• Avatar do usuário
#81218
A Constituição Federal brasileira, prevê que todo cidadão participante desta sociedade, usufruía do direito a saúde gratuita. Todavia, tal direito não se encontra presente em nossa sociedade, visando o atual contexto. Sendo assim, é possível afirmar que o estigma relacionado às doenças mentais no Brasil, ocorre infelizmente devido não só a precariedade de tratamento em hospitais públicos, mas também a desinformação populacional sobre o assunto.
Antes de tudo, a precariedade do tratamento psiquiátrico encontrado nos hospitais públicos, é um problema. Segundo os dados da organização Mundial de Saúde (OMS), às doenças mentais afetam uma em cada vinte pessoas no Brasil. Por certo, nem todos atingidos por tais doenças, recebe o devido tratamento. Isso porque, os hospitais públicos não realizam um combate eficiente a essas doenças, devido à falta de recursos financeiros e científicos, e o pouco investimento governamental nesse setor público. Tal empasse, acarreta sérios danos sociais, uma vez que a escassez desse cuidado médico, pode evoluir o quadro clinico do paciente á morte.
Ademais, a desinformação populacional sobre o assunto, se qualifica como um obstáculo para os brasileiros. No ano de 2017, o Brasil foi classificado em primeiro lugar, como sendo o país mais depressivo no ranking de países da América Latina. Esse aspecto, tem relação com a inexistência de conhecimento de como as doenças mentais, podem iniciarem e se desenvolverem. Sendo assim, fica evidente que o estigma para com essas doenças mentais, seja um problema que, favorece o alastramento de tal em nossa sociedade.
Dado o exposto, faz se indispensável atitudes que modifique a conjuntura atual. Logo, é de cunho governamental rever juntamente com o Ministério da Economia, a verba destinada aos hospitais para o estudo e ainda cuidado de doenças mentais, e alterar esse contexto para que, o combate à essas doenças se tornem eficaz. É indispensável ainda, que a Secretaria de comunicação social, crie campanhas e palestras sobre como se dá as doenças mentais e como tais podem, e devem ser combatidas. Assim, ressalta-se a relevância de resolver a problemática no momento atual, pois, como defender o Martin Luther King: “Toda hora é hora de fazer o que é certo”.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Anna1 xIsabellasz vingrid KarllaViit Pe[…]

se puderem corrigir essa redação, fi[…]

Parabéns amiga! :)

O quadro expressionista "O grito" do pin[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM