• Avatar do usuário
#65585
O capitalismo estabeleceu em grande poder as máquinas na era da Revolução Industrial, momento histórico pelo qual houve a exaltação das máquinas e a desvalorização do trabalho humano. Nesse sentido, no que tange à questão de que homens não devem ser comparado a máquinas, percebe-se um grave problema, seja em virtude do desemprego, seja pelo desprezo ao ofício humano.

Em primeira análise, é fundamental apontar que grande número de desempregados soma como impulsionador da problemática. Nesse sentido, de acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no quarto trimestre do ano de 2020 somaram-se em torno de 13,9 milhões de desempregados. Sob essa ótica, constata-se que a falta de empregos mediados pela ocupação das máquinas tem se tornado maiores com os anos, pois o lucro se torna notório aos empresários fazendo com que não empreguem a humanidade. Desse modo, e essencial uma reforma no cenário atual para o encerramento do problema.

Além disso, vale ressaltar que o dilema é corroborado pela ausência da valorização das ações humanas. Com isso, segundo Nara Núbia Alencar Queiroz, "Pessoas não vão valorizar o seu trabalho e não reconhecerão o seu valor. Seguindo essa linha de pensamento, observa-se que o valor do trabalho humanitário não é exercido em sociedade causando a insuficiência dos humanos comparando-os as máquinas, sendo perceptível que está comparação não tem fundamento, já que elas são comandadas por pessoas. Dessa forma, é inadmissível que essa situação perdure.

Portanto, é necessária a urgência de ações interventivas com fito de amenizar à questão. Logo, cabe ao Estado promover palestras por meio das instituições e lugares públicos, tais palestras terão como objetivo mostrar os índices de desemprego e que humanos não devem ser comparados a máquinas. A fim de que, seja possível construir um país em que o valor do trabalho humano possa existir.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

JoaoPedro72 , qual dica você me daria para[…]

Sua redação ficou muito boa, mas pec[…]

Seu texto ficou muito bom, mas busque entender sob[…]

1-poucos erros gramaticais, você escreve b[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM