• Avatar do usuário
Por Wesley1234
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#29935
A colonização foi o período em que houve domínio português na América do sul, ocasionando conflitos na sociedade, cultura e economia mudando a convivência social entre colonos e nativos. Atualmente, o problema não é colonizar, mas situações sócias tais como vício na internet e sedentarismo quando jovem.
Em primeiro, plano convém ressaltar que a problemática deve-se as falhas na questão legal e sua aplicação, haja vista que, conquanto a Constituição Federal de 1988, norma de maior hierarquia no sistema jurídico, garanta projetos para conscientizar os responsáveis sobre tal atitude. No entanto, apesar da defesa constitucional, nota-se que, causas como estas: vício na internet e falta de interação com outros persistem no território brasileiro, devido ao consumo alienado. Assim, circunstâncias como essas continuam a ocorrer hodiernamente na população.
Em segundo plano, destacam-se de início o sedentarismo quando jovem e timidez nas relações sóciais como consequências do óbice. Nesse sentido, segundo Rousseau na obra, "Contrato Social" cabe ao Estado viabilizar ações como palestras que possam solucionar o ocorrido. Em contrapartida, observa-se que mesmo com medidas estatais é possível visualizar o malefício prejudicar a nação, violando o que é exigido constitucionalmente.
Infere-se, portanto, que alternativas sejam efetivadas para combater o importúnio. Sendo assim, o Governo Federal, como instância máxima da administração executiva deve atuar em favor da sociedade, através de campanhas para uma infância melhor, por meio de professores e psicólogos a fim de inibir a maleficência e evitar que se espalhe.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#30040
O texto não está coeso:

Não houve, no texto, uma relação com o tema( O uso da tecnologia na Infância) e com a colonização.
É necessário rever o uso de vírgulas e conectivos.
Não há relação entre os assuntos tratados em cada parágrafo.
#30050
Vivemos em um mundo altamente globalizado. Muitos acreditam na tecnologia como grande aliadada no processo de ensino-aprendizagem. Porém, a questão do uso da tecnologia na infância, principalmente em escolas, causa muitas dúvidas entre professores e pais de alunos: o uso da tecnologia em sala de aula, como todo o recurso que o professor for utilizar para apoiar a sua práxis, não deve ser um fim em si mesmo, mas deve ser um meio para que o professor atinja o objetivo principal, que é a aprendizagem dos alunos. Ao mesmo tempo, devido ao pouco tempo que os pais passam com seus filhos e a evolução massiva dos aparelhos tecnológicos, as crianças tem contato, cada vez mais cedo, com estes dispositivos fazendo com que os pais e crianças consigam olhar para eles apenas como meios de entretenimento.
A tecnologia em sala de aula, se for utilizada como um meio para colaborar com o desenvolvimento dos alunos, como qualquer outro recurso pedagógico, trará bons resultados para a instituição e para os alunos. A tecnologia deixou de ser algo que faria sentido para as pessoas no futuro, ela já faz parte do dia a dia da maioria das pessoas. A escola, como a instituição responsável pelo desenvolvimento global do ser humano, precisa preparar os alunos para lidar com o mundo em que que vivemos, onde todos estão em constante conexão.
Devido ao pouco tempo que as crianças passam com seus pais e a grande oferta de recursos tecnológicos infantis, as crianças estão a todo momento expostas a esses dispositivos. O dever da escola, neste momento, é mostrar uma outra opção para a tecnologia. Ao invés dos pais a utilizarem apenas como um entretenimento constante eles podem aprender, através da educação, a aproveitar a tecnologia como uma aliada no desenvolvimento emocional, social e cognitivo dos seus filhos através de jogos educativos e assuntos sociais que são expostos a todo momento na internet.
Um grande exemplo de assunto de cunho social que aconteceu recentemente e que teve grande repercussão na internet, foi os intensos protestos nos Estados unidos contra a forma brutal que os policiais americanos, em determinados estados, estavam abordando os negros. Uma escola que aproveita de forma produtiva a tecnologia e a internet com seus alunos, pode aproveitar o tema deste assunto para trabalhar o desenvolvimento emocional das crianças tratando questões como o bulling, o racismo e inclusive o bulling na internet.
Em relação a utilização da internet, não pode haver uma dicotomia entre a forma que o adulto a utiliza e a forma que a criança a utiliza. Se é importante que, quando adulto, o aluno saiba utilizar a internet e a tecnologia de forma proveitosa, é necessário que ele aprenda a utilizar de forma saudável enquanto criança. Havendo parceria entre a escola e a família, é possível que a escola forme alunos e famílias que tenham a tecnologia como uma aliada no desenvolvimento dos seus filhos e não apenas como entretenimento.
Abuso sexual infantil

Boa noite, você escreve muito bem, mas recom[…]

Celular um amigo ou inimigo?

É notório que, na modernidade contem[…]

Invisibilidade e Registro civil

No romance filosófico "Utopia" cr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM