• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#62317
A Constituição Federal de 1988 afirma em seu artigo 196 que a saúde é direito de todos e dever do Estado. No entanto, esse bem público encontra desafios, sendo garantido na teoria, porém não na prática. Nesse sentido, observa-se um grave problema causado não só pela insuficiência legislativa, mas também pela formação ineficiente dos profissionais de saúde.

Primeiramente, a insuficiência de leis é o principal desafio que impede a melhoria da saúde pública no Brasil. De acordo com Aristóteles - filósofo grego da Antiguidade Clássica -, a política tem como função preservar o direito entre as pessoas de uma sociedade. Entretanto, não é isso o que ocorre já que a própria Constituição garante isso no papel, sendo insuficiente, infelizmente, nas situações práticas, não preservando de forma eficiente os cuidados necessários com a saúde populacional. Dessa forma, há o declínio da situação, pois o governo não atua como deveria nessa área.

Além disso, a formação dos profissionais não é tão bem realizada e configura uma segunda causa para a configuração da problemática. Sob esse viés, o drama "Path Adams: o amor é contagioso" mostra o quanto Path acredita na recuperação dos pacientes por meio do amor, contudo seus colegas de trabalho não. Nessa linha de pensamento, é evidente que alguns profissionais de saúde veem a profissão de forma robotizada e apenas para gerar lucro, não se importando muito, assim como o Estado, com os pacientes, mas sim com o capital. Desse modo, ter afeto pelo que faz é fundamental para o bom funcionamento de determinada prática.

Há de se buscar, portanto, medidas para amenizar esses desafios. Para isso, os cidadãos devem fazer protestos pacíficos se unindo em prol de pressionar o Estado a investir mais na saúde, por meio da união e do apoio de pessoas influentes, a fim de que a pressão exercida cause efeitos positivos nas ações dos políticos do país no que diz respeito à saúde pública. Essa ação deve ser feita por toda população em dias alternados, fazendo uso de cartazes e a própria linguagem falada. Ademais, profissionais de grande afeto com a própria profissão na área da saúde devem incentivar mais colegas de trabalho a exercer a função de forma mais afetiva e não só pela remuneração financeira. Assim, a Constituição de 1988 poderá, finalmente, deixar o âmbito teórico.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 185

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 195

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#62326
Ashiley escreveu:@camis23 e @3m1ly podem corrigir, por favor? Essa é minha primeira redação após o Enem!
Corrijo sim, vai ser uma honra kkkkk.
#62335
@Ashiley, corrijo sim! vou tentar ser o mais coerente possível, ok?! ;)

A Constituição Federal de 1988 afirma em seu artigo 196 que a saúde é direito de todos e dever do Estado. No entanto, esse bem público encontra desafios, sendo garantido na teoria, porém não na prática. Nesse sentido, observa-se um grave problema causado não só pela insuficiência legislativa, mas também pela formação ineficiente dos profissionais de saúde.(Excelente introdução, sucinta e clara)

Primeiramente, a insuficiência de leis é o principal desafio que impede a melhoria da saúde pública no Brasil. De acordo com Aristóteles - filósofo grego da Antiguidade Clássica -, a política tem como função preservar o direito entre as pessoas de uma sociedade. Entretanto, não é isso o que ocorre já que a própria Constituição garante isso no papel, sendo insuficiente, infelizmente, nas situações práticas, não preservando de forma eficiente os cuidados necessários com a saúde populacional.(Olha, aqui eu acredito que poderia haver um pouquinho mais de aprofundamento da discussão. Você atendeu a todos os pontos requisitados para o desenvolvimento 1, só que eu acho que poderia ter tido mais comentários, como "por que o Governo se mostra tão ausente diante de uma problemática que se perdura por décadas? por que a gestão se mostra ineficiente, sobretudo, em regiões periféricas?" Dessa forma, há o declínio da situação, pois o governo não atua como deveria nessa área.

Além disso, a formação dos profissionais não é tão bem realizada e configura uma segunda causa para o delineamento(Fiz essa pequena modificação para que não tendesse à repetição próxima) da problemática. Sob esse viés, o drama "Path Adams: o amor é contagioso" mostra o quanto Path acredita na recuperação dos pacientes por meio do amor, contudo, seus colegas de trabalho não. Nessa linha de pensamento, é evidente que alguns profissionais de saúde veem a profissão de forma robotizada e apenas para gerar lucro, não se importando muito, assim como o Estado, com os pacientes, mas sim com o capital. Desse modo, ter afeto pelo que faz é fundamental para o bom funcionamento de determinada prática.(Parágrafo também bem estruturado)

Há de se buscar, portanto, medidas para amenizar esses desafios. Para isso, os cidadãos devem fazer protestos pacíficos se unindo em prol de pressionar o Estado a investir mais na saúde, por meio da união e do apoio de pessoas influentes, a fim de que a pressão exercida cause efeitos positivos nas ações dos políticos do país no que diz respeito à saúde pública. Essa ação deve ser feita por toda a população em dias alternados, fazendo uso de cartazes e a própria linguagem falada. Ademais, profissionais dotados do sentimento de humanização(Fiz essa modificação, porque achei mais conveniente, em prol de evitar a repetição, pois afeto já foi citado no final do 3 parágrafo, mas você não está errada, provavelmente não perderia ponto) com a sua própria profissão na área da saúde devem incentivar mais os colegas de trabalho a exercer a função de forma mais afetiva e não só pela remuneração financeira.(Acredito que faltou um detalhamento nesse segundo agente, principalmente, nas formas que as ações devem ser executadas e a a finalidade) Assim, a Constituição de 1988 poderá, finalmente, deixar o âmbito teórico.

COMENTÁRIO: Com certeza seu texto obedece à estrutura dissertativa-argumentativa. Só queria fazer algumas ressalvas em relação à discussão do 2 parágrafo, alguns erros leves de gramática e aos aspectos da intervenção. No mais, sua redação está ótima, parabéns :)
#62351
Certo
Parcialmente certo
Errado
Ausência

Introdução
A Constituição Federal de 1988 afirma em seu artigo 196 que a saúde é direito de todos e dever do Estado (Contextualização). No entanto, esse bem público encontra desafios, sendo garantido na teoria, porém não na prática (Posicionamento). Nesse sentido, observa-se um grave problema causado não só pela insuficiência legislativa, mas também pela formação ineficiente dos profissionais de saúde. (Bases argumentativas)

Comentário
----> A introdução está completa.

Desenvolvimento
1.
Primeiramente(1) (Conectivo de ligação), a insuficiência de leis é o principal desafio que impede a melhoria da saúde pública no Brasil (Tópico-frasal). De acordo com Aristóteles - filósofo grego da Antiguidade Clássica -, a política tem como função preservar o direito entre as pessoas de uma sociedade (Repertório). Entretanto, não é isso o que ocorre já que a própria Constituição garante isso no papel, sendo insuficiente, infelizmente(2), nas situações práticas(3), não preservando de forma eficiente os cuidados necessários com a saúde populacional (Argumento complementar + explicação da tese). Dessa forma, há o declínio da situação, pois o governo não atua como deveria nessa área. (Consequência)

Comentário
(1) - Evite usar "primeiramente", pois esse termo vem do numeral primeiro que não há variação na linguagem formal. Você pode usar no lugar dele: "Em primeiro lugar/análise/perspectiva"
(2) - Não precisa citar "infelizmente", pois na introdução já foi dito de forma intrínseca na introdução "[...] porém não na prática [...]", além de que é um termo mais usado na introdução.
(3) - Nessa parte acredito que você poderia ter citado alguns exemplos dessa ausência de prática.
-----> O desenvolvimento está completo.

2.
Além disso (Conectivo de ligação), a formação dos profissionais não é tão bem realizada(4) (Tópico-frasal) e configura uma segunda causa(5) para a configuração da problemática. Sob esse viés, o drama "Path Adams: o amor é contagioso"(6) mostra o quanto Path acredita na recuperação dos pacientes por meio do amor, contudo seus colegas de trabalho não (Repertório). Nessa linha de pensamento, é evidente que alguns profissionais de saúde veem a profissão de forma robotizada e apenas para gerar lucro (Argumento complementar), não se importando muito, assim como o Estado, com os pacientes, mas sim com o capital (Explicação da tese)(7). Desse modo, ter afeto pelo que faz é fundamental para o bom funcionamento de determinada prática. (Consequência)

Comentário
(4) - Não está errado, só dar um pouco de dificuldade na hora de falar (kkk), então uma sugestão: "é realizada com ineficiência".
(5) - Achei um pouco desnecessário, pois já está subentendido que esse é a segunda problemática.
(6) - Dê os créditos da pessoa que fez o drama.
(7) - Faltou dar um pouco mais de detalhes em como os médicos e o Estado negligenciam os pacientes.
-----> O desenvolvimento está completo.

Conclusão
Há de se buscar, portanto, medidas para amenizar esses desafios. Para isso, os cidadãos (Agente) devem fazer protestos pacíficos (Ação),<Faltou uma vírgula] se unindo<unindo-se] em prol de pressionar o Estado a investir mais na saúde (Finalidade), por meio da união e do apoio de pessoas influentes (Meio/modo), a fim de que a pressão exercida cause efeitos positivos nas ações dos políticos do país no que diz respeito à saúde pública (Continuação da finalidade(8)). Essa ação deve ser feita por toda população em dias alternados, fazendo uso de cartazes e a própria linguagem falada. Ademais, profissionais de grande afeto com a própria profissão na área da saúde devem incentivar mais colegas de trabalho a exercer a função de forma mais afetiva e não só pela remuneração financeira (Detalhamento). Assim, a Constituição de 1988 poderá, finalmente, deixar o âmbito teórico. (Retorno ao repertório)

Comentário
(8) - Você disse a mesma coisa em um período anterior.
-----> A proposta de intervenção está completa.


Acredito que seja isso. Espero ter lhe ajudado assim como você me ajudou. :D :D :D :D
#62994
corrigi a minha redação por favor @Ashiley ?
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: A TECNOLOGIA AMPLIA O ACESSO À EDUCAÇÃO.

DESDE O SÉCULO XX A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA FAZ PARTE DA SOCIEDADE. AS FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS SÃO APOIO PARA A MANUTENÇÃO DO ENSINO NO PAÍS, VISTO QUE O ISOLAMENTO SOCIAL IMPEDE O ACESSO, PORÉM AS DESIGUALDADES PERSISTEM.
O ENSINO REMOTO É NECESSÁRIO EM MOMENTOS DIFÍCEIS. O ANO PANDÊMICO DO COVID-19 DIFICULTA O ACESSO DE MODO PRESENCIAL AS INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS PELOS ALUNOS. A ISOLAÇÃO INTERPESSOAL AMPLIOU A EDUCAÇÃO PARA ALÉM DAS ESCOLAS, UNIVERSIDADES E DOMICÍLIOS. BENEFICIA A TODOS QUE NECESSITAM E TÊM COMO UTILIZAR AS FERRAMENTAS DE TECNOLOGIAS.
ALÉM DISSO, AUMENTOU, POR MOTIVOS SANITÁRIOS, OU SEJA, DE SAÚDE PÚBLICA, A PROCURA PELA MODALIDADE REMOTA. MAS, AS DESIGUALDADES SOCIAIS PREVALECEM,TORNANDO-SE MAIS EVIDENTE, JÁ QUE AS FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA NÃO TÊM COMO USUFRUIR DESSES RECURSOS,POR CONSEQUÊNCIA NÃO PERPETUAM SEUS ESTUDOS.
PORTANTO, O GRANDE PROBLEMA É A FALTA DE EQUIPAMENTOS ADEQUADOS PARA O USO TANTO DAS FAMÍLIAS SOCIALMENTE DESFAVORÁVEL A QUAL MUITAS DELAS VIVEM EM COMUNIDADES COMO AS QUE NÁO POSSUEM ACESSIBILIDADE. LOGO, FAZ-SE NECESSÁRIO A INTERVENÇÃO GOVERNAMENTAL A PROMOVER VERBOS PARA GARANTIR O ENSINO DE QUALIDADE ÀS FAMÍLIAS EM DETRIMENTO DE UMA SOCIEDADE JUSTA.
#63018
AMANDA95 escreveu:corrigi a minha redação por favor @Ashiley ?
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: A TECNOLOGIA AMPLIA O ACESSO À EDUCAÇÃO.

DESDE O SÉCULO XX A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA FAZ PARTE DA SOCIEDADE. AS FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS SÃO APOIO PARA A MANUTENÇÃO DO ENSINO NO PAÍS, VISTO QUE O ISOLAMENTO SOCIAL IMPEDE O ACESSO, PORÉM AS DESIGUALDADES PERSISTEM.
O ENSINO REMOTO É NECESSÁRIO EM MOMENTOS DIFÍCEIS. O ANO PANDÊMICO DO COVID-19 DIFICULTA O ACESSO DE MODO PRESENCIAL AS INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS PELOS ALUNOS. A ISOLAÇÃO INTERPESSOAL AMPLIOU A EDUCAÇÃO PARA ALÉM DAS ESCOLAS, UNIVERSIDADES E DOMICÍLIOS. BENEFICIA A TODOS QUE NECESSITAM E TÊM COMO UTILIZAR AS FERRAMENTAS DE TECNOLOGIAS.
ALÉM DISSO, AUMENTOU, POR MOTIVOS SANITÁRIOS, OU SEJA, DE SAÚDE PÚBLICA, A PROCURA PELA MODALIDADE REMOTA. MAS, AS DESIGUALDADES SOCIAIS PREVALECEM,TORNANDO-SE MAIS EVIDENTE, JÁ QUE AS FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA NÃO TÊM COMO USUFRUIR DESSES RECURSOS,POR CONSEQUÊNCIA NÃO PERPETUAM SEUS ESTUDOS.
PORTANTO, O GRANDE PROBLEMA É A FALTA DE EQUIPAMENTOS ADEQUADOS PARA O USO TANTO DAS FAMÍLIAS SOCIALMENTE DESFAVORÁVEL A QUAL MUITAS DELAS VIVEM EM COMUNIDADES COMO AS QUE NÁO POSSUEM ACESSIBILIDADE. LOGO, FAZ-SE NECESSÁRIO A INTERVENÇÃO GOVERNAMENTAL A PROMOVER VERBOS PARA GARANTIR O ENSINO DE QUALIDADE ÀS FAMÍLIAS EM DETRIMENTO DE UMA SOCIEDADE JUSTA.
Corrijo! :D
Ela já está postada em um tópico próprio? Caso não esteja, poste para eu poder pontuar também!

hel0oooo , Ei!!! Estou muito animada para[…]

Tinha corrigido tudo certinho e mandei errado afs […]

Na obra de origem australiana, “A Menina que[…]

zgabiruLGD , Disponha!

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM