Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#59067
É de conhecimento geral que, desde os tempos antigos, existe um preconceito às pessoas portadoras de doenças mentais. Isso deixou cicatrizes na sociedade brasileira que, infelizmente, existem até hoje. Desse modo, devemos destacar duas barreiras que nos impedem de eliminar esses estigmas que rodeiam esse assunto, entre eles temos: a inatividade do estado para elimina-los e a não aceitação do indivíduo.
Primeiramente, podemos dizer que, devido à inatividade do Estado para solucionar o problema, muitos indivíduos sofrem diariamente com os problemas desse preconceito. Isso ocorre principalmente pela falta de pressão popular que, consequentemente, mantêm o governo indiferente a tal situação. Desse modo, podemos caracteriza-lo com o conceito do sociólogo Zygmunt Bauman, "Instituição Zumbi", em que, segundo ele, uma instituição democrática apresar de manter a sua forma física, perde gradativamente sua função social. Assim, podemos afirmar que algo deve ser feito para reverter essa situação.
Também, é válido salientar que, devido à não aceitação do indivíduo, ou seja, a sua exclusão, a discriminação cresce diariamente. Isso geralmente começa desde a infância quando o jovens, por ser diferente, passa a ser desprezado e/ou deixado de lado. Desse modo, podemos caracterizar esse fato com o conceito de Georg Simel, "Atitude Blasé", em que, segundo o sociologo, apesar de saberem das consequências de algo, permanecem indiferentes. Podemos concluir que essa é uma grande barreira a ser quebrada.
Portanto, é necessário que a governo, responsável por gerir o país, estabeleça parcerias com instituições de inclusão que, por meio dos mecanismos de sua escolha, acabaram com a sua inatividade para solucionar os problemas de estigma mental na sociedade brasileira. Além disso, o Estado deve, por meio de contratos com instituições de aprendizado, estabelecer um ensino inclusivo que ensinará todos à conviver com a diferença a fim de acabar com a não aceitação dos indivíduos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Saúde mental na pandemia

A saúde mental já era uma quest&atil[…]

Naathy , olá, bom-dia! posso sim corrigir […]

@3m1ly boa tarde, poderia me ajudar fazendo a cor[…]

A violência contra a mulher é todo at[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM