• Avatar do usuário
#92462
A inclusão de jovens no mercado de trabalho é uma grande preocupação para adolescentes e adultos recém-formados. Sabemos que entrar para o mercado de trabalho nem sempre é um processo tranquilo. Com isso, ainda é preciso enfrentar inúmeros obstáculos para inserir o jovem no mercado de trabalho, do século XXI, marcado pelas profissões do futuro. As causas desse fenômeno social estão centradas na baixa escolaridade e na falta de experiência, cenário que precisa ser revertido.
Em primeira análise, a baixa escolaridade mostra-se um grande impasse para inserção dos jovens no mercado de trabalho, pois, isso resulta na falta de pessoas qualificadas para preencher a vaga de emprego. De acordo com o conceito do economista britânico Guy Standing, a palavra “Precariat” caracteriza uma classe em desenvolvimento, formada por um número crescente de pessoas que têm uma vida de insegurança, entram e saem de empregos que certificam pouco significado a suas existências. Portanto, é evidente que a baixa escolaridade é um grande desafio que os jovens enfrentam na busca de sua profissão futura.
Ademais, a falta de experiência é uma barreira para solucionar a problemática do jovem do século XXI e sua profissão do futuro, uma vez que a maioria das empresas tem essa exigência. O conceito da Indústria 4.0 mostra que o mercado de trabalho está caminhando cada vez mais rumo à eficiência, substituindo os trabalhadores por máquinas. A Quarta Revolução Industrial, marcada pela disputa entre os países mais desenvolvidos, tem como foco a produtividade e a eficiência no processo de produção. Desse modo, evidencia a falta de experiência como uma barreira para a solução do problema enfrentado pelos jovens que buscam a profissão do futuro.
Diante disso, sabemos que entrar para o mercado de trabalho nem sempre é um processo tranquilo. Portanto, cabe ao jovem pesquisar sobre a empresa, seu histórico e suas atividades atuais, realizar trabalho voluntário também é um ótimo jeito de adquirir experiência. A mídia pode conscientizar a população sobre a importância das escolas e como a baixa escolaridade afeta a vida dos jovens no futuro. Como disse o filósofo e sociólogo polonês Zygmunt Bauman: “Não é a crise que muda o mundo, mas a nossa resposta a ela”.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
1 Respostas 
1727 Exibições
por deboraal3
0 Respostas 
8766 Exibições
por marialeti19
1 Respostas 
735 Exibições
por Johann
0 Respostas 
484 Exibições
por MilaLucarely
0 Respostas 
10635 Exibições
por maryju
6 Respostas 
4687 Exibições
por Vfarias
0 Respostas 
282 Exibições
por lele21
1 Respostas 
325 Exibições
por Sofia14
2 Respostas 
1265 Exibições
por Sofia14
0 Respostas 
391 Exibições
por Gio7
A desregulação do mundo

Alberto Demenstein, em seu livro"O Cidad&[…]

Foi na Grécia antiga onde começou a […]

Compromisso do empreendedor

Educação Fiscal é conjunto el[…]

1 bez

Ola, tudo bem? Vou te dá uma breve corre&cc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM