#28687
"No meio do caminho tinha uma pedra, tinha uma pedra no meio do caminho." Através desse trecho do poeta modernista Carlos Drummond De Andrade, percebe-se que a sociedade encontra vários obstáculos em sua caminhada. Sob tal ótica, percebe-se que o sistema prisional brasileiro é marcado por violência e uma má infraestrutura é um óbice que precisa ser combatido. Contudo, apesar de existirem leis que proíbam tal ato, o corpo social tenta transcender barreiras como o descaso estatal e o individualismo social. Diante desse panorama defectivo, urge uma necessidade por retificação.
Mormente, cabe pontuar que o desdém governamental configura-se como um fator agravante desse percalço. Promulgada em 1988, a Constituição Federal garante a todos direitos iguais, independentemente de qualquer fator, todavia esse ponto tem sido desrespeitado. Tal fato é comprovado quando se observa o atual cenário brasileiro e vê-se que segundo dados do nexos jornal, onde comprova que os presídios estão com 70% a mais do que a sua capacidade , com isso mostra que o sistema carcerário do Brasil estão com uma superlotação . Conforme o contratualista John Locke, tal caso caracteriza-se como uma “violação do contrato social”, posto que o Estado não cumpre com essa prerrogativa. Assim cabe ao governo compor um plano para mitigar essa situação.
Outrossim, é imperioso referendar que o individualismo da sociedade também colabora para, a inadequação do sistema prisional brasileiro, sobretudo para a reinserção dos mesmo na sociedade .Consoante ao pensamento do filósofo Zygmunt Bauman na “modernidade líquida “, característica do mundo pós capitalista, há uma queda das atitudes éticas pela fluidez dos valores. Nesse contexto percebe-se essa teoria na comunidade brasileira, haja vista que a população não apresenta preocupação e não dá a devida atenção para esse percalço. Dessa forma, uma mudança nos valores do corpo social brasileiro é fundamental para transpor as barreiras.
É evidente, portanto, que há entreves para que todos os cidadãos tenham pleno acesso aos seus direitos. Sendo assim cabe ao governo central-órgão de maior autoridade em uma unidade política criar um projeto em parceria com as escolas , por meio de campanhas educacionais que envolvam toda a comunidade, uma vez que ações culturais coletivas têm imenso poder transformador, com o fito de que o panorama atual sofra um processo da retificação. Assim a realidade brasileira distanciar-se-á da pedra por Drummond.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Nos dias atuais pelo menos no Brasil, o háb[…]

Segundo dados estatísticos do IBGE, idosos […]

Evasão escolar

Olá! Li sua redação e ela f[…]

Redação- invisibilidade e registro c[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM