrida naquele lar. Dito isso, o livro "The Metrópolis" do sociólogo Georg Simmel, [faltou uma ligação, só soltou uma citação do nada > "ocorre quando o indivíduo passa a agir indiferente em meio às situações que ele deveria dar atenção", quando o indivíduo já entrou no mundo das drogas nada na vida dessa pessoa terá importância, é indiferente as relações afetivas, rompendo com a harmonia daquele local.
* Procure seguir uma estrutura: apresentação do argumento + repertório + argumentação + arrematação

Portanto, com a negligência estatal presente na sociedade e com a exclusão familiar, gera um aumento na taxa de pessoas em situação de rua. Por isso, o governo deve fazer uma revisão < deveria propor políticas públicas ou afirmativas, invista nesses termos] nas leis da Constituição Federal, no intuito de colocar elas em prática realmente, promovendo mais empregabilidade para essas pessoas em situações de vulnerabilidade social, pois assim elas teriam a oportunidade de garantir um direito dado pela constituição, o direito a moradia.
* A intervenção precisa dos elementos: agente + ação + meio (por meio de) + finalidade (a fim de) + detalhamento de um desses elementos

Material para estudar: https://vestibular.brasil[…]

Alguém corrige meu texto?

vc escreve muito bem parabéns!! eu achei d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM