Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#47845
A ciência como libertação

Seja ao provocar rupturas sociais por meio de correntes filosóficas ou ao revolucionar os processos produtivos com novas tecnologias, a ciência mostrou, ao longo dos séculos, ter papel fundamental para a humanidade. Atualmente, em um mundo globalizado e caracterizado por seu dinamismo e pelas inovações constantes, pode-se notar a ação da ciência nos mais diversos lugares: na ascensão da internet, na mecanização do meio rural, nos avanços da medicina e da informática. No entanto, embora os frutos da pesquisa científica já tenham se provado vantajosos para a maioria dos que os usufruíram, ainda é comum que a ciência se encontre cada vez mais desvalorizada e ameaçada, principalmente, pela desinformação.

Um dos maiores problemas do avanço científico é o fato do mesmo não se apresentar de maneira uniforme ao redor do globo. Enquanto países como o Japão, que, como resultado do investimento em pesquisa, lucram ao exportar produtos altamente tecnológicos, muitas nações periféricas veem nas commodities e numa massa de trabalhadores braçais as bases de sua economia. Essa falta de incentivo à pesquisa científica muitas vezes se dá ao fato da mesma não apresentar lucros a tão curto prazo como outras áreas de investimento. Porém, em um mundo que se moderniza constantemente e onde cada vez mais atividades performadas por humanos estão sendo realizadas por máquinas ou por outras formas de tecnologia, o problema da desvalorização da ciência se mostra ainda mais urgente.

Por definirem o período atual como a era da pós-verdade, onde pessoas ou instituições se sentem cada vez mais livres para contestar assuntos anteriormente tidos como verdade absoluta, uma sociedade que não mostra comprometimento com a ciência sofrerá ainda mais os impactos de movimentos conspiracionistas como o terraplanismo e o antivacinismo. Além disso, valorizar e financiar o estudo científico contribui para a formação acadêmica e melhoria das qualidades de vida de muitas pessoas, impedindo que fenômenos como o da "fuga de cérebros" —onde pessoas com altos níveis de formação acadêmica seu país de origem em busca de melhores oportunidades de emprego— aconteçam e ajudando a uniformizar as relações de dependência entre países periféricos e potências econômicas.

Tanto no passado quanto na contemporaneidade, a ciência vem ajudando o homem a evoluir, criar, inovar e se reinventar continuamente. Por isso é preciso defender, celebrar e valorizar as instituições responsáveis pela organização de trabalhos de pesquisa, além de realizar reformas nos órgãos educacionais de maneira a democratizar o acesso à ciência e, assim, proporcionar maior desenvolvimento e prosperidade à sociedade.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

De acordo com o filósofo Pitágoras, […]

A importância da leitura

É importante destacar de início que […]

Lally EscreverOnline Logo BuscarNova redaç&[…]

Evasão escolar

É de conhecimento geral que, em nosso pa&i[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM