• Avatar do usuário
#65039
Segundo a Constituição Federal de 1988 - norma de maior hierarquia no sistema jurídico brasileiro - assegura no artigo 225 que "Todos têm o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial á sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e a coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para os presentes e futuras gerações". Entretanto, o tráfico de animais silvestres, mostra que os indivíduos ainda não experimentaram esse direito, na prática. Com efeito, um diálogo entre sociedade e estado sobre o contrabando é medida que se impõe.
Sob esse viés, é válido trazer a fala do filósofo Arthur Schopenhauer que diz: "A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de caráter, e quem é cruel com os animais não podem ser um bom homem". De acordo com os dados do IBAMA, a retirada anual são de cerca de 38 milhões, sendo 4 milhões comercializados ilegalmente. Sendo assim, o comércio ilegal é incentivado através dos seguintes fatores: zoológico, colecionadores, animais para uso científico/biopirataria, causando o motivo do tráfico de espécies silvestres.
Além disso, outro que impulsiona o crime é uma fiscalização deficiente, tendo uma falta de integração entre os órgãos ambientais, favorecendo a caça e á troca entre os criminosos. Diante disso, a rota de fuga potencializa o transporte de aves, répteis e mamíferos nas rodovias, exportações ou em feiras livres, causando complicações graves a esses animais como dopamento, maus-tratos, sufocação, falta de água, alimento e estresse intenso ocorrendo a queda de imunidade.
Portanto, medidas devem ser tomadas para resolver o impasse, incentivando o Governo Federal o fortalecimento do monitoramento por meio da tecnologia como satélites e câmeras, além da população, participar ativamente através de suas denúncias "onlines" ou telefônicas.
Assim, ressalta-se a relevância de resolver a problemática no momento atual, pois, como defendeu Martin Luther King: "Toda hora é hora de fazer o que é certo".
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

hel0oooo , Ei!!! Estou muito animada para[…]

Tinha corrigido tudo certinho e mandei errado afs […]

Na obra de origem australiana, “A Menina que[…]

zgabiruLGD , Disponha!

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM