• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por raquellk5
#66647
Ao analisarmos o filme “Estrelas Além do Tempo”, vemos o papel importante de uma equipe de cientistas da NASA, formada somente por mulheres afro-americanas na descoberta de um elemento crucial na equação para a vitória dos Estados Unidos na corrida espacial, tornando-as heroínas da nação. Fora dos filmes, o papel da mulher na ciência ainda é visto como algo invisível e decorrente disso entende-se a urgência para solucionar a questão, entretanto o preconceito contra a mulher e a falta de representatividade em campos científicos ainda é um fator alarmante e atual.

A princípio, deve-se lembrar que a mulher sempre recebeu preconceito e machismo de uma sociedade que, ainda hoje, insiste em outorgar o lugar a qual elas devem permanecer. Para Moema de Castro, pesquisadora em relações de gênero, trabalho e família, as mulheres que atuam na ciência tendem a encarar um bloqueio, que impede que elas alcancem cargos de poder, resultando assim, na permanência da figura masculina nestas posições. As mulheres começaram a lutar por direitos iguais e mais oportunidades no século XIX, com a busca do direito ao voto, todavia, no atual século XXI, nas grandes democracias o poder situa-se no masculino. A frase do escritor Oscar Wilde "A insatisfação é o primeiro passo para o progresso de um homem ou uma nação", descreve a luta, principalmente das mulheres, pelo triunfo da igualdade de direitos, pois muitas delas são submetidas a injustiças, como no caso da química britânica Rosalind Franklin, que contribuiu para o entendimento das estruturas moleculares do ‘DNA’ e ‘RNA’, tendo seu trabalho roubado por colegas apenas por ser mulher.

Paralelamente ao descaso com a Rosalind Franklin, outro fator relacionado a não visibilidade das mulheres na ciência é a falta de representatividade. Portanto, contribui para a diminuição de aprovação feminina nesse cenário, conforme o Censo da Educação Superior, mulheres representam 60% das pessoas que concluíram cursos superiores no Brasil em 2015, porém em áreas relacionadas à ciência, esse número cai para 41%. Normalmente, nomes de cientistas homens como Albert Einstein e Stephen Hawking são bastante conhecidos, contudo, nomes femininos como Ada Lovelace, matemática responsável por escrever o primeiro algoritmo a ser processado em máquina, e Bertha Lutz, primeira pesquisadora do Brasil precisam ser comuns, pois contribuem para projetos como o “Meninas Super Cientistas" que foi criado no departamento de matemática da Unicamp, com o objetivo de motivar meninas do ensino fundamental II de escolas públicas e particulares de seguirem carreira em áreas científicas.

De acordo com os argumentos apresentados, é necessário um ajuste para resolver o impasse. ONGs podem realizar palestras com o objetivo de aumentar a participação feminina na ciência, o governo pode disponibilizar espaços na comunidade referente a esse estudo, escolas podem adotar oficinas educativas que contribuem para a radicação das áreas científicas, a criação de ‘hashtags’ nas redes sociais para orientar, já que a mídia como grande influência exerce grande impacto. Prestar apoio e incentivo a jovens mulheres que demonstram interesse em se tornarem cientistas, é fundamental para assim, existir uma diversidade na ciência.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Aqui está a minha análise da sua r[…]

Ficou espetacular! :) Muito obrigado!!

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM