Página 1 de 1

Os desafios na formação educacional dos surdos no Brasil

Enviado: 16 Jun 2021 11:49
por beaasilva
Há muito, pessoas com deficiências são discriminadas isoladas e da sociedade, sobretudo os surdos. Uma pesquisa feita pelo Inep, evidencia que entre os anos 2011 a 2016, as matrículas de pessoas com deficiência auditiva no ensino básico caíram excessivamente, seja pela falta do valor dado na Língua Brasileira de Sinais e a escassez de profissionais capacitados a entregar uma formação adequada a alunos surdos.
Em primeiro momento, faz-se necessário lembrar que foi somente à poucos anos que houve o reconhecimento da Libras pela lei, fazendo com que no passado a formação educacional dos surdos fosse desimportante, havia ali um desvalimento da sua língua. De acordo com o filósofo Friedrich Nietzsche, "tudo é precioso para aquele que foi, por muito tempo, privado de tudo.", a língua transparece quem somos, e , retirar o valor e importância é excessivamente infame.
Consequentemente, a carência de professores no âmbito escolar habilitados para lecionar a alunos com surdez é pequena. É somente olharmos para os colégios e percebemos a quantidade de profissionais que sabem o básico da língua de sinais, e com isso, lesa os alunos com deficiência auditiva, não lhes fornecendo a educação que é de direito, de acordo com o artigo 205° da Lei.
Por conseguinte é imprescindível que o Estado tome medidas para amenizar a circunstância atual. Para que os desafios na formação educacional de surdos no Brasil, urge que o Ministério da Educação implemente aos ensinos de pedagogos, a libras. Somente assim, será ultrapassado uma das barreiras do ensino às pessoas surdas, educadores estarão habilitados a lecionar para todos os seus alunos, cruzando este desafio no ensino educativo no Brasil