• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#78396
Para o filósofo Schopenhauer, os limites do conhecimento de um homem determinam sua visão de mundo. Semelhante à sua tese, a visão de mundo brasileira é, por vezes, delimitada erroneamente pela mídia, visto que tanto a carência de regulamentação das mídias sociais quanto a falta de cobrança social contra o jornalismo de baixa qualidade representam causas da má utilização desses meios. Logo, cabe discutir a questão.

Vale ressaltar, de início, a ausência de regulamentação das redes sociais como fator desse cenário. Nesse sentido, Durkheim afirma ser dever do Estado garantir o funcionamento correto da sociedade. Todavia, ao se omitir nessa problemática, o Estado permite a publicidade infantil — a qual ocorre no “YouTube”, por exemplo —, além de (segundo o escritor Jaron Lenier) manipulações ideológicas e comportamentais, promovidas por algoritmos constituintes dessas ferramentas, que alienam o usuário. Assim, a resolução de tal problemática deve passar pela instituição de mecanismos reguladores da mídia social.

Ademais, a falta de pressão dos brasileiros contra a baixa qualidade de alguns jornais é outro agravante. Sob essa ótica, a Constituição Federal de 1988 prevê o direito de manifestação política. Entretanto, ao não cobrar por conteúdos mais objetivos e úteis do âmbito jornalístico, parte da população se torna passiva perante as narrativas tristemente vazias e sensacionalistas de alguns programas policialescos veiculadas em meios, teoricamente, informativos. Sob essa perspectiva, mostra-se necessária a reivindicação dos brasileiros por um jornalismo melhor.

Portanto, o Poder Legislativo, aliado à sociedade, deve combater as causas da má utilização midiática ao, respectivamente, regulamentar as mídias sociais e reivindicar um jornalismo mais relevante. Nesse viés, as regulamentações devem proibir a publicidade infantil e o uso de dados pessoais por empresas em toda rede social utilizada no Brasil. Paralelamente, as reivindicações da sociedade devem ocorrer por meio de manifestações — organizadas com o auxílio de aplicativos mensageiros — e boicote a programas sensacionalistas, com o intuito de pressionar a mídia jornalística por melhorias. Assim, é possível que a visão de mundo brasileira supere seus limites alienantes.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

#78815
Olá @Jotaveh. Aqui está minha correção

1Desvio gramatical
2Desvio ortográfico
3Ausência ou emprego incorreto do sinal de pontuação
4Repetição de termo
5Ausência ou emprego incorreto do conectivo
6Substitua o termo/construção ou remova-o do texto
7Comentário


Para o filósofo 7Schopenhauer, os limites do conhecimento de um homem determinam sua visão de mundo. Semelhante à sua tese, a visão de mundo brasileira é, por vezes, delimitada erroneamente pela mídia, visto que tanto a carência de regulamentação das mídias sociais quanto a falta de cobrança social contra o jornalismo de baixa qualidade representam causas da má utilização desses meios. Logo, cabe discutir a questão.

➤ Ao citar um filósofo, é valido que você escreva seu nome conhecido (no caso, Arthur Schopenhauer) e especifique sua nacionalidade ou corrente de pensamento a que pertence
❯ Elementos da introdução ❮
Repertório sociocultural:
Contraste e pertinência com o tema:
Apresentação das teses:
Estrutura incompleta para redação ENEM


Vale ressaltar, de início, a ausência de regulamentação das redes sociais como fator desse cenário. Nesse sentido, 7Durkheim afirma ser dever do Estado garantir o funcionamento correto da sociedade. Todavia, ao se omitir nessa problemática, o Estado permite a publicidade infantil — a qual ocorre no “YouTube”, por exemplo —, além de (segundo o escritor Jaron Lenier) manipulações ideológicas e comportamentais, promovidas por algoritmos constituintes dessas ferramentas, que alienam o usuário. Assim, a resolução de tal problemática deve passar pela instituição de mecanismos reguladores da mídia social.

❯ Elementos do desenvolvimento ❮
Tópico frasal:
Contextualização:
Argumentação:
Finalização:
Estrutura adequada para redação ENEM


Ademais, a falta de pressão dos brasileiros contra a baixa qualidade de alguns jornais é outro agravante. Sob essa ótica, a Constituição Federal de 1988 prevê o direito de manifestação política. Entretanto, ao não cobrar por conteúdos mais objetivos e úteis do âmbito jornalístico, parte da população se torna passiva perante as narrativas tristemente vazias e sensacionalistas de alguns programas policialescos veiculadas em meios, teoricamente, informativos. Sob essa perspectiva, mostra-se necessária a reivindicação dos brasileiros por um jornalismo melhor.

❯ Elementos do desenvolvimento ❮
Tópico frasal:
Contextualização:
Argumentação:
Finalização:
Estrutura adequada para redação ENEM


Portanto, o Poder Legislativo, aliado à sociedade, deve combater as causas da má utilização midiática ao, respectivamente, regulamentar as mídias sociais e reivindicar um jornalismo mais relevante. Nesse viés, as regulamentações devem proibir a publicidade infantil e o uso de dados pessoais por empresas em toda rede social utilizada no Brasil. Paralelamente, as reivindicações da sociedade devem ocorrer por meio de manifestações — organizadas com o auxílio de aplicativos mensageiros — e boicote a programas sensacionalistas, com o intuito de pressionar a mídia jornalística por melhorias. Assim, é possível que a visão de mundo brasileira supere seus limites alienantes. 

❯ Elementos da conclusão ❮
Agente (quem fará?):
Ação (o que será feito?):
Meio/modo (como será feito?):
Finalidade (para quê será feito?):
Detalhamento (para algum dos citados):
Estrutura incompleta para redação ENEM

O uso do celular na sala de aula hoje em dia &eacu[…]

A questão do lixo no Brasil

O filme "Wall-e" se passa em uma socieda[…]

geoca PODE CORRIGIR MINHA RED PFVR?

Segundo a Constituição Federal de 19[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM