Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#48944
Brás Cubas, o defunto-autor de Machado de Assis, diz em suas “Memórias Póstumas” que não teve filhos e não transmitiu a nenhuma criatura o legado de nossa miséria. Sob esse ângulo, talvez atualmente ele percebesse acertada sua decisão: a postura de muitos brasileiros frente ao processo da literacia familiar no Brasil é uma das faces mais problemáticas da sociedade hodierna. Nesse cenário, tal realidade se deve, sobretudo, a negligência governamental, bem como à desigualdade social.

Em primeiro plano, evidencia-se que a falta de cuidado governamental corrobora a complexidade do problema. Conforme o filósofo Maquiavel, mesmo as leis bem ordenadas são impotentes diante dos costumes. Nessa lógica, isso aponta para uma falha muito comum das sociedades: acreditar que a criação da lei em si pode resolver impasses complexos, como a questão da literacia familiar, logo, o que se verifica é uma insuficiência da legislação, pois se esta não vier atrelada a políticas públicas que ajam na base cultural do problema, sua resolução será um forte empecilho. Desse modo, sem ações vitais, tal problemática irá ao encontro do contexto discutido por Brás Cubas.

Em conjunto, outra dificuldade enfrentada é a questão da desigualdade social. Nessa ótica, a crise de 1929, marcada pela quebra da Bolsa de Nova York, foi seguida por uma grande depressão econômica que resultou na falência de diversas empresas, e no aumento da pobreza e do desemprego. Sob essa visão, tal premissa associa-se ao mundo vigente, visto que o revés surge em detrimento das regras do capitalismo, a qual parte da sociedade não usufrui de tais benefícios como outros, o que justifica o contraste coletivo. Faz-se imprescindível, portanto, a dissolução dessa conjuntura.

Por fim, medidas são cruciais para atenuar os impasses do processo da literacia familiar no Brasil. Então, cabe ao Governo Federal — órgão responsável pela execução de políticas públicas — acionar o Ministério da Educação e as instituições de ensino e, juntos, por meio de verbas provenientes da contribuição pública, promover a inclusão desse processo nas escolas — como integrar na base curricular dos alunos a literacia familiar —, além de ter a disposição a participação dos pais em momentos semanais, a fim de estimular o convívio social da criança e possibilitar a aproximação parental. Assim, poder-se-á criar um legado de que Brás Cubas pudesse se orgulhar.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#49042
@Leidiane102

Brás Cubas, o defunto-autor de Machado de Assis, diz em suas “Memórias Póstumas” que não teve filhos e não transmitiu a nenhuma criatura o legado de nossa miséria. Sob esse ângulo, talvez atualmente ele percebesse acertada sua decisão: a postura de muitos brasileiros frente ao processo da literacia familiar no Brasil é uma das faces mais problemáticas da sociedade hodierna. Nesse cenário, tal realidade se deve, sobretudo, a negligência governamental, bem como à desigualdade social.
Boa introdução, nada a dizer.

Em primeiro plano, evidencia-se que a falta de cuidado governamental corrobora a complexidade do problema. Conforme o filósofo Maquiavel, mesmo as leis bem ordenadas são impotentes diante dos costumes. Nessa lógica, isso aponta para uma falha muito comum das sociedades: acreditar que a criação da lei em si pode resolver impasses complexos, como a questão da literacia familiar, logo, o que se verifica é uma insuficiência da legislação, pois se esta não vier atrelada a políticas públicas que ajam na base cultural do problema, sua resolução será um forte empecilho. Desse modo, sem ações vitais, tal problemática irá ao encontro do contexto discutido por Brás Cubas.
Bom desenvolvimento, nada a dizer também. Boa argumentação, organização, uso de conectivos, enfim.

Em conjunto, outra dificuldade enfrentada é a questão da desigualdade social. Nessa ótica, a crise de 1929, marcada pela quebra da Bolsa de Nova York, foi seguida por uma grande depressão econômica que resultou na falência de diversas empresas, e no aumento da pobreza e do desemprego. Sob essa visão, tal premissa associa-se ao mundo vigente, visto que o revés surge em detrimento das regras do capitalismo, a qual parte da sociedade não usufrui de tais benefícios como outros, o que justifica o contraste coletivo. Faz-se imprescindível, portanto, a dissolução dessa conjuntura.
Aqui podia argumentar mais um pouco, mas também está muito bom.

Por fim, medidas são cruciais para atenuar os impasses do processo da literacia familiar no Brasil. Então, cabe ao Governo Federal (agente) — órgão responsável pela execução de políticas públicas (detalhamento) — acionar o Ministério da Educação e as instituições de ensino e, juntos, por meio de verbas provenientes da contribuição pública (meio/modo), promover a inclusão desse processo nas escolas — como integrar na base curricular dos alunos a literacia familiar —, além de ter a disposição a participação dos pais em momentos semanais (ação), a fim de estimular o convívio social da criança e possibilitar a aproximação parental (efeito/finalidade). Assim, poder-se-áà criar um legado de que Brás Cubas pudesse se orgulhar.
Proposta completa.

Parabéns pelo texto, não vi problemas praticamente, mas é sempre bom estudar a C1 e C3. Bons estudos!
#49440
@Leidiane102, a ashiley já fez uma ótima correção, não tem muito o que dizer mesmo. Só tome cuidado com a repetição de palavras, vi que repetiu o termo "literacia familiar" algumas vezes, é importante procurar sinônimos ou usar pronomes para retomada.

Na atualidade o estigma associado nas doenç[…]

De acordo com a Constituição Federal[…]

Incluir algo, em determinado lugar, é devid[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM