• Avatar do usuário
#81740
Evidentemente, o preconceito linguístico como ferramenta de marginalização social no Brasil moderno representa um desafio para uma sociedade alienada e corrompida como a brasileira. Conjuntamente, isso é fruto da má influência midiática e de uma falha educativa no indivíduo como pessoa. Nessa perspectiva, observa-se que o problema, além de ser uma realidade, tende a agravar a imoralidade inata presente no país.
É importante destacar que a mídia é um fator crucial para a existência do problema. "A massa mantém a marca, a marca mantém, a mídia e a mídia controla a massa", essa frase escrita pelo jornalista e escritor inglês George Orwell, representa uma sociedade influenciada culturalmente pela mídia. Análogo a isso é o caso da má influência midiática que além de tratar o impasse com irrelevância , negligencia-o, consequentemente causando o acréscimo deste. Nesse contexto, é essencial superar esses paradigmas que prejudicam diversos indivíduos.
Além disso, a falha educacional também dificulta a atenuação do impasse. Paralelamente, a máxima de Immanuel Kant, filósofo alemão, afirma que o ser humano é aquilo que a educação faz dele. Logo, entende-se que o indivíduo indevidamente educado tende a tratar como ameaça aquilo que não condiz com sua conduta. Tal qual é o caso do preconceito linguístico como ferramenta de marginalização social no Brasil moderno, uma vez que uma fala, uma gíria ou até mesmo um sotaque difere daquilo que está dentro da esfera educativa de um indivíduo impropriamente educado, ele tende a tratar como algo ameaçador e até usar a violência "defesa" ou demonstração de seu posicionamento. Logo, faz-se mister a reformulação dessa postura educacional urgente.
Em virtude dos fatos supracitados, faz-se necessária a adoção de medidas que venham atenuar a situação encontrada no preconceito linguístico como ferramenta de marginalização social no Brasil moderno. Por conseguinte, cabe à mídia, esfera de grande repercussão, divulgar as consequências desse impasse e também sua gravidade por meio de "hashtags", a fim de alcançar um maior público e, dessa forma, garantir a informação, gerando respeito a todo um corpo social. Dessa maneira, mais uma mazela seria eliminada da sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

O quadro “O Grito”, elaborado por Edva[…]

Eryka , Arnaildo ProfaJoelma Profajojo Pro[…]

Não é de hoje que o capitalismo inte[…]

Muito Obrigado

A Constituição Federal de 1988 prev&[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM