Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#38746
O programa "jovem aprendiz", elaborado pelo Governo federal, disponibiliza a inserção dos jovens no mercado de trabalho. Contudo, vê-se desafios para a inclusão deste no âmbito profissional, visto que, oportunidades sem uma maior capacitação do todo, inviabilizam tal projeto. Assim, a falta de investimentos na especialização desses indivíduos motiva, respectivamente, uma deficiência no seu desenvolvimento profissional, prolongando assim, tal problemática.

Primeiramente, pontua-se que o Governo se mostra negligente no apoio a esses jovens, em destaque, aos de baixa renda. De acordo com o economista Sir Arthur, a educação não é uma despesa, mas sim um investimento com retorno garantido. Entretanto, vale dizer que nem todos possuem condições para investir em cursos preparatórios, tendo em vista que a maioria cobra um elevado preço nas mensalidades e os gratuitos são poucos e insuficientes. Diante disso, muitos se encontram deslocados desse "círculo de retorno", devido à falta de amparo do Governo para com sua educação.

Por consequência, nota-se um deficit no progresso profissional desta juventude. De acordo com o Instituto brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 26,6% dos jovens brasileiros entre 14 a 20 anos não trabalham devido à falta de especialização para se adentrarem no seu primeiro emprego. Vê-se por esse dado que desde o início da experiência do jovem no mercado de trabalho sua inclusão é dificultada, notoriamente, no futuro tenderá a ser também, visto que as empresas esperam profissionais hábeis, derivados de um bom conhecimento trabalhista. Dessa forma, sem um auxílio e preparo maior hoje, o futuro desses indivíduos, profissionalmente, se mostra dificultado.

Portanto, medidas que capacitem e promovam o desenvolvimento desses jovens são incontestáveis. Para isso, cabe ao Ministério da Educação, por meio de verbas governamentais, promover cursos gratuitos de capacitação profissional nas escolas, estes serão de início: informática e inglês, visando com isso qualificar mais jovens para o mercado de trabalho de forma justa e responsável. Talvez assim, programas como "jovem aprendiz" passem a serem melhores aproveitados.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#38952
Adorei sua argumentação, e como você convence o leitor. A leitura de sua redação foi fluida, o que mostra que você sabe expor em uma linguagem clara, sem usar coloquialismos ou palavras rebuscadas.
A sua conclusão tem os 5 elementos: agente, ação, modo, efeito e detalhamento.
Então parabéns. ;)

Mas achei uns erros linguísticos.
Introdução
A segunda vírgula de visto que não é necessária, ela só seria obrigatória se fosse um termo deslocado, ou se tivesse sentido completo sozinho.

Desenvolvimento 2
déficit - tem acento agudo.

Conclusão
Melhores - é um adverbio nessa frase, assim ele se torna invariável.
"passem a serem melhor aproveitados".
#38955
@ana147, de acordo com o novo acordo ortográfico, as palavras déficit e superávit passaram a ser escritas sem acento agudo na sílaba tônica. Sendo deficit e superavit a forma correta hoje, caso tenha dúvida, pode pesquisar. Enquanto aos outros dois erros que você citou, talvez estejam corretos, não posso contrariar pois não tenho conhecimento prévio sobre. Mas como você apresentou 3 erros ortográficos e 1 desses foi equivocado, peço que modifique sua nota na C1, porque dois erros são considerados 200 ainda. :D
#39104
@Andree, Olá! Tudo bem? Peçodesculpas pela demora. Vou corrigir sua redação agora. Vamos lá?

1 - INTRODUÇÃO
O programa "jovem aprendiz", elaborado pelo Governo federal Federal, disponibiliza a inserção dos jovens no mercado de trabalho. Contudo, vê-se desafios para a inclusão deste (1) no âmbito profissional, visto que, (2) oportunidades sem uma maior capacitação do todo, inviabilizam tal projeto. Assim, a falta de investimentos na especialização desses indivíduos motiva, respectivamente, uma deficiência no seu desenvolvimento profissional, prolongando assim, tal problemática.

(1) Aqui é só uma observação mesmo: Na próxima, use um sinônimo ao invés de utilizar essa palavra para fazer retomada. Fica melhor... É a mesma coisa de pessoas que utilizam o "mesmo"como forma de fazer retomadas. Muitos corretores já não estão aceitando isso. No entanto, vim só fazer essa observação mesmo. Não vou considerar como erro...
(2) Vírgula desnecessária.


2 - DESENVOLVIMENTO 1
Primeiramente, pontua-se que o Governo se mostra negligente no apoio a esses jovens, em destaque, aos de baixa renda. De acordo com o economista Sir Arthur, a educação não é uma despesa, mas sim um investimento com retorno garantido. Entretanto, vale dizer que nem todos possuem condições para investir em cursos preparatórios, tendo em vista que a maioria cobra um elevado preço nas mensalidades e os gratuitos são poucos e insuficientes. Diante disso, muitos se encontram deslocados desse "círculo de retorno", devido à falta de amparo do Governo para com sua educação.

Comentário: Nao vi erros. Meus parabéns! Uma boa organização, ótimo repertório sociocultural produtivo e pertinente ao tema. Eu só queria pontuar que seu desenvolvimento 1 ficou com uma argumentação muito curta (resumida) e, por isso, ele não foi muito convencional e não me prendeu nele.


Dica: Em seu próximo texto, tente por argumentos fortes e convencionais. PRENDA O CORRETOR EM SEU TEXTO! MOSTRE PARA ELE QUE VOCÊ ESTA DEBATENDO SOBRE ALGO SÉRIO E QUE DEVE TER UMA ATENÇÃO FIXA. Hahaha!

3 - DESENVOLVIMENTO 2
Por consequência, nota-se um deficit no progresso profissional desta juventude. De acordo com o Instituto brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 26,6% dos jovens brasileiros entre 14 a 20 anos não trabalham devido à falta de especialização para se adentrarem no seu primeiro emprego. Vê-se(1) por esse dado(2) que desde o início da experiência do jovem no mercado de trabalho sua inclusão é dificultada, notoriamente, no futuro tenderá a ser também, visto que as empresas esperam profissionais hábeis, derivados de um bom conhecimento trabalhista. Dessa forma, sem um auxílio e preparo maior hoje, o futuro desses indivíduos, profissionalmente, se mostra dificultado.

(1) Faltou uma vírgula aqui.
(2) Faltou uma vírgula aqui.


Comentário: Até que a argumentação desse parágrafo foi mais convincente. Ademais, excelente parágrafo! Ótima organização, argumentação e contém repertórios + conectivos/anexos. Parabéns!

4 - CONCLUSÃO .
Portanto, medidas que capacitem e promovam o desenvolvimento desses jovens são incontestáveis. Para isso, cabe ao Ministério da Educação (AGENTE), por meio de verbas governamentais (MEIO/MODO), promover cursos gratuitos de capacitação profissional nas escolas (AÇÃO), estes serão de início: informática e inglês (DETALHAMENTO), visando(1) com isso(2) qualificar mais jovens para o mercado de trabalho de forma justa e responsável (EFEITO/FINALIDADE) . Talvez assim, programas como "jovem aprendiz" passem a serem melhores aproveitados.

(1) Faltou uma vírgula aqui.
(2) Faltou uma vírgula aqui.


Comentário: Essa é a parte boa de fazer uma redação apenas com uma causa e uma consequência; fazer apenas uma proposta de intervenção hahaha! Meus parabéns! A sua está completíssima. Contém todos os elementos exigidos e bem estruturada. Logo, 200 na C5.

Peço desculpas, mas não poderei dar os 200 na C1 por conta da falta e/ou erros na colocação correta da vírgula. Por isso, 180 na C1. Perdão! :|

Por fim, seu texto foi exatamente ótimo! Muito bom, como sempre. Até me inspirou agora.

Eu posso ter me equivocado em alguma observação. Por isso, peço desculpas desde já, e caso tenha alguma objeção pode me marcar. Afinal, não sou um corretor profissional.


Até o próximo texto! ;)
#39109
EduardoPedro escreveu:@Andree, Olá! Tudo bem? Peçodesculpas pela demora. Vou corrigir sua redação agora. Vamos lá?

1 - INTRODUÇÃO
O programa "jovem aprendiz", elaborado pelo Governo federal Federal, disponibiliza a inserção dos jovens no mercado de trabalho. Contudo, vê-se desafios para a inclusão deste (1) no âmbito profissional, visto que, (2) oportunidades sem uma maior capacitação do todo, inviabilizam tal projeto. Assim, a falta de investimentos na especialização desses indivíduos motiva, respectivamente, uma deficiência no seu desenvolvimento profissional, prolongando assim, tal problemática.

(1) Aqui é só uma observação mesmo: Na próxima, use um sinônimo ao invés de utilizar essa palavra para fazer retomada. Fica melhor... É a mesma coisa de pessoas que utilizam o "mesmo"como forma de fazer retomadas. Muitos corretores já não estão aceitando isso. No entanto, vim só fazer essa observação mesmo. Não vou considerar como erro...
(2) Vírgula desnecessária.


2 - DESENVOLVIMENTO 1
Primeiramente, pontua-se que o Governo se mostra negligente no apoio a esses jovens, em destaque, aos de baixa renda. De acordo com o economista Sir Arthur, a educação não é uma despesa, mas sim um investimento com retorno garantido. Entretanto, vale dizer que nem todos possuem condições para investir em cursos preparatórios, tendo em vista que a maioria cobra um elevado preço nas mensalidades e os gratuitos são poucos e insuficientes. Diante disso, muitos se encontram deslocados desse "círculo de retorno", devido à falta de amparo do Governo para com sua educação.

Comentário: Nao vi erros. Meus parabéns! Uma boa organização, ótimo repertório sociocultural produtivo e pertinente ao tema. Eu só queria pontuar que seu desenvolvimento 1 ficou com uma argumentação muito curta (resumida) e, por isso, ele não foi muito convencional e não me prendeu nele.


Dica: Em seu próximo texto, tente por argumentos fortes e convencionais. PRENDA O CORRETOR EM SEU TEXTO! MOSTRE PARA ELE QUE VOCÊ ESTA DEBATENDO SOBRE ALGO SÉRIO E QUE DEVE TER UMA ATENÇÃO FIXA. Hahaha!

3 - DESENVOLVIMENTO 2
Por consequência, nota-se um deficit no progresso profissional desta juventude. De acordo com o Instituto brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 26,6% dos jovens brasileiros entre 14 a 20 anos não trabalham devido à falta de especialização para se adentrarem no seu primeiro emprego. Vê-se(1) por esse dado(2) que desde o início da experiência do jovem no mercado de trabalho sua inclusão é dificultada, notoriamente, no futuro tenderá a ser também, visto que as empresas esperam profissionais hábeis, derivados de um bom conhecimento trabalhista. Dessa forma, sem um auxílio e preparo maior hoje, o futuro desses indivíduos, profissionalmente, se mostra dificultado.

(1) Faltou uma vírgula aqui.
(2) Faltou uma vírgula aqui.


Comentário: Até que a argumentação desse parágrafo foi mais convincente. Ademais, excelente parágrafo! Ótima organização, argumentação e contém repertórios + conectivos/anexos. Parabéns!

4 - CONCLUSÃO .
Portanto, medidas que capacitem e promovam o desenvolvimento desses jovens são incontestáveis. Para isso, cabe ao Ministério da Educação (AGENTE), por meio de verbas governamentais (MEIO/MODO), promover cursos gratuitos de capacitação profissional nas escolas (AÇÃO), estes serão de início: informática e inglês (DETALHAMENTO), visando(1) com isso(2) qualificar mais jovens para o mercado de trabalho de forma justa e responsável (EFEITO/FINALIDADE) . Talvez assim, programas como "jovem aprendiz" passem a serem melhores aproveitados.

(1) Faltou uma vírgula aqui.
(2) Faltou uma vírgula aqui.


Comentário: Essa é a parte boa de fazer uma redação apenas com uma causa e uma consequência; fazer apenas uma proposta de intervenção hahaha! Meus parabéns! A sua está completíssima. Contém todos os elementos exigidos e bem estruturada. Logo, 200 na C5.

Peço desculpas, mas não poderei dar os 200 na C1 por conta da falta e/ou erros na colocação correta da vírgula. Por isso, 180 na C1. Perdão! :|

Por fim, seu texto foi exatamente ótimo! Muito bom, como sempre. Até me inspirou agora.

Eu posso ter me equivocado em alguma observação. Por isso, peço desculpas desde já, e caso tenha alguma objeção pode me marcar. Afinal, não sou um corretor profissional.


Até o próximo texto! ;)
Novamente uma ótima correção, muito obrigado Edu! No entanto, venho te falar que você se impolgou enquanto o emprego de algumas vírgulas sim kkkkkkkkkk
D2: elas são facultativas, ou seja, somente se eu quisesse destacar esses elementos.
Conclusão: não se separa sujeito de predicado, ainda mais que a frase se inicia por um verbo.
Se puder rever sua nota na C1 ;)

gillima voicesjae obrigada pela correç&[…]

Não é dos tempos de hoje que o despe[…]

Em "Elena" filme documental da direto[…]

Compensação convenvional

Compensação convencional é um[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM