Página 1 de 1

O machismo na América Latina

Enviado: 22 Jun 2021 02:38
por xarthurr
Na sociedade, é comum vermos o desprezo ao sexo feminino nas grandes áreas sociais, e principalmente em locais de trabalho. O machismo é um ato de desrespeito a mulher cometido pelos homens que acontece com frequência na América Latina, com o intutito de colocar-se superior ao sexo oposto. Essa ação não apenas na América Latina, mas também no mundo inteiro, criando desigualdades sociais entre os gêneros.
O ato do machismo é praticado pelas pessoas do sexo masculino, por ter a intenção de criar uma rivalidade entre os dois genêros, impondo de que o sexo masculino tivesse maioridade. A prática desse ato acontece principalmente por não querer ver os avanços e as diversas conquistas das mulheres não apenas na sociedade, mas também em grandes cargos do sistema socioeconômico. Nos antepassados, a mulher não possuía o direito do livre-arbítrio, mas com o passar do tempo, aos poucos as mulheres foram ganhando espaço e voz na sociedade para o alcance dos seus direitos como cidadão. Com todas as repercussões, foi-se criado o movimento feminista que buscam por meio de pautas, palestras, manifestações em princípio a igualdade do homem e da mulher.
Pesquisas apontam que jovens entre 18 e 29 anos da América Latina exercem o papel do machismo no seu dia a dia, geralmente entre pessoas próximas ou até mesmo familiares. Dessa maneira, ocorre na vida cotidiana de algumas mulheres americanas latinas, os movimentos feministas procuram abrir portas para que as pessoas possam entender a luta que existe por trás de tudo isso, sendo na tentativa de levar as pessoas o verdadeiro valor que todos os seres humanos podem ter, manter a igualdade entre gênero, cor de pele, religião e entre outros fatos que não deviam ser uma prioridade para intitular melhor ou pior.
Portanto, a mulher sempre foi o ser mais injustiçado nesse continente, pois a sociedade sempre impôs padrões no que deveria fazer, ou deixar de fazer. Para que houvesse quebra de paradigmas desnecessários, seria preciso as pessoas estarem a disposição do diálogo, e a vontade de praticar o respeito.