Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#59762
O documentário “Cidade cinza” relata o cotidiano dos gêmeos pichadores e grafiteiros que ficaram conhecidos por sua arte ao expressarem os seus sentimentos e protestos contra a desigualdade social. Nesse sentido, essa forma de expressão cultural e urbana enfrenta desafios para a sua valorização, haja vista a persistência do preconceito artístico e a desvalorização educacional relacionada a essa arte no Brasil.

A princípio, é importante destacar que a arte urbana é interpretada por algumas pessoas como um ato de vandalismo, e esse fato contribui com os desafios enfrentados por essa forma de expressão. Nesse contexto, de acordo com o escritor Augusto Cury, “a discriminação demora horas para ser criada, mas séculos para ser destruída” fazendo-se notar que é necessária a persistência para descontruir o pensamento preconceituoso contra o trabalho dos grafiteiros e pichadores. À luz dessa perspectiva, é fundamental que haja maior investimento governamental para valorizar as produções artísticas nas grandes cidades do país.

Ademais, vale salientar que a desvalorização da arte urbana no meio educacional também é um problema, pois ela é utilizada como forma de denúncia social para estimular a interpretação sobre as desigualdades existentes no Brasil. A partir disso, segundo o escritor francês André Malraux, “a cultura, sob todas as formas de arte, de amor e de pensamento capacitou o homem de ser menos escravizado” e, consequentemente, a liberdade cultural e de expressão é um direito constitucional assegurado aos brasileiros que deve ser exercida. Logo, para evitar conflitos, é de suma importância a autorização dos donos das propriedades que servem de cenário para essas pinturas.

Portanto, diante dos desafios existentes para a valorização da arte urbana, cabe ao Ministério da Cidadania – responsável pelas políticas de desenvolvimento cultural – em parceria com o Ministério da Educação (MEC), incentivar o reconhecimento das expressões artísticas urbanas no meio educacional como parte de um reflexo cultural, por meio de campanhas que incentivem o uso desse tipo de pintura de maneira legalizada e autorizada pelos donos das propriedades escolhidas para a manifestação dessa arte. Assim, objetiva-se evitar a desvalorização e propagar a liberdade de expor sentimentos e insatisfações através da pintura de maneira análoga ao que ocorre com os gêmeos do documentário “Cidade Cinza”.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A constituição federal de 1988, docu[…]

Violência doméstica

Agressão a Maria da Penha Vemos que atualm[…]

Obesidade no Brasil

Segundo dados do IBGE, em 2019 um quarto da popula[…]

Medo provocado por pandemia

*Medo causado pela pandemia* Diante de um cas[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM