• Avatar do usuário
#74698
O romance filosófico “Utopia” – criado pelo escritor inglês Thomas Morus no século XVI – retrata uma civilização perfeita e idealizada, na qual a engrenagem social é altamente segura e desprovida de conflitos e problemas. Tal obra fictícia, mostra-se distante da realidade contemporânea, uma vez que a dificuldade de manter a saúde nutricional durante a pandemia, problema ainda a ser combatido no Brasil. Esse panorama lamentável ocorre não só em razão da alta na inflação dos alimentos, mas também devido ao aumento do desemprego. Desse modo, torna-se fundamental a análise dessa conjuntura para reverter esse quadro.
Nessa linha de raciocínio, é primordial destacar que a carência de investimento em maneiras de diminuir o desemprego deriva da ineficácia do poder público, no que concerne a criação de mecanismos, os quais, coíbam tais recorrências. Sob a perspectiva do filósofo contratualista John Locke, o Estado foi criado por um pacto social para assegurar os direitos fundamentais do indivíduos e proporcionar relações harmônicas. Entretanto, é notório o rompimento desse contrato social no cenário hodierno brasileiro, visto que, devido à baixa de atuação das autoridades, grande parte da população brasileira não possui poder aquisitivo suficiente para suprir suas necessidades nutricionais. Destarte, fica evidente a ineficiência da máquina administrativa na resolução dessa situação caótica.
Além disso, a carência de medidas para combater o reajuste no preço dos alimentos apresenta-se como outro desafio da problemática. De acordo com o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Analise de Dados (IBPAD), a insegurança alimentar no Brasil é de 59,4%. Tal conceito abordado indica que mais da metade da população não tem acesso regular e permanente de alimentos em quantidade e qualidade suficientes para manter uma dieta nutritiva e saudável o que, consequentemente afeta diretamente a qualidade de vida dos brasileiros. Logo, tudo isso retarda o combate aos desafios da manutenção da saúde nutricional da população, já que o aumento no preço dos alimentos contribui para perpetuação desse quadro deletério.
Infere-se, portanto, a necessidade de mitigação dos entraves em prol da diminuição dos desafios da manutenção da saúde nutricional. Assim, cabe ao Congresso Nacional, mediante o aumento de percentual de investimento, o qual será proporcionado por uma alteração na Lei de Diretrizes Orçamentárias, coibir o reajuste no preço dos alimentos durante situações de calamidade, como também, ampliar a geração de empregos, impulsionando a economia através de incentivos fiscais e dando prioridade às empresas locais nas compras públicas, com o objetivo de melhorar o poder aquisitivo do brasileiro para que possam ter uma dieta de qualidade . Dessa forma, poder-se-á concretizar a “Utopia” de Morus na sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

No filme Maze Runner é retratado um mundo p[…]

https://projetoredacaonota1000.com.br/tendencias-e[…]

Se vocês puderem corrigir minha redaç[…]

Padrão de beleza

Gi69 poderia corrigir por favor ? Obrigada Em[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM