Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#38704
Ainda existe um tabu que impede e/ou atrapalha a discussão sobre doenças relacionadas ao ato sexual. O número de infectados cresce e estima-se que em 2030 70% das pessoas acima dos 60 anos terão contraído o vírus HIV. Esse aumento de infectados aumentou 103% na última década no Brasil e deixa claro a importância da discussão do perigo da transmissão de doenças no país.
Nas décadas finais do século XX a Aids era tratada como "a doença dos gays", o que gerou um desconforto ao longo das décadas e um déficit pela busca de conhecimento sobre o assunto. As transmissões das ISTs (Infecções sexualmente transmissíveis) ocorre de forma silenciosa assim como alguns de seus sintomas. A sífilis e a herpes genital se mantém assintomáticas por um período, por exemplo.
Ademais a falta de tratamento dessas infecções pode causar câncer, transmissão de HIV para o bebê na gestação, parto prematuro, má formação dentre outros riscos que podem ser evitados com o uso da camisinha, haja visto que o preservativo é a forma mais eficaz, barata e simples de proteção. No entanto segundo um levantamento da Gentis Panel, 52% dos brasileiros nunca ou raramente usam preservativos. Esse número é ainda maior entre idosos que viveram sem a cultura do preservativo durante boa parte da vida.
Por fim, são necessárias medidas de prevenção. O Estado por meio do Ministério da Educação deve capacitar professores e psicopedagogos por meio de treinamentos e cursos para que tenham conhecimento necessário sobre as ISTs . Esse conhecimento deve ser passado para crianças e adolescentes por meio da disciplina de educação sexual afim de levar informações sobre tal assunto e assim barrar o avanço das infecções a longo prazo, criando uma geração mais consiente e aberta a debates sobre esse e outros assuntos que ainda são tratados como tabus no século XXI, além de aumentar a expectativa e qualidade de vida.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Ashiley , obg

Sua nota ficou 800! Espero ter ajudado! ;)

Na obra "Utopia", do escritor inglê[…]

Segundo jean-paul Sartre "A violência, […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM