Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#53228
O livro "Os sofrimentos do Jovem Werther", do escritor Goethe, apresenta um protagonista depressivo e pessimista em relação a um amor idealizado em sua vida, fato o qual, contribuiu para o agravamento de seu estado psicológico. Entretanto, mesmo diante dessa situação, a sociedade da obra apenas agiu na tentativa de reverter esse cenário quando Werther já estava sem vida e decidido a aliviar seus sofrimentos através da morte. De maneira análoga, no Brasil, percebe-se situação semelhante visto que o combate ao estigma associado às doenças mentais está distante da realidade e , consequentemente, muitos indivíduos estão fadados ao destino da obra. Uma vez que, a inferiorização causada pelos estigmas sociais aliada a sua disseminação são as causas na perpetuação desse entrave caso não haja mudanças.


Em primeiro lugar, o preconceito em relação à saúde mental causa a sensação de inferioridade nos indivíduos, fato que agrava sua condição mental. Nessa perspectiva, segundo o sociólogo francês Erving Goffman, em sua teoria de rotulação social, defende a ideia de que a fuga em relação aos padrões sociais é uma razão para o distanciamento entre grupos humanos devido à inferiorização gerada sobre o diferente. Sendo assim, muitas pessoas com problemas de saúde mental são estigmatizadas com uma sensação de fraqueza e incapacidade de viverem uma vida disseminada como ideal baseada na felicidade plena e por isso são afastadas. Nesse sentido, consequentemente através da exclusão e preconceito social, os portadores de uma saúde mental pessimista e deficitária não têm a possibilidade de se relacionarem com outros indivíduos, por meio do diálogo e respeito, de modo a reverter esse sentimento perante a busca de seu bem estar individual. Logo, sem o acesso à ajuda humana, o vigor mental dessas pessoas é ainda mais agravado por se sentirem indignas de uma vida padronizada pela sociedade e sozinhas como Werther estava. Assim, esse é um motivo fundamental acerca da causa.



Ademais, a disseminação e a impunidade relacionadas como comprometedoras de um boa saúde mental auxiliam na perpetuação de estigmas. Sob este viés, segundo a socióloga alemã Hannah Arendt, a frequência de atitudes maléficas aliada à indiferença quanto a elas, acabam por consolidas um sentimento de banalidade e naturalidade em relação a práticas prejudiciais. Nesse sentido, é fato que muitos indivíduos com problemas de saúde mental são o destino de comentários superficiais e alienados quanto a real gravidade de sua situação, os quais transgridem o bem estar individual. Porém, na maioria das vezes, essas práticas não são devidamente punidas ou impedidas pela sociedade através da reeducação dos praticantes, fato o qual colabora para a perpetuação dessas atitudes degenerativas como algo cotidiano ou normal. Assim, sem esse controle, a saúde mental humana está fadada a sua destruição em relação a comportamentos inconvenientes disseminados naturalmente quanto ao estigma social a respeito do tema.


Depreende-se, portanto, a necessidade de medidas de intervenção para reverter as práticas quanto a rotulação social. Por isso, cabe ao Ministério da Educação aliado às instituições escolares, a criação de um projeto de nome "A saúde mental não é brincadeira", o qual, por meio de relatos de indivíduos acometidos pelo problema e aulas sobre um bom gerenciamento da mente, consiga disseminar um conhecimento mais aprofundado do tema a fim de evitar e impedir a ocorrência de atitudes inconvenientes e sensibilizar a população quanto ao reconhecimento dessa difícil situação. Somente assim, jovens como Werther poderão ser ajudados pela sociedade e relativizados como capazes de atingirem a felicidade mental, mesmo que estejam vivenciando momentos complicados em suas vidas.


Sim, essa redação tem 30 linhas kkk e sim esse foi o rascunho e assim algumas coisas podem estar diferentes da redação oficial porém quis postar aqui só pra saber se não vou zerar kkk(DESESPEROOOOO)
Mas enfim, @Ashiley , @HugoIPPO e @Jeniffeeee poderiam dar uma [email protected]
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#53233
@wagner123

O livro "Os sofrimentos do Jovem Werther", do escritor Goethe, apresenta um protagonista depressivo e pessimista em relação a um amor idealizado em sua vida, fato o qual, contribuiu para o agravamento de seu estado psicológico. Entretanto, mesmo diante dessa situação, a sociedade da obra apenas agiu na tentativa de reverter esse cenário quando Werther já estava sem vida e decidido a aliviar seus sofrimentos através da morte. De maneira análoga, no Brasil, percebe-se situação semelhante visto que o combate ao estigma associado às doenças mentais está distante da realidade e , consequentemente, muitos indivíduos estão fadados ao destino da obra. (Aqui parece que houve um truncamento) Uma vez que, a inferiorização causada pelos estigmas sociais aliada a sua disseminação são as causas na perpetuação desse entrave caso não haja mudanças (Expressão desnecessária, pois havendo mudanças ou não, é de se esperar que já que essas são as causas apontadas por você, elas independem da resolução do problema).
Introdução muito boa, contém repertório bem relacionado ao tema, problematização inserindo a temática na sociedade e uma tese explícita citando seus argumentos. No entanto, atente-se as duas observações feitas anteriormente!

Em primeiro lugar, o preconceito em relação à saúde mental causa a sensação de inferioridade nos indivíduos, fato que agrava sua condição mental. Nessa perspectiva, segundo o sociólogo francês Erving Goffman, em sua teoria de rotulação social, defende a ideia de que a fuga em relação aos padrões sociais é uma razão para o distanciamento entre grupos humanos devido à inferiorização gerada sobre o diferente. Sendo assim, muitas pessoas com problemas de saúde mental são estigmatizadas com uma sensação de fraqueza e incapacidade de viverem uma vida disseminada como ideal baseada na felicidade plena e por isso são afastadas. Nesse sentido, consequentemente através da exclusão e preconceito social, os portadores de uma saúde mental pessimista e deficitária não têm a possibilidade de se relacionarem com outros indivíduos, por meio do diálogo e respeito, de modo a reverter esse sentimento perante a busca de seu bem estar individual. Logo, sem o acesso à ajuda humana, o vigor mental dessas pessoas é ainda mais agravado por se sentirem indignas de uma vida padronizada pela sociedade e sozinhas como Werther estava. Assim, esse é um motivo fundamental acerca da causa.
Muito bom, boa argumentação, organização, uso de conectivos e escolha de repertório.

Ademais, a disseminação e a impunidade relacionadas como comprometedoras de um uma boa saúde mental auxiliam na perpetuação de estigmas. Sob este viés, segundo (Já usou "segundo" no desenvolvimento 1, então seria legal um "de acordo com" ou "conforme") a socióloga alemã Hannah Arendt, a frequência de atitudes maléficas aliada à indiferença quanto a elas, acabam por consolidas um sentimento de banalidade e naturalidade em relação a práticas prejudiciais. Nesse sentido (Não repita conectivos, você já havia usado "nesse sentido" no primeiro desenvolvimento), é fato que muitos indivíduos com problemas de saúde mental são o destino de comentários superficiais e alienados quanto a real gravidade de sua situação, os quais transgridem o bem estar individual. Porém, na maioria das vezes, essas práticas não são devidamente punidas ou impedidas pela sociedade através da reeducação dos praticantes, fato o qual colabora para a perpetuação dessas atitudes degenerativas como algo cotidiano ou normal. Assim, sem esse controle, a saúde mental humana está fadada a sua destruição em relação a comportamentos inconvenientes disseminados naturalmente quanto ao estigma social a respeito do tema.
Digo o mesmo do parágrafo anterior, muito bom. Porém, atente-se as observações feitas!

Depreende-se, portanto, a necessidade de medidas de intervenção para reverter as práticas quanto a rotulação social. Por isso, cabe ao Ministério da Educação aliado às instituições escolares (agente), a criação de um projeto de nome "A saúde mental não é brincadeira" (ação), o qual, por meio de relatos de indivíduos acometidos pelo problema e aulas sobre um bom gerenciamento da mente, consiga disseminar um conhecimento mais aprofundado do tema (meio/modo) (Aqui deveria haver uma vírgula) a fim de evitar e impedir a ocorrência de atitudes inconvenientes e sensibilizar a população quanto ao reconhecimento dessa difícil situação (efeito/finalidade). Somente assim, jovens como Werther poderão ser ajudados pela sociedade e relativizados como capazes de atingirem a felicidade mental, mesmo que estejam vivenciando momentos complicados em suas vidas.
Não vi um detalhamento evidente, a menos que ele esteja englobado ao meio/modo.

Arrasou no texto, parabéns. 900+ provavelmente!
#53235
Tenho que admitir que nessa redação dei uma vacilada em coisas que antes não eram o problema principalmente quanto a repetição de conectivos e palavras e também fiquei um pouco inseguro em relação a abordagem pois não sabia se de alguma forma estava tangenciando o tema nos meus parágrafos. Mas uma coisa, o que seria [email protected] isso é algo recorrente em minhas redações pela mania que eu tenho de escrever "Uma vez que" depois do ponto final kkkkk e também qual seria uma substituição mais [email protected]

E outra coisa, ao detalhar o nome do projeto e a finalidade mais abrangente deste não seria enquadrado como [email protected] olha que eu já vi redações que usaram o clássico "principal órgão do Estado" e conseguiram uma nota 200 kk. Eu sempre fico perdidinho quanto a isso nunca sei o que é preciso colocar em um detalhamento kkk.

AHHH e você conseguiu fazer o Enem no dia [email protected] Fiquei pensando muito nisso e não pude deixar de perguntar . E se sim, como foi a experiê[email protected] . Para mim, o meu primeiro Enem não foi algo muito legal principalmente pelas 5h30 dentro de uma sala + a pressão que o tempo faz em nós, sinceramente, nada legal kkk. Mas, infelizmente, temos que aprender a gostar kkk

E mais uma vez, obrigado pela correção e eu espero que Deus te ouça e eu consiga tirar 900+ nessa redação kkkk
#53248
wagner123 escreveu:Tenho que admitir que nessa redação dei uma vacilada em coisas que antes não eram o problema principalmente quanto a repetição de conectivos e palavras e também fiquei um pouco inseguro em relação a abordagem pois não sabia se de alguma forma estava tangenciando o tema nos meus parágrafos. Mas uma coisa, o que seria [email protected] isso é algo recorrente em minhas redações pela mania que eu tenho de escrever "Uma vez que" depois do ponto final kkkkk e também qual seria uma substituição mais [email protected]

E outra coisa, ao detalhar o nome do projeto e a finalidade mais abrangente deste não seria enquadrado como [email protected] olha que eu já vi redações que usaram o clássico "principal órgão do Estado" e conseguiram uma nota 200 kk. Eu sempre fico perdidinho quanto a isso nunca sei o que é preciso colocar em um detalhamento kkk.

AHHH e você conseguiu fazer o Enem no dia [email protected] Fiquei pensando muito nisso e não pude deixar de perguntar . E se sim, como foi a experiê[email protected] . Para mim, o meu primeiro Enem não foi algo muito legal principalmente pelas 5h30 dentro de uma sala + a pressão que o tempo faz em nós, sinceramente, nada legal kkk. Mas, infelizmente, temos que aprender a gostar kkk

E mais uma vez, obrigado pela correção e eu espero que Deus te ouça e eu consiga tirar 900+ nessa redação kkkk
1) Truncamento é uma falha de estrutura sintática que te prejudica na competência 1. Acontece quando você coloca um ponto indevidamente, interrompendo a progressão do trecho. No lugar desse ponto, deveria ser uma vírgula, entende? As vezes ocorre também o oposto, ou seja, a chamada justaposição que é o uso indevido de vírgula onde deveria haver um ponto, o que faz com que uma ideia não seja terminada antes de iniciar outra.
2) O detalhamento é uma informação a mais sobre qualquer um dos quatro elementos. Geralmente as pessoas detalham o agente ou a ação por serem mais fáceis de identificar. Não sei ao certo se houve detalhamento na sua proposta ou não, vamos esperar até março kkk.
3) Sim, consegui fazer, graças a Deus aceitaram meu RG kkk. A experiência que tive foi de dor nas costas intensa pelo fato de ficar sentada muito tempo, pressão pelo tempo e muito cansaço físico e mental. Mas é isso, 2° dia tá vindo, boa sorte pra nós! :D
#53250
Ahhh sim kk agora entendi melhor esses conceitos e vou tentar aplicá-los na minha redação pra acabar com esse vício de "uma vez que" kkk
Sobre o detalhamento, de acordo com sua explicação, está presente pq o nome do projeto seria o detalhamento da ação não é@
Ainda bem :mrgreen: :lol: apesar de não muito agradável é uma experiência única e importantíssima quanto a preparação para o que nos espera, sinceramente, estou muito feliz por você e tenho certeza que sua nota de redação vai ser top-100 do Brasil kk.

e por fim ,mais uma vez, obrigado pela correção e pela explicação dos termos. E assim que venha o segundo dia huahauhauahuauahuh to brincando rsrs

é isso ;)

A Constituição Federal de 1988, docu[…]

Aumento da mortalidade infantil

Obrigada! ;) :lol:

A constituição federal de 1988, docu[…]

A série " Bridgerton ", sucesso d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM