• Avatar do usuário
#64792
Promulgada em 1988, a Constituição Federal garante no seu artigo 6º, uma série de direitos sociais aos cidadãos brasileiros. Dentre eles, está o direito à saúde, que possa vir a se tornar física ou mental. Diante disso, é válido destacar que as pessoas que sofrem com doenças mentais são julgadas constantemente e tachadas como loucas por grande parte da população.

Em primeira análise, destaca-se que o estigma sobre os transtornos mentais não é algo recente, visto que, antigamente os portadores de tais doenças eram enviados a manicômios ou sanatórios—  contra sua vontade— , onde eram isolados e recebiam uma medicamentos considerados tarja preta, e consequentemente, eram denominados de loucos. Acredita-se assim, que esse fator histórico contribuiu para o crescimento de uma sociedade preconceituosa.

Ademais, a população brasileira é cercada por doenças mentais, visto que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 11,5 milhões de brasileiros têm depressão. Uma doença que, em suma, gera uma série de emoções, principalmente, a tristeza e frustração. Infelizmente, a maioria das pessoas já devem ter sofrido ou sofrem com o preconceito estabelecido pela sociedade.

Portanto, é de extrema importância que o Ministério da Educação e da Cultura (MEC), elabore campanhas nos meios educacionais e midiáticos para construção de uma sociedade sem preconceito e mais acolhedora. Programas como o Centro de Valorização da Vida (CVV) devem receber mais atenção, já que eles disponibilizam ajuda as pessoas portadoras de doenças mentais. Outro fator imprescindível, é que o CAPS ( Centro de Atenção Psicossocial)— que também auxilia no atendimento de pessoas com problemas psiquiátricos— deve receber mais verbas para construção de mais centros e atendimento de um número maior de pessoas. Sendo assim, é possível acreditar que haverá total erradicação do estigma associada às doenças mentais.



Obrigada desde já!
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Doença mental

Deivid16 , Gi69

“A essência dos direitos humanos &eac[…]

vitoriaca , tá bom anjo❤

Iurymed , ei!! Claro! Posso sim. Em breve, ok[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM