Avatar do usuário
Por Bubblenana
Quantidade de postagens
#128665
Na constituição federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 5° que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza. Entretanto, a falta de importância dada ao trabalho escravo nos tempos atuais, causa efeitos controversos, onde a principal causa desta adversidade é a marginalização social, bem como, a omissão estatal.
Em primeira análise, evidencia-se a desigualdade social. Segundo o ministro do Trabalho e Emprego, Ricardo Berzoini, "A desigualdade social é origem do trabalho escravo no Brasil". Berzoini, afirmou que as desigualdades são a raiz do problema do trabalho escravo na sociedade brasileira, a passividade na reflexão crítica do brasiliano em relação ao trabalho escravo, destoa a formação de cidadãos sem interesse em resolver a matriz do imbróglio, fato que viola, novamente a constituição federal.
Ademais, convém destacar a omissão estatal. A esse respeito, na Teoria do Pacto Social, de John Rawls, o estado é o mantenedor do bem-estar coletivo. Contudo, os impactos da escravidão ainda enraizada na realidade brasileira, constatam que o governo do Brasil parece não se preocupar com o enredo. Com isso, é inadmissível a inoperância das esferas de poder no que tange à mitigação do viés.
Portanto, entende-se que o trabalho escravo no século XXI é um obstáculo intrínseco de raízes culturais e governamentais. Logo, o Ministério do Trabalho e do Emprego, junto com o Ministério Público do Trabalho, por intermédio da coparticipação de programas midiáticos de alta audiência, deve discutir e elucidar o assunto, com o objetivo de mostrar as principais sequelas do problema, além de dar certa atenção à denúncia da óbice, apresentando uma visão crítica e orientar os espectadores a respeito do impasse discutido. Feitos esses pontos, com a criticidade proposta por Ricardo Berzoini e a Teoria do Pacto Social, de Rawls, a sociedade brasileira terá uma vida digna, como prevê a Constituição Federal.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

Avatar do usuário
Por nathaliab22
Quantidade de postagens
#128667
(A) constituição federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê (,) em seu artigo 5°, que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza. Entretanto, a falta de importância dada ao trabalho escravo nos tempos atuais causa efeitos controversos, (em que) (onde é adverbio de lugar) a principal causa desta adversidade é a marginalização social, bem como, a omissão estatal.
Em primeira análise, evidencia-se a desigualdade social. (Faltou um conectivo) Segundo o ministro do Trabalho e Emprego, Ricardo Berzoini, "A desigualdade social é origem do trabalho escravo no Brasil". (Faltou conectivo) Berzoini, afirmou que as desigualdades são a raiz do problema do trabalho escravo na sociedade brasileira, (perda de sentido entre as orações) (o que indica/mostra/apresenta/expõe ...) a passividade na reflexão crítica do brasiliano em relação ao trabalho escravo destoa (e mostra/apresenta/expõe) a formação de cidadãos sem interesse em resolver a matriz do imbróglio (evite rebuscamentos na redação), fato que viola, novamente a constituição federal. (Faltou maior argumentação do seu repertório. Por que essas desigualdades são a raiz do problema? De onde elas surgem? Como combate-las?)
Ademais, convém destacar a omissão estatal. A esse respeito, na Teoria do Pacto Social, de John Rawls, o estado é o mantenedor do bem-estar coletivo. Contudo, os impactos da escravidão (,) ainda enraizada na realidade brasileira, constatam que o governo do Brasil parece não se preocupar com o enredo. Com isso, é inadmissível a inoperância das esferas de poder no que tange à mitigação do viés. (Novamente faltaram mais argumentos para o porquê esse estado é inoperante ou o que ele poderia fazer para deixar de ser assim. Sem falar que é um pouco extremo dizer que o Estado não faz, melhor dizer que ele não atua de forma o suficiente contra o problema)
Portanto, entende-se que o trabalho escravo no século XXI é um obstáculo intrínseco de raízes culturais e governamentais. Logo, o Ministério do Trabalho e do Emprego, junto com o Ministério Público do Trabalho, por intermédio da coparticipação de programas midiáticos de alta audiência, deve discutir e elucidar o assunto, com o objetivo de mostrar as principais sequelas do problema, além de dar certa atenção à denúncia do óbice, apresentando (cuidado com os gerundismos!) (de forma que apresente...) uma visão crítica e orientar (oriente) os espectadores a respeito do impasse discutido. Feitos esses pontos, com a criticidade proposta por Ricardo Berzoini e a Teoria do Pacto Social, de Rawls, a sociedade brasileira terá uma vida digna, como prevê a Constituição Federal. (Evite fazer apenas uma solução para todo o problema! Ao invés disso, separe a sua conclusão em dois períodos de solução, um para cada argumento apresentado)
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
O trabalho escravo no Brasil contemporâneo
por BUTT212    - In: Outros temas
1 Respostas 
125 Exibições
por OlrenBeat
14 Respostas 
790 Exibições
por Lauany25
0 Respostas 
321 Exibições
por Anabia18
A prática do trabalho escravo no Brasil
por gabizota    - In: Outros temas
0 Respostas 
68 Exibições
por gabizota
0 Respostas 
234 Exibições
por fkspedro
0 Respostas 
118 Exibições
por Mikaaaaaa
0 Respostas 
215 Exibições
por Carol25
0 Respostas 
162 Exibições
por gyosz
Trabalho escravo no Brasil: até quando?
por gabriel981    - In: Outros temas
0 Respostas 
50 Exibições
por gabriel981
Trabalho escravo
por Evellyynnnn    - In: Outros temas
0 Respostas 
69 Exibições
por Evellyynnnn

O escritor Carlos Drummond de Andrade, em seu poem[…]

Aldous Huxley defende: "Os fatos nã[…]

Segundo o Art.205 da Constituição Fe[…]

Zenebra vc poderia corrigir minha redaç&[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM