• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#80958
Promulgada em 1988, a Constituição Federal vigente assegura direitos fundamentais para a vida digna de seus cidadãos. Entretanto, o estigma associado às doenças mentais, rompe essa harmonia. Desse modo, para mediar a problemática, a negligência governamental e a mentalidade social serão abordadas.
É preciso pontuar antes de tudo, as falhas estatais. Nessa conjuntura, John Rawis, na teoria do Pacto Social, enfatizou o Estado como mantenedor do bem- estar coletivo. Contudo, os impactos do estigma atrelado às doenças mentais divergem esse pensamento,uma vez que o governo tupiniquim parece não se preocupar, tendo em vista que, Segundo a OMS( Organização Mundial da Saúde), o Brasil é o país com maior número de pessoas depressivas da América Latina, mesmo diante disso, o Estado se mostra omisso, haja vista que grande parte das pessoas portadoras transtornos mentais não são amparadas com tratamentos psicológicos eficazes de forma gratuita por falta de investimentos. Em suma, enquanto a causa ampliar a adversidade, esse tema afligirá o País.
Ademais, convém destacar o comportamento coletivo. De acordo com Émile Durkein, um problema social deve ser analisado de maneira crítica. Porém, no contexto atual, a falta de reflexão sobre as doenças mentais contrapõe esse a tese do sociólogo e, com efeito, intensifica o número de pessoas com ansiedade e transtorno bipolar, por exemplo, posto que muitas pessoas, por falta de conhecimento sobre o revés, jugam-o como "frescura", dificultando a procura por ajuda profissional. Assim, é preciso intervenções para que a intolerável questão seja modificada .
Portanto, medidas são necessárias para resolver esse impasse. Logo, a mídia- instrumento de grande abrangência- por intermédio de programas televisivos, irá discutir o assunto com psicólogos, com o objetivo de mostrar as reais consequências dos imbróglio, apresentar visão crítica e orientar os espectadores a respeito da vicissitude. Essa medida ocorrerá por meio da elaboração de um projeto estatal, em parceria com o Ministério das comunicações. Feito isso, a sociedade local terá uma vida digna como prevê a Carta Magna.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#80966
Carolinaaa20 escreveu:Promulgada em 1988, a Constituição Federal vigente assegura direitos fundamentais para a vida digna de seus cidadãos. Entretanto, o estigma associado às doenças mentais, rompe essa harmonia. Desse modo, para mediar a problemática, a negligência governamental e a mentalidade social serão abordadas.
É preciso pontuar antes de tudo, as falhas estatais. Nessa conjuntura, John Rawis, na teoria do Pacto Social, enfatizou o Estado como mantenedor do bem- estar coletivo. Contudo, os impactos do estigma atrelado às doenças mentais divergem esse pensamento,uma vez que o governo tupiniquim parece não se preocupar, tendo em vista que, Segundo a OMS( Organização Mundial da Saúde), o Brasil é o país com maior número de pessoas depressivas da América Latina, mesmo diante disso, o Estado se mostra omisso, haja vista que grande parte das pessoas portadoras transtornos mentais não são amparadas com tratamentos psicológicos eficazes de forma gratuita por falta de investimentos. Em suma, enquanto a causa ampliar a adversidade, esse tema afligirá o País.
Ademais, convém destacar o comportamento coletivo. De acordo com Émile Durkein, um problema social deve ser analisado de maneira crítica. Porém, no contexto atual, a falta de reflexão sobre as doenças mentais contrapõe esse a tese do sociólogo e, com efeito, intensifica o número de pessoas com ansiedade e transtorno bipolar, por exemplo, posto que muitas pessoas, por falta de conhecimento sobre o revés, jugam-o como "frescura", dificultando a procura por ajuda profissional. Assim, é preciso intervenções para que a intolerável questão seja modificada .
Portanto, medidas são necessárias para resolver esse impasse. Logo, a mídia- instrumento de grande abrangência- por intermédio de programas televisivos, irá discutir o assunto com psicólogos, com o objetivo de mostrar as reais consequências do imbróglio, apresentar visão crítica e orientar os espectadores a respeito da vicissitude. Essa medida ocorrerá por meio da elaboração de um projeto estatal, em parceria com o Ministério das comunicações. Feito isso, a sociedade local terá uma vida digna como prevê a Carta Magna.
#80979
oie, tudo bem?
só estou aqui pra da minha opinião clara sobe sua redação espero ajudar de alguma maneira a melhora! ok?
NÃO SOU NENHUM CORETOR DE REDAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!
eu li sua redação, tem um bom conteúdo , porém acho que vc deveria organizar melhor sua redação. a introdução esta muito curta e não defende ideia, não dá vontade de termina de ler sua redação. a introdução poderia esta mais estrutura com ARGUMENTOS, TESE E PARA MIM O PRINCIPAL, DEFINI UM PROBLEMA vc não deixo claro na introdução! AH sobre o contrato social, que vc citou como pacto social que teve essa ideia foi JOHN LOCKE! enfim ela pode melhorar MUITO em questão de clareza e estrutura , parece que vc só jogou conteúdos em um texto NOTA: 300/1000.
#80990
"
Carolinaaa20 escreveu: oie, tudo bem?
só estou aqui pra da minha opinião clara sobe sua redação espero ajudar de alguma maneira a melhora! ok?
NÃO SOU NENHUM CORETOR DE REDAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!
eu li sua redação, tem um bom conteúdo , porém acho que vc deveria organizar melhor sua redação. a introdução esta muito curta e não defende ideia, não dá vontade de termina de ler sua redação. a introdução poderia esta mais estrutura com ARGUMENTOS, TESE E PARA MIM O PRINCIPAL, DEFINI UM PROBLEMA vc não deixo claro na introdução! AH sobre o contrato social, que vc citou como pacto social que teve essa ideia foi JOHN LOCKE! enfim ela pode melhorar MUITO em questão de clareza e estrutura , parece que vc só jogou conteúdos em um texto NOTA: 300/1000.
#81167
Promulgada em 1988, a Constituição Federal vigente assegura direitos fundamentais para a vida digna de seus cidadãos. Entretanto, o estigma associado às doenças mentais no Brasil[/size], [vírgula indevida, não se separa sujeito de verbo ]rompe essa harmonia. Desse modo, para mediar a problemática, a negligência governamental e a mentalidade social serão abordadas.
Repertório + Relação + Tese

É preciso pontuar antes de tudo, as falhas estatais. Nessa conjuntura, John Rawis, na teoria do Pacto Social, enfatizou o Estado como mantenedor do bem- estar coletivo. Contudo, os impactos do estigma atrelado às doenças mentais divergem esse pensamento,uma vez que o governo tupiniquim parece não se preocupar, tendo em vista que, Segundo a OMS( Organização Mundial da Saúde), o Brasil é o país com maior número de pessoas depressivas da América Latina, [aqui deveria ter um ponto final] [após o ponto final você deveria ter posto as consequências, ao invés disso, você repetiu uma informação] mesmo diante disso, o Estado se mostra omisso, haja vista que [só tiraria essa parte e colocaria um conectivo de consequência] Por conseguinte, grande parte das pessoas portadoras transtornos mentais não são amparadas com tratamentos psicológicos eficazes de forma gratuita por falta de investimentos. Em suma, enquanto a causa ampliar a adversidade, esse tema afligirá o País.
TF + Repertório + Relação + Consequências + Conclusão


Ademais, convém destacar o comportamento coletivo. [Conectivo?] De acordo com Émile Durkein, um problema social deve ser analisado de maneira crítica. Porém, no contexto atual, a falta de reflexão sobre as doenças mentais contrapõe esse a tese do sociólogo e, com efeito, intensifica o número de pessoas com ansiedade e transtorno bipolar, por exemplo, [remova isso] posto que muitas pessoas, por falta de conhecimento sobre o revés, jugam-o como "frescura", dificultando a procura por ajuda profissional. Assim, é preciso intervenções para que a intolerável questão seja modificada .
TF + Repertório + Relação + Consequências + Conclusão

Portanto, medidas são necessárias para resolver esse impasse. Logo, a mídia- instrumento de grande abrangência- [faltou vírgula] por intermédio de programas televisivos, irá discutir o assunto com psicólogos, com o objetivo de mostrar as reais consequências dos imbróglio, apresentar visão crítica e orientar os espectadores a respeito da vicissitude. Essa medida ocorrerá por meio da elaboração de um projeto estatal, em parceria com o Ministério das comunicações. Feito isso, a sociedade local terá uma vida digna como prevê a Carta Magna.

Retomada + Agente + Ação + Meio/Modo + Finalidade + detalhamento+ idealização
Redação ENEM 2021

chicao KarllaViit EuDavila Eumesmaoxi Ped[…]

Olá, alguém poderia corrigir? 😊 @An[…]

Na novela Avenida Brasil, é visto um exempl[…]

Você poderia dar uma nota para minha reda&cc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM