• Avatar do usuário
#65228
A Revolução Industrial, iniciada na segunda metade do século XVIII, foi um marco histórico no processo de melhoria das técnicas de fabricação dentro das indústrias, visando, sobretudo, o crescimento econômico e o aumento da produção.
Entretanto, juntamente ao progresso e a consolidação desse sistema, passou-se a notar que esse importante avanço no mundo veio acompanhado do aumento do desperdício, responsável pelo excesso de lixo presente no mundo contemporâneo, e que infelizmente possui raízes mais profundas do que se aparenta, seja pelo consumo exacerbado, seja por fatores históricos.
Em uma primeira análise, vê-se que o consumo exagerado se caracteriza como um dos fatores cruciais para a perpetuação desse cenário. Através dos veículos de comunicação e das redes sociais presentes na sociedade, passou-se a existir de forma mais intensiva sobre o indivíduo o falso estado de necessidade em ter aquilo que o mercado define como necessário. No entanto, as tendências que são época após época “lançadas” sobre o consumidor se caracterizam como passageiras, diferentemente do lixo que se acumula devido a elas, pois o público que as consomem tende a comprar de forma tão desenfreada quanto se “livram” do que já fora usado, ocasionando então altos índices de resíduos desperdiçados que muitas vezes são constituídos por materias de longo tempo de decomposição,
levando até mesmo a problemas ambientais.
Além disso, cabe salientar que a sociedade, historicamente, pouco teve ações que focassem na conscientização acerca do acúmulo de lixo. Sob essa perspectiva, pode-se estabelecer um paralelo com o pensamento do sociólogo francês Émile Durkheim, que defende a ideia de que o egoísmo e a ignorância das pessoas é, em grande parte, produto da sociedade. A partir disso, é possível dizer que devido à falta de incentivo e conhecimento sobre essa causa dentro do próprio
corpo social para que essa realidade mude, o problema tem se prolongado por várias gerações, sem um claro sinal de mudança que até os dias de hoje se encontra em falta e que, infelizmente, apenas torna essa situação mais difícil de ser
revertida no futuro.
Verifica-se, então, a necessidade de obter medidas que revertam a situação do excesso de lixo mediante o alto índice de desperdício. Para isso, faz-se imprescindível que o governo federal, por intermédio de parcerias com a mídia, crie
programas de conscientização que promovam o estabelecimento de uma consciência social sobre a importância no controle dos próprios resíduos, visando, futuramente, a redução desses. Desse modo, espera-se que os impactos hoje enfrentados sejam diminuídos e que futuramente o excedente de lixo se torne apenas uma passagem dentro da história, que assim como a revolução industrial,
também acabou por evoluir e se desenvolver, tornando-se parte do progresso de uma sociedade que se vê longe desse problema e é próspera.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

A constituição Federal de 1988,docum[…]

No Brasil, cerca de 14 (quatorze) milhões d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM