Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#59716
A Constituição Federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê no seu artigo cesto, o direito à saúde, como inerente a todo cidadão brasileiro. Visto isso, tal prerrogativa é essencial para a sociedade e a universalização desse direito tão importante. No entanto, a saúde brasileira tem sido questionada ao estigma associado às doenças mentais na sociedade. Isso ocorre devido à falta de políticas públicas na intervenção de melhorias e conscientização da população. Essa realidade traz questões de grande impacto na sociedade.
Em uma primeira análise, deve-se ressaltar a ausência de políticas públicas na intervenção de doenças mentais. Visto que os serviços baseados na comunidade e na proteção dos direitos humanos não cumprem sua função á pessoas com transtornos mentais. Segundo a (OMS) Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o primeiro país a ter um número elevado de pessoas depressivas. Logo é inadmissível que esse cenário continue a pendurar.
Ademais, segundo as ideias do filósofo Zygmunt Bauman, "não são as crises que mudam o mundo e sim nossa reação a elas". Atualmente, traçando um paralelo com a realidade, uma pessoa que sofre com problemas psicológicos, acabam prejudicando o trabalho e comprometendo as relações entre famílias e amigos. Acrescenta-se também um grave problema de desinformação da população, ocasionando, principalmente a conscientização diante de um problema que está cada vez mais presente em nosso meio. Tal ignorância faz com que os indivíduos com esses transtornos fiquem desamparados e vistos como anormais.
Depreende-se, portanto, que doenças mentais traz grandes impactos na sociedade porque é desvalorizada e anti-democrática. Neste contexto, cabe ao Ministério da Saúde com auxílio de clínicas especializadas, promover campanhas e ações de conscientização em grande massa para que mais pessoas têm acesso à informação, por meios viáveis de comunicação, com a finalidade de minimizar o problema e criar uma população mais informativa.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A pandemia de negacionismo no mundo

Sob a perspectiva histórica, é fato[…]

Em uma sociedade onde ler se tornou tedioso, utili[…]

• O Aumento dá violência contra […]

Akirakun18 , Andree Desculpa te incomodar,mas […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM