Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#51187
O filósofo francês Sartre defende que cabe ao ser humano escolher seu modo de agir, pois este seria livre e responsável. No entanto, percebe-se a irresponsabilidade da sociedade no que concerne a questão do combate de tabagismo no Brasil. Dessa forma, observa-se que o problema reflete em um cenário desafiador, seja em virtude da manipulação midiática, seja pelas raízes históricas.
Em primeiro lugar, pode-se apontar como um empecilho à consolidação de uma solução, a influência midiática. Conforme Pierre Bourdieu, o que foi criado como instrumento de democracia não deve ser convertido em mecanismo de opressão. Nessa perspectiva, a mídia inviabiliza o problema de tabagismo na atual sociedade, sendo um meio controlado por empresas de comunicação que são movidos por ideais lucrativos.
Outro ponto relevante, são as raízes históricas do Brasil. Com a chegada dos europeus na colônia, século XVI, estabeleceu-se um aumento na produção de tabacos, este, de suma importância para economia imperial, sendo utilizado em trocas de escravos e também, para representação de poder. Em segunda análise, a combustão gerada pelo tabaco produz hidrocarbonetos, substância tóxica e cancerígena, afetando fumantes e ainda, os chamados fumantes passivos.
Diante dos argumentos, faz-se necessária uma intervenção pontual nos problemas. Assim, especialistas no assunto, com o ministério da saúde devem desenvolver ações sociais e criação de programas que possam combater o avanço do tabagismo. Tais ações devem devem ser endereçadas ao público alvo, jovens em idade escolar e idosos. Sendo possível ainda, criar uma "hashtag" para identificar a campanha, ganhando mais visibilidade. A fim de tornar os brasileiros menos suscetíveis às estratégias midiáticas e ao consumo de tabaco no país.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 167

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 167

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 153

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 153

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 167

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#51288
O filósofo francês Sartre defende que cabe ao ser humano escolher seu modo de agir, pois este seria livre e responsável. No entanto, percebe-se a irresponsabilidade da sociedade no que concerne a questão do combate de tabagismo no Brasil. Dessa forma, observa-se que o problema reflete em um cenário desafiador, seja em virtude da manipulação midiática, seja pelas raízes históricas.

Em primeiro lugar, pode-se apontar como um empecilho à consolidação de uma solução, a influência midiática. Conforme o sociólogo Pierre Bourdieu, o que foi criado como instrumento de democracia não deve ser convertido em mecanismo de opressão. Nessa perspectiva, a mídia inviabiliza o problema de tabagismo na atual sociedade, sendo um meio controlado por empresas de comunicação que são movidos por ideais lucrativos. [faltou arrematação]

[faltou conectivo] Outro ponto relevante, são as raízes históricas do Brasil. [faltou conectivo] Com a chegada dos europeus na colônia, século XVI, estabeleceu-se um aumento na produção de tabacos, este, de suma importância para economia imperial, sendo utilizado em trocas de escravos e também, para representação de poder. Em segunda análise < deveria usar isso no início do parágrafo], a combustão gerada pelo tabaco produz hidrocarbonetos, substância tóxica e cancerígena, afetando fumantes e ainda, os chamados fumantes passivos. [faltou arrematação]

Portanto, diante dos argumentos, faz-se necessária uma intervenção pontual nos problemas. Assim, especialistas no assunto, com o Ministério da Saúde devem desenvolver ações sociais e criação de programas que possam combater o avanço do tabagismo. Tais ações devem ser endereçadas ao público alvo, jovens em idade escolar e idosos. Sendo possível ainda, criar uma "hashtag" para identificar a campanha, ganhando mais visibilidade, a fim de tornar os brasileiros menos suscetíveis às estratégias midiáticas e ao consumo de tabaco no país.
* Faltou o MEIO da ação
* No período "sendo possível ainda" poderia usar como meio da ação. Ficaria assim: "Tais ações devem ser endereçadas ao público alvo, jovens em idade escolar e idosos, por meio da criação de uma "hashtag" para identificar a campanha..."
#51291
Olá!, Boa noite!!


Bom, ao observar sua redação ela é cheia de argumentos bem colocados no texto, você soube descrever bem a problemática e dar uma solução plausível, seu projeto de intervenção tá muito bom, mais ainda não está 100%.

Pesquise por mais conectivos, e frases de como iniciar uma conclusão.


Espero ter lhe dado uma luz. :)
#51491
A sua introdução está perfeita, não precisa mudar nada, concisa, direta ao ponto e organizada.

Uso indevido de vírgula: "Em primeiro lugar, pode-se apontar como um empecilho à consolidação de uma solução, a influência midiática."/"Assim, especialistas no assunto, com o ministério da saúde devem "

Os seus paragrafos de desenvolvimento foram bem organizados seguindo a ordem lógica da disposição de problemas na introdução, D1 influencia da mídia, D2 motivo histórico, entretudo ambos parágrafos de desenvolvimento tiveram a ausencia de exposição de opinião do autor na conclusão- "como tal conduta" é prejudicial a ordem social, "tal conceito" inibi o individuo a sua natureza política vogada pela constituição- além de que o D2 terminou com muita exemplificação cientifica sem as implicações morais, socials e do convivio o que configura inadequação a proposta de argumentação, uma vez que o D2 se assemelha a um texto Expositivo/Artigo científico.
Além disso, o D1 teve ausencia de tipificação ao exemplificar como a mídio pode induzir o individuo a desejar o "consumo" de tabaco, como na romantização do fumo em filmes épicos, ou a associação de homens ou mulheres bonitas ao fumo, ou as propagandas de fuma na decada e 70. "um meio controlado por empresas de comunicação que são movidos por ideais lucrativos." seria o motivo pelo qual tais propagantas e veiculo midiaticos fariam a APOLOGIA. Logo, na minha opinião o D1 falhou argumentativamente, já o 2 fujiu o tema central do parágrafo quando voce usou "Em segundo análise", deixando CLARO o desvio do tema, o que sinaliza a NESCESSIDADE da formação de um novo paragrafo daquela linha em diante. Não é pra fazer segundo analise no parágrafo, usa um Sendo assim, dessa maneira, destarte, Não obstante, etc.
O desenvolvimento não remeteu o tema ..."tabaco" no introdução, nem ao filósofo francês Sartre, porém a conclusão ( apesar de não ter feito o texto circular) foi boa. A proposta de intervenção fechou a linha sem o meio (pelo qual o agente irá agir), e os implicados, que foram citados na segunda frase (crianças e idosos). Voce picotou a proposta com pontos, deixando-a vaga, e deixou claro que os que o publico alvo da estratégia são os idosos e crianças- o que não foi explicado em nenhum parágrafo de desenvolvimento,nem mesmo de forma implicita- o que adicionou a vagez da intervenção.

Voce está indo muito bem, a ideia da hashtag trouxe autoria ao texto, a citação histórica trouxe conhecimento gerais, a introdução mostrou organização de ideias. Voce precisa focar muito na conclusão pois ela vale 200 PONTOSS! e ela esta deixando muito a desejar. E adicionar umas coisas aqui e ali no D1 D2.
Lembre que o problema que voce apresentar no desenvolvimento tem que ser resolvido na proposta certo? Entao mesmo que implicito o publico alvo tem que ser a "vitima" no desenvolvimento, as empresas ou orgãos que está sendo complicentes tem que ser os Agentes da mudança ou os alvos a serem mitigados etc etc.

A realidade de muitos jovens brasileiros nos dias […]

Ao contrário do que se reverbera na Constit[…]

De modo ficcional, o filme "O Espetacular Hom[…]

Em termos tecnológicos, durante a atual pan[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM