Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#61304
“A educação é a arma mais poderosa para se mudar o mundo”, a frase do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela remete a educação como o maior elemento de função social. No entanto, para que a educação chegue à sociedade, é preciso que existam agentes que a promovam, o que tem se tornado cada vez mais difícil atualmente devido à desvalorização do cargo de professor associada às péssimas condições de trabalho e salário. Desta maneira, a formação como professor tem sido associada a um futuro não desejável, o que torna imperiosa a análise dos fatores constituintes para poder buscar uma solução para essa conjuntura.

Segundo dados do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), os estudantes que cursam carreiras de professores tendem a serem alunos com baixo rendimento no ensino médio que optam pela profissão como última alternativa. Assim, depreende-se que quando o aluno cursa uma universidade sem muita vocação e sem demonstrar total empenho, isso resultará em frustração e mau aprendizado, o que gera um efeito contraditório frente às exigências da sociedade e acirra ainda mais a situação dos professores no Brasil.

Por conseguinte, é imprescindível citar as condições de trabalho e salário como um fator de desvalorização da profissão, ora, querer que haja mais alunos a optar pelo cargo de professor em um país que possui estruturas escolares precárias, exposição à violência e tudo isso a salários baixíssimos é deveras utópico. Portanto, são urgentes medidas para resolver essa situação.

Em suma, para solucionar essa problemática associada à formação dos professores no Brasil, urge que o Ministério da Educação promova a valorização do cargo de professor pro meio da melhoria dos ambientes de trabalho e condições de salário, bem como o fornecimento de bolsas de estudo na área a fim de incentivar a formação de novos profissionais de educação, mais realizados e aptos às exigências do mercado de trabalho. Desta forma, os novos professores sairão da universidade com a certeza de terem feito a escolha certa.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#61358
“A educação é a arma mais poderosa para se mudar o mundo”, a frase do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela remete a educação como o maior elemento de função social. No entanto, para que a educação chegue à sociedade, é preciso que existam agentes que a promovam, o que tem se tornado cada vez mais difícil atualmente devido à desvalorização do cargo de professor associada às péssimas condições de trabalho e salário. Desta maneira, a formação como professor tem sido associada a um futuro não desejável, o que torna imperiosa a análise dos fatores constituintes para poder buscar uma solução para essa conjuntura.

[faltou conectivo de desenvolvimento e apresentação do argumento antes do repertório] Segundo dados do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), os estudantes que cursam carreiras de professores tendem a serem alunos com baixo rendimento no ensino médio que optam pela profissão como última alternativa. Assim, depreende-se que quando o aluno cursa uma universidade sem muita vocação e sem demonstrar total empenho, isso resultará em frustração e mau aprendizado, o que gera um efeito contraditório frente às exigências da sociedade e acirra ainda mais a situação dos professores no Brasil. [faltou arrematação]

Por conseguinte, é imprescindível citar as condições de trabalho e salário como um fator de desvalorização da profissão, ora, querer que haja mais alunos a optar pelo cargo de professor em um país que possui estruturas escolares precárias, exposição à violência e tudo isso a salários baixíssimos é deveras utópico. Portanto, são urgentes medidas para resolver essa situação.
* Ficou no senso comum, procure apresentar repertório pertinente, citação ou dado

Em suma, para solucionar essa problemática associada à formação dos professores no Brasil, urge que o Ministério da Educação promova a valorização do cargo de professor pro meio da melhoria dos ambientes de trabalho e condições de salário, bem como o fornecimento de bolsas de estudo na área a fim de incentivar a formação de novos profissionais de educação, mais realizados e aptos às exigências do mercado de trabalho. Desta forma, os novos professores sairão da universidade com a certeza de terem feito a escolha certa.
* Intervenção completa

A constituição federal de 1988, docu[…]

Violência doméstica

Agressão a Maria da Penha Vemos que atualm[…]

Obesidade no Brasil

Segundo dados do IBGE, em 2019 um quarto da popula[…]

Medo provocado por pandemia

*Medo causado pela pandemia* Diante de um cas[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM