• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#65100
Na Idade Média, o estigma associado às doenças mentais era recorrente. Nesse sentido, a Igreja Católica, instituição predominante daquele período, associava os distúrbios mentais ao pecado e à bruxaria, e, durante a Inquisição, ordenou a perseguição dos indivíduos acometidos por tais doenças. No cenário atual, apesar de ser considerado um problema de saúde pública, esse preconceito persiste, e, devido à competição excessiva no mercado de trabalho e à influência negativa da internet para a juventude, o combate desse problema encontra-se prejudicado. Sendo assim, é pertinente a tomada de ações que visam amenizar esse impasse.
Em primeiro lugar, a competição excessiva pelo sucesso no mercado de trabalho tem papel importante na manutenção do problema. Segundo a teoria da "sociedade do desempenho", proposta pelo teórico Byung -Chul Han, a busca pelo sucesso profissional na sociedade contemporânea provoca um quadro de cansaço coletivo, pois, para alcançar esse objetivo, diversos indivíduos submetem-se a rotinas estressantes e exaustivas de trabalho. Ademais, devido à procura por profissionais qualificados para a utilização dos aparatos tecnológicos nas grandes empresas atuais, o mercado de trabalho tornou-se excludente, colaborando para o crescimento dos índices de transtornos mentais no Brasil. Assim, devido a esse aumento, muitas pessoas desacreditam daqueles que são acometidos por doenças como depressão e como a ansiedade.
Em segundo lugar, vale ressaltar que a influência negativa da mídia para os jovens colabora para a perpetuação do problema. O Instagram, por exemplo, é considerado a rede social mais nociva à saúde mental, de acordo com uma pesquisa divulgada pela Instituição de Saúde Pública do Reino Unido. Isso se deve ao conteúdo veiculado ao público juvenil. Nesse contexto, o documentário " O dilema das redes", demonstra esse impasse, uma vez que, devido à imaturidade, os jovens sentem-se inferiorizados no aspecto psico-corporal, ao compararem suas vidas com aquelas divilgadas por essa rede virtual, o que colabora ao acometimento de transtornos mentais.
Logo, para amenizar os impasses modernos, cabe ao Governo Federal, por meio de subsídios empresariais, combater o preconceito relacionado às doenças mentais. Assim, faz-se necessária a utilização do dinheiro arrecadado para a promoção de campanhas educativas, que visam conscientizar a população acerca da importância do combate ao estigma associado às doenças mentais no Brasil, além de demonstrarem os impactos negativos da competição mercadológica excessiva e da comparação psico-corporal nas redes virtuais. Com essas medidas, esse problema social será amenizado, em longo prazo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#65115
Na Idade Média, o estigma associado às doenças mentais era recorrente. Nesse sentido, a Igreja Católica, instituição predominante daquele período, associava os distúrbios mentais ao pecado e à bruxaria, e, durante a Inquisição, ordenou a perseguição dos indivíduos acometidos por tais doenças. No cenário atual, apesar de ser considerado um problema de saúde pública, esse preconceito persiste, e, devido à competição excessiva no mercado de trabalho e à influência negativa da internet para a juventude, o combate desse problema encontra-se prejudicado. Sendo assim, é pertinente a tomada de ações que visam amenizar esse impasse.

Em primeiro lugar, a competição excessiva pelo sucesso no mercado de trabalho tem papel importante na manutenção do problema. Segundo a teoria da "sociedade do desempenho", proposta pelo teórico Byung -Chul Han, a busca pelo sucesso profissional na sociedade contemporânea provoca um quadro de cansaço coletivo, pois, para alcançar esse objetivo, diversos indivíduos submetem-se a rotinas estressantes e exaustivas de trabalho. Ademais, devido à procura por profissionais qualificados para a utilização dos aparatos tecnológicos nas grandes empresas atuais, o mercado de trabalho tornou-se excludente, colaborando para o crescimento dos índices de transtornos mentais no Brasil. Assim, devido a esse aumento, muitas pessoas desacreditam daqueles que são acometidos por doenças como depressão e como a ansiedade.

Em segundo lugar, vale ressaltar que a influência negativa da mídia para os jovens colabora para a perpetuação do problema. [faltou conectivo] O Instagram, por exemplo, é considerado a rede social mais nociva à saúde mental, de acordo com uma pesquisa divulgada pela Instituição de Saúde Pública do Reino Unido. Isso se deve ao conteúdo veiculado ao público juvenil. Nesse contexto, o documentário " O dilema das redes", demonstra esse impasse, uma vez que, devido à imaturidade, os jovens sentem-se inferiorizados no aspecto psicocorporal, ao compararem suas vidas com aquelas divulgadas por essa rede virtual, o que colabora ao acometimento de transtornos mentais.
* Muito repertório e pouca argumentação. Um repertório basta

Logo, para amenizar os impasses modernos < melhorar arrematação do tema], cabe ao Governo Federal, por meio de subsídios empresariais, combater o preconceito relacionado às doenças mentais. Assim, faz-se necessária a utilização do dinheiro arrecadado para a promoção de campanhas educativas, que visam conscientizar a população acerca da importância do combate ao estigma associado às doenças mentais no Brasil, além de demonstrarem os impactos negativos da competição mercadológica excessiva e da comparação psicocorporal nas redes virtuais. [melhorar conectivo] Com essas medidas, esse problema social será amenizado, em longo prazo.
* Teria que organizar melhor a proposta de intervenção
* Não focar em somente conscientização, tem que trazer uma ação mais técnica junto dela
* Atenção com a pontuação, uso excessivo de vírgulas
#65119
Juliab31 escreveu:@eurodrigo poderia por favor corrigir minha redação?? Fiz essa redação no enem 2020 e gostaria de saber quais foram meus erros! Desde já agradeço!🥰
Olá, Júlia! Como a Jhe já trouxe uma boa análise, a minha correção fica para uma próxima. Ok? Abs. :D
#65121
eurodrigo escreveu:
Juliab31 escreveu:@eurodrigo poderia por favor corrigir minha redação?? Fiz essa redação no enem 2020 e gostaria de saber quais foram meus erros! Desde já agradeço!🥰
Olá, Júlia! Como a Jhe já trouxe uma boa análise, a minha correção fica para uma próxima. Ok? Abs. :D
muito obrigada @jherodrigues e @eurodrigo !!! Perdi 20 pontos na competencia 1 no enem esse ano, ficando com 980, tinha ficado na dúvida sobre os erros mas agora entendi!! Muito obrigada❤️❤️❤️🥰

╭──────────────╯ ✍ ⌕ 𖨂 Correção d[…]

A cultura de assédio no Brasil

No livro “50 tons de cinza” é a[…]

joenir jheromagnoli cassiahso Higorrair

Peso: 1000 Nota: 1000 Conforme o escritor Franz K[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM