Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#58684
Segundo dados do site IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), em 2020, mostrou que países investiram em pesquisa e inovação da ciência para superar a pandemia do Covid-19, como, por exemplo o Canadá que destinou 11,8% do seu orçamento federal em P&D para ações de investigação contra o novo coronavírus. Entretanto, no Brasil, pesquisas anteriores ás do IPEA expõem a carência de financiamentos para a exploração da doença que deveriam ser realizadas pelo governo. De certo, a carestia no investimento não só na verba como também, no pouco acesso de informações para a sociedade, são fatores que retardam o caminho da valorização da ciência no país.
Em primeira análise, é importante entender que a ciência é crucial para o desenvolvimento da sociedade, principalmente o Brasil que se encontra em situação emergente, e visa alcançar o status de nação desenvolvida. Em decorrência a tantos cortes de dinheiro, a ciência se tornou algo desprestigiante, em especial, os próprios cientistas brasileiros, que de acordo com a notícia da revista Galileu em 2016, emigraram para o exterior a busca de oportunidades na ciência que não foram encontradas no respectivo país. Tal situação é, portanto, reflexo do descaso governamental que ocasiona prejuízos ora a classe científica, ora a população em geral.
Além disso, a falta de aplicação informativa na população gera em um futuro próximo, a maior depreciação do estudo da ciência. Diante disso, uma pesquisa feita pela ONG CGEE (Centro de Gestão e Estudos Estratégicos) apresentou que de 1.962 entrevistados, de todo o país, 61% demonstram interesse na área, contudo a chegada desse conhecimento no país, e particularmente nas áreas de camadas sociais de menor escolaridade e renda no Brasil, ainda é bastante limitado. Desse modo, a dissipação da ciência em um povo provocará um vazio ora no desenvolvimento, ora nas salas de universidades da área científica.
Verifica-se, então, a necessidade de aplicação de verba e alcance da ciência. Para isso, faz-se imprescindível que o Ministério da Ciência e o Ministério da Educação, por intermédio de feiras de ciências e criação de laboratórios, instrua os educadores — particularmente os docentes de biologia, física e química — a elucidar nos eventos a importância da valorização da ciência a fim de estimular a curiosidade sobre o estudo. Além disso, é de suma importância o papel do Governo Federal na retirada de cortes e a inclusão da ciência como área prioritária de investimentos, ao lado da saúde e educação. Acrescenta-se que, o uso das redes sociais, nesse meio, é imprescindível para a chegada de informação científica nas telas de celular ou nas televisões — entrevistas com cientistas, a ciência real no dia a dia —. Nesse contexto, será possível a valorização necessária do campo científico no Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Durante a colonização do territ&oacu[…]

Higorrair pode corrigir pra mim?

Vacinação

Grande parte da população age sob in[…]

É de conhecimento geral, que a escola &eacu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM