• Avatar do usuário
#63428
O processo de sedentarização, que iniciou com a descoberta da agricultura, aconteceu no período pré-histórico, ele possibilitou que o ser humano deixasse a vida nômade e fixasse sua localização próxima de rios, para cultivar plantas e domesticar animais. Paralelo à contemporaneidade, o homem permaneceu sedentário ao longo da sua evolução, entretanto tal escolha comprometeu a saúde física do indivíduo. Consequentemente, nota-se não só o aumento da obesidade como também a frequência de casos relacionados aos desvios posturais.

Constata-se, a princípio, o elevado número de obesos no mundo. Visto que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), há 2,5 bilhões de pessoas no planeta estão com sobrepeso. Nesse cenário, evidencia-se que a rotina moderna influencia essa problemática, em decorrência do consumo exagerado de alimentos riscos em lipídeos aliado a escassez de exercícios físicos, em razão do hábito contemporâneo de poupar tempo com a intenção de retornar imediatamente ao trabalho. Logo, implica-se diretamente no mal-estar da saúde humana.

Ademais, ressalta-se os casos assíduos de desvios posturais. Pois, o avanço da industrialização, em parceria com a linha de produção desenvolvida por Henry Ford, obrigava que empregados executarem o mesmo movimento durante a jornada de trabalho. Nesse contexto, com o objetivo de manter a produtividade, empresas submetem seus funcionários a permanecer em uma posição no decorrer do dia, mas o cansaço faz com que eles mudem para posturas que gere alivio à coluna, retirando-os da estatura ideal para ela. Assim, resulta-se em problemas na coluna vertebral.

Depreende-se, portanto, que medidas sejam tomadas para o problema discorrido. Nesse âmbito, urge que o Ministério da Saúde crie campanhas contra o sedentarismo, por meio de oficinas e palestras ofertadas, respectivamente, em escolas e empresas (públicas e privadas), a fim de garantir a saúde e a produtividade de discentes e funcionários. Isso pode ser feito com a inclusão de atividades físicas corporativas nos intervalos ditados pela instituição. Dessa forma, o processo de sedentarização não impedirá que pessoas parem de movimentar o seu corpo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#63430
Não corrijam essa redação, pois eu estava salvando como rascunho e acabei enviando. Então, ela não está concluída.
Pra que título?

“Não são as crises que mudam o[…]

cassiahso ; LariLuiz Oiii Vou corrigir sua[…]

Violência nos estádios de futebol

A origem da violência dentro das torcidas or[…]

Ei, desculpa pelo atraso com o retorno. Tenho fica[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM