• Avatar do usuário
#78611
A Triste Realidade Do Isolamento Social

De acordo com a Constituição Federal de 1988, Documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6°, o direito a saúde (alimentação) e ao trabalho como inerente a todo cidadão brasileiro. conquanto tal o prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa os desafios do isolamento social no Brasil em caso de pandemia, dificultando, deste modo, a universalização desse direito social tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatos que favorecem esse quadro.
Em uma primeira análise, deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para combater os desafios como a fome a crise e o desemprego, sofridos pelos brasileiros, por conta do isolamento social. Nesse sentido, a sociedade carente, são os mais vulneráveis, pois muitos vivem do trabalho e não possui carteira assinada, e com o isolamento milhares de brasileiros ficaram desempregados, e consequentemente sem o sustento básico. Essa conjuntura, segundo os ideais do filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "contrato social," já que o estado não cumpre sua função de garantir que os cidadãos desfrutem de direitos indispensáveis, como assistência aos desempregados, alimentação e saúde, o que infelizmente é evidentes no país.
Ademais, é fundamental apontar que com a pandemia da covid-19, muitos cidadãos brasileiros não tiveram nem sequer a opção de ficar em casa, pois a fome é o maior desafio de muitos, e a única saída é sair de casa, atrás de um trabalho e do sustento básico, mesmo correndo o risco de se contaminar com o vírus. Diante de tal o exposto cerca de um milhão de pessoas passavam fome antes da chegada do vírus e o necessário isolamento social, com ela este número Aumenta drasticamente, logo, é indispensável que esse cenário continue a pendurar.
Depreende-se, portanto, a necessidade de se combater esse obstáculo. Para isso, é imprescindível que o Governo e organizações, por intermédio de uma distribuição emergencial de recurso, compra de alimentos localmente, projetos de doações aos mais vulneráveis, reforço nas leis trabalhistas, com o intuito de amparar trabalhadores e desempregados em tempos de pandemia. Assim, se consolidará uma sociedade mais segura dos vírus e livre da fome, onde o estado desempenha corretamente seu contrato social tal como afirma John Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

O programa "pequenas empresas e grandes negoc[…]

Ao mencionar a frase "Temos de nos tornar na […]

Em 2019 a grave doença, Covid-19 se alastro[…]

"Chega de fui-fiu"

"Estão vestidas para matar", aque[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM