Avatar do usuário
Por caixarosa
Quantidade de postagens
#118353
Os anos 80 ficaram marcados pela disseminação de um vírus que ainda sofre forte estigma: o HIV. Também contraído através de relações sexuais sem proteção, o vírus ficou fortemente associado à população LGBTQIA+, devido às informações preconceituosas e sensacionalistas compartilhadas pela mídia brasileira, que chegou a chamá-lo de "peste gay". Entretanto, sabemos que contrair uma doença sexualmente transmissível não está vinculado à orientação sexual do indivíduo, mas uma parcela da população brasileira continua sofrendo preconceito, reforçado pela LGBTQIA+fobia e pela ignorância em relação ao vírus.

O médico infectologista Dráuzio Varella foi um dos primeiros a compreender o vírus HIV no Brasil. No período em que a epidemia se alastrava, ele também cuidava dos detentos do Carandiru, que morriam em grande número, e argumenta que pouco se conhecia sobre a doença, o que intensificava o desespero dos detentos e da sociedade em geral. No clima de pânico, moralistas e sensacionalistas construíram uma narrativa de que a doença seria a tão chamada "peste gay" e ao longo dos anos, o estigma não se desfez. Pelo contrário, intensificou-se, especialmente com a publicação da revista Veja, cuja foto estampava o rosto cadavérico de Cazuza, um dos principais cantores da época.

Embora a ideia de contrair HIV não seja mais uma "sentença de morte", para muitas pessoas, aqueles que convivem com o vírus são vistos como desleixados, sujos, etc. Por essa razão, é necessário que o Ministério da Educação e o Ministério da Saúde criem, em parceria, um projeto nacional que inclua aulas de educação sexual no currículo básico da educação, com o objetivo de compartilhar informações verídicas sobre o HIV e outras DSTs. Além disso, é necessário implementar esse mesmo programa em Unidades Básicas de Saúde (UBS), afinal, todas as faixas etárias devem compreender melhor o assunto. Dessa forma, compartilhar informações é o caminho para mudar o comportamento do brasileiro em relação àqueles que vivem com HIV.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula de forma mediana as partes do texto com inadequações ou alguns desvios e apresenta repertório pouco diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
128 Exibições
por Katia16383
0 Respostas 
90 Exibições
por gabyyz
0 Respostas 
64 Exibições
por aluno12com
0 Respostas 
67 Exibições
por TaylanF
1 Respostas 
106 Exibições
por GeovanaAnt
0 Respostas 
171 Exibições
por Samyy
6 Respostas 
237 Exibições
por samarano6584
0 Respostas 
52 Exibições
por ANDREBRITO3
1 Respostas 
549 Exibições
por baja
2 Respostas 
239 Exibições
por Evely190301
Apenas Teoria

- Repetição de palavras/artigos mais[…]

Trabalho Infantil

- Introdução, desenvolvimentos e con[…]

Excelente argumentação, e tenta enc[…]

Palavras/artigos repetidos durante a redaç[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM