Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#43786
Desde 1992, é instituído no dia 10 de outubro a comemoração do Dia Mundial da Saúde Mental. Porém, no Brasil, mesmo sendo uma data programada para saudar o bem-estar mental de todos os indivíduos, infelizmente o que se apresentam são desafios acerca dessa área. Com base nisso, é válido analisar essa problemática, como o aumento de casos de doenças mentais que levam ao suicídio e o constante preconceito quanto as pessoas que apresentam problemas mentais.

Em primazia, entende-se que o aumento de casos de doenças mentais que levam ao suicidio é um grande motivador do problema. Assim, na série da plataforma de streaming Netflix, cujo nome é “ 13 Reasons Why”, conta a história de Hannah Baker, uma garota que cometeu suicídio depois de diversos acontecimentos em sua escola. Análogo a realidade, a história de Hannah reflete o contexto de diveros jovens na faixa etária de 11 à 19 anos que cometem suicídio depois por passarem por momentos depressivos de suas vidas. A partir de séries como essa, no qual aborda um assunto delicado, compreende-se o quanto no contexto atual, onde jovens e adultos são acometidos por diversas situações e transformações em suas vidas, desencadeiam problemas mentais muita vezes insuportáveis e insuperáveis quando não lhe é fornecido ajuda. Logo, há o entendimento do quanto psicopatologias, quando não recebem atenção, podem custar a vida de uma pessoa.

Outrossim, o preconceito acerca desse tema favorece também como um empecilho. Com isso, no filme brasileiro “ Nise: O Coração da Loucura” é retratado a história verídica de uma psiquiatra que tenta recuperar mentalmente pacientes abandonados em um hospital psiquiátrico através da arte. Por meio disso, assim como no filme, nota-se uma grande perspectiva negativa até por parte de profissionais de saúde a respeito de pessoas com problemas de bem-estar mental. Portanto, o preconceito é ainda uma prática que culmina muito a sociedade, ainda mais quando se refere essas pessoas como “loucas”. Em suma, analisa-se o quanto a problemática se maximiza quando acompanhada pela indiferença.

Em síntese, faz-se necessário soluções para os problemas vigentes. Em vista disso, cabe o Ministério da Saúde, em parceria ao Ministério da Educação , realizar uma campanha, por meio das mídias sociais e digitais e também escolas, sobre a importância da saúde mental e do combate ao preconceito. A partir disso, essa ação se ampliaria no contexto educacional com a implementação de uma matéria específica para tratar do assunto. Por meio disso, essa intervenção se realizaria a fim de tornar a sociedade brasileira mais humanizada, consciente e compreensiva acerca do pressuposto. Enfim, só dessa maneira a população poderá comemorar o Dia Mundial da Saúde Mental de forma tranquila.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 187

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 167

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#43830
CORREÇÃO (X)

Desde(1) 1992, é instituído no dia 10 de outubro a comemoração do Dia Mundial da Saúde Mental. Porém, no Brasil, mesmo sendo uma data programada para saudar o bem-estar mental de todos os indivíduos, infelizmente, o que se apresentam são desafios acerca dessa área. Com base nisso, é válido analisar essa problemática, como o aumento de casos de doenças mentais que levam ao suicídio e o constante preconceito quanto as pessoas que apresentam problemas mentais.

Em primazia, entende-se que o aumento de casos de doenças mentais que levam ao suicídio é um grande motivador do problema. Assim, na série da plataforma de streaming "Netflix", cujo nome é “ 13 Reasons Why”, conta a história de Hannah Baker, uma garota que cometeu suicídio depois de diversos acontecimentos em sua escola. Análogo a realidade, a história de Hannah reflete o contexto de diversos jovens na faixa etária de 11 a(3) 19 anos que cometem suicídio depois por passarem por momentos depressivos de suas vidas. A partir de séries como essa, no qual aborda um assunto delicado, compreende-se o quanto no contexto atual, onde jovens e adultos são acometidos por diversas situações e transformações em suas vidas, desencadeiam problemas mentais muitas vezes insuportáveis e insuperáveis quando não lhe é fornecido ajuda. Logo, há o entendimento do quanto psicopatologias, quando não recebem atenção, podem custar a vida de uma pessoa.

Outrossim, o preconceito acerca desse tema favorece também como um empecilho. Com isso, no filme brasileiro “ Nise: O Coração da Loucura”(,) é retratado a história verídica de uma psiquiatra que tenta recuperar mentalmente pacientes abandonados em um hospital psiquiátrico através da arte. Por meio disso, assim como no filme, nota-se uma grande perspectiva negativa até por parte de profissionais de saúde a respeito de pessoas com problemas de bem-estar mental. Portanto, o preconceito é ainda uma prática que culmina muito a sociedade, ainda mais quando se refere essas pessoas como “loucas”. Em suma, analisa-se o quanto a problemática se maximiza quando acompanhada pela indiferença.

Em síntese, faz-se necessário soluções para os problemas vigentes. Em vista disso, cabe o Ministério da Saúde, em parceria ao Ministério da Educação , realizarem uma campanha, por meio das mídias sociais e digitais e também escolas, sobre a importância da saúde mental e do combate ao preconceito. A partir disso, essa ação se ampliaria no contexto educacional com a implementação de uma matéria específica para tratar do assunto. Por meio disso, essa intervenção(5) se realizaria a fim de tornar a sociedade brasileira mais humanizada, consciente e compreensiva acerca do pressuposto. Enfim, só dessa maneira a população poderá comemorar o Dia Mundial da Saúde Mental de forma tranquila.

(1)-Esse "desde" dá a sensação de movimento. É como se ainda estivesse em processo de produção. Ficaria melhor simplesmente colocar "Em 1992".
(2)-Aposto precisa estar isolado por vírgulas. Fica evidente que é um aposto quando é uma opinião.
(3)-Não há justificativa do craseamento.
(5)-A palavra "isso" já seria suficiente. Dá para saber que é uma intervenção pela narrativa (Opinião minha).

EXTRA:
Substitua a parte "jovens na faixa etária de 11 à 19 anos " por jovens-adolescentes ou adolescentes. Assim economiza bastante linha.
Não precisa sempre fazer propaganda da Netflix :lol: . Citar o filme ou a séria já é suficiente.
Varie o repertório. Ambos são cinematográficos.
#43832
Geralcinoj escreveu:CORREÇÃO (X)

Desde(1) 1992, é instituído no dia 10 de outubro a comemoração do Dia Mundial da Saúde Mental. Porém, no Brasil, mesmo sendo uma data programada para saudar o bem-estar mental de todos os indivíduos, infelizmente, o que se apresentam são desafios acerca dessa área. Com base nisso, é válido analisar essa problemática, como o aumento de casos de doenças mentais que levam ao suicídio e o constante preconceito quanto as pessoas que apresentam problemas mentais.

Em primazia, entende-se que o aumento de casos de doenças mentais que levam ao suicídio é um grande motivador do problema. Assim, na série da plataforma de streaming "Netflix", cujo nome é “ 13 Reasons Why”, conta a história de Hannah Baker, uma garota que cometeu suicídio depois de diversos acontecimentos em sua escola. Análogo a realidade, a história de Hannah reflete o contexto de diversos jovens na faixa etária de 11 a(3) 19 anos que cometem suicídio depois por passarem por momentos depressivos de suas vidas. A partir de séries como essa, no qual aborda um assunto delicado, compreende-se o quanto no contexto atual, onde jovens e adultos são acometidos por diversas situações e transformações em suas vidas, desencadeiam problemas mentais muitas vezes insuportáveis e insuperáveis quando não lhe é fornecido ajuda. Logo, há o entendimento do quanto psicopatologias, quando não recebem atenção, podem custar a vida de uma pessoa.

Outrossim, o preconceito acerca desse tema favorece também como um empecilho. Com isso, no filme brasileiro “ Nise: O Coração da Loucura”(,) é retratado a história verídica de uma psiquiatra que tenta recuperar mentalmente pacientes abandonados em um hospital psiquiátrico através da arte. Por meio disso, assim como no filme, nota-se uma grande perspectiva negativa até por parte de profissionais de saúde a respeito de pessoas com problemas de bem-estar mental. Portanto, o preconceito é ainda uma prática que culmina muito a sociedade, ainda mais quando se refere essas pessoas como “loucas”. Em suma, analisa-se o quanto a problemática se maximiza quando acompanhada pela indiferença.

Em síntese, faz-se necessário soluções para os problemas vigentes. Em vista disso, cabe o Ministério da Saúde, em parceria ao Ministério da Educação , realizarem uma campanha, por meio das mídias sociais e digitais e também escolas, sobre a importância da saúde mental e do combate ao preconceito. A partir disso, essa ação se ampliaria no contexto educacional com a implementação de uma matéria específica para tratar do assunto. Por meio disso, essa intervenção(5) se realizaria a fim de tornar a sociedade brasileira mais humanizada, consciente e compreensiva acerca do pressuposto. Enfim, só dessa maneira a população poderá comemorar o Dia Mundial da Saúde Mental de forma tranquila.

(1)-Esse "desde" dá a sensação de movimento. É como se ainda estivesse em processo de produção. Ficaria melhor simplesmente colocar "Em 1992".
(2)-Aposto precisa estar isolado por vírgulas. Fica evidente que é um aposto quando é uma opinião.
(3)-Não há justificativa do craseamento.
(5)-A palavra "isso" já seria suficiente. Dá para saber que é uma intervenção pela narrativa (Opinião minha).

EXTRA:
Substitua a parte "jovens na faixa etária de 11 à 19 anos " por jovens-adolescentes ou adolescentes. Assim economiza bastante linha.
Não precisa sempre fazer propaganda da Netflix :lol: . Citar o filme ou a séria já é suficiente.
Varie o repertório. Ambos são cinematográficos.
Kkkkk obrigado mais uma vez! Infelizmente não consigo achar outro repertório relevante a não ser o cinematográficos kk. Seguirei suas dicas, porém não compreendi a nota na c4? O que eu fiz de errado?
#43833
GlendaMorais escreveu: Kkkkk obrigado mais uma vez! Infelizmente não consigo achar outro repertório relevante a não ser o cinematográficos kk. Seguirei suas dicas, porém não compreendi a nota na c4? O que eu fiz de errado?
Eu dei essa nota porque os seus recursos coesivos, em alguns casos, considerei bastante simples. Isso se deve por usar as palavras "disso", "disto", "isso". Se fosse no dia da redação mesmo, acho que seria 200. O 180 que eu coloquei significa que é possível melhorar, mas se deseja os 200 já coloquei, pois segundo as regras é essa a nota.
*Ademais, não há de quê.
#43834
Geralcinoj escreveu:
GlendaMorais escreveu:
Geralcinoj escreveu:CORREÇÃO (X)

Desde(1) 1992, é instituído no dia 10 de outubro a comemoração do Dia Mundial da Saúde Mental. Porém, no Brasil, mesmo sendo uma data programada para saudar o bem-estar mental de todos os indivíduos, infelizmente, o que se apresentam são desafios acerca dessa área. Com base nisso, é válido analisar essa problemática, como o aumento de casos de doenças mentais que levam ao suicídio e o constante preconceito quanto as pessoas que apresentam problemas mentais.

Em primazia, entende-se que o aumento de casos de doenças mentais que levam ao suicídio é um grande motivador do problema. Assim, na série da plataforma de streaming "Netflix", cujo nome é “ 13 Reasons Why”, conta a história de Hannah Baker, uma garota que cometeu suicídio depois de diversos acontecimentos em sua escola. Análogo a realidade, a história de Hannah reflete o contexto de diversos jovens na faixa etária de 11 a(3) 19 anos que cometem suicídio depois por passarem por momentos depressivos de suas vidas. A partir de séries como essa, no qual aborda um assunto delicado, compreende-se o quanto no contexto atual, onde jovens e adultos são acometidos por diversas situações e transformações em suas vidas, desencadeiam problemas mentais muitas vezes insuportáveis e insuperáveis quando não lhe é fornecido ajuda. Logo, há o entendimento do quanto psicopatologias, quando não recebem atenção, podem custar a vida de uma pessoa.

Outrossim, o preconceito acerca desse tema favorece também como um empecilho. Com isso, no filme brasileiro “ Nise: O Coração da Loucura”(,) é retratado a história verídica de uma psiquiatra que tenta recuperar mentalmente pacientes abandonados em um hospital psiquiátrico através da arte. Por meio disso, assim como no filme, nota-se uma grande perspectiva negativa até por parte de profissionais de saúde a respeito de pessoas com problemas de bem-estar mental. Portanto, o preconceito é ainda uma prática que culmina muito a sociedade, ainda mais quando se refere essas pessoas como “loucas”. Em suma, analisa-se o quanto a problemática se maximiza quando acompanhada pela indiferença.

Em síntese, faz-se necessário soluções para os problemas vigentes. Em vista disso, cabe o Ministério da Saúde, em parceria ao Ministério da Educação , realizarem uma campanha, por meio das mídias sociais e digitais e também escolas, sobre a importância da saúde mental e do combate ao preconceito. A partir disso, essa ação se ampliaria no contexto educacional com a implementação de uma matéria específica para tratar do assunto. Por meio disso, essa intervenção(5) se realizaria a fim de tornar a sociedade brasileira mais humanizada, consciente e compreensiva acerca do pressuposto. Enfim, só dessa maneira a população poderá comemorar o Dia Mundial da Saúde Mental de forma tranquila.

(1)-Esse "desde" dá a sensação de movimento. É como se ainda estivesse em processo de produção. Ficaria melhor simplesmente colocar "Em 1992".
(2)-Aposto precisa estar isolado por vírgulas. Fica evidente que é um aposto quando é uma opinião.
(3)-Não há justificativa do craseamento.
(5)-A palavra "isso" já seria suficiente. Dá para saber que é uma intervenção pela narrativa (Opinião minha).

EXTRA:
Substitua a parte "jovens na faixa etária de 11 à 19 anos " por jovens-adolescentes ou adolescentes. Assim economiza bastante linha.
Não precisa sempre fazer propaganda da Netflix :lol: . Citar o filme ou a séria já é suficiente.
Varie o repertório. Ambos são cinematográficos.
Kkkkk obrigado mais uma vez! Infelizmente não consigo achar outro repertório relevante a não ser o cinematográficos kk. Seguirei suas dicas, porém não compreendi a nota na c4? O que eu fiz de errado?
Eu dei essa nota porque os seus recursos coesivos, em alguns casos, considerei bastante simples. Isso se deve por usar as palavras "disso", "disto", "isso". Se fosse no dia da redação mesmo, acho que seria 200. O 180 que eu coloquei significa que é possível melhorar, mas se deseja os 200 já coloquei, pois segundo as regras é essa a nota.
Então o adequado seria não usar esses tipos de conectivos? Eu tento muito variar nesses termos, mas raramente consigo encontrar um que se adeque de maneira rápida, tenho que sempre pesquisar ainda mais de conclusão e não acho muitos interessantes assim!
#43836
GlendaMorais escreveu:Então o adequado seria não usar esses tipos de conectivos? Eu tento muito variar nesses termos, mas raramente consigo encontrar um que se adeque de maneira rápida, tenho que sempre pesquisar ainda mais de conclusão e não acho muitos interessantes assim!
Não. Pode sim utilizar. O que vejo nas maiorias das redações é a utilização de pronomes como complemento do conectivo constantemente ao decorrer da redação, sendo que pode utilizar sinônimos do substantivo também. É só uma outra variação para não ficar utilizando palavras de mesmo valor sintático toda hora. Só isso. Deixo claro que isso não é um problema tão relevante que irá prejudicar a nota. São só detalhes que servem para enriquecer o texto.

As fakes news, são as notícias falsa[…]

Com a descoberta do coronavírus em Wuhan, c[…]

Automedicação no Brasil

Ashiley pode dar uma olhada

A grande jogadora de futebol feminino Marta, quebr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM