Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#56507
Durante a segunda fase do Romantismo, notou-se uma grande presença do sentimento de anomia entre a população, o qual refletiu na literatura e podia ser identificado como a moda do período. Contudo, atualmente, no Brasil, comportamentos depressivos e instáveis são destratados e classificados como um exagero, uma vez que há um bombardeamento midiático de que a população deve ser constantemente feliz e saudável. Essa ilusão que a rede consolidou, em conjunto com a desinformação social, possibilitou a construção de um estigma associado aos transtornos mentais.
A princípio, Freud utilizou o termo " fantasia " para se referir ao meio no qual o homem supre seus anseios. Acerca disso, vê-se que a fantasia é atestada nas redes sociais, já que a maioria das postagens não condizem com a realidade, mas sim com uma ilusão associada a um desejo individual. Essa difusão de padrões de vida irreais, nos quais a felicidade é exagerada, estimula um julgamento infundado de pessoas que expõem sintomas neurológicos e, consequentemente, as pressionam a permanecerem em silêncio.
Outrossim, mesmo com o esforço de algumas empresas midiáticas em expor a realidade de um acometido por doenças mentais, a exemplo do seriado "Os treze porquês", ainda há um grupo significativo desinformado. Nesse viés, sem veículos informativos efetivos e a presença de difusores de conteúdos falsos, o debate sobre transtornos psicológicos tornou-se um tabu no Brasil. Assim, doentes são tardiamente diagnosticados e, por falta de suporte social, podem tomar decisões drásticas, como o suicídio e o assassinato.
Destarte, medidas são necessárias para desestruturar o preconceito com as doenças mentais. Sobre isso, o Estado, em conjunto com instituições de saúde e de educação privadas, pode financiar e estimular atividades e propagandas midiáticas que explicitem detalhes sobre a saúde mental. Ademais, debates e palestras podem ocorrer gratuitamente em escolas e ambientes públicos, como parques, com o fito de estimular os doentes a procurarem ajuda, bem como de desconstruir as ilusões midiáticas e de garantir o aumento de indivíduos informados sobre o assunto.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

GabiNatali , obrigada pela correçã[…]

Raquel, é só você acessar a ab[…]

O desmatamento na amzonia

Olá amigo(a), aparentemente vc apresenta gr[…]

Apresentação em espanol

Hola, soy Raquel Vitória Dos Santos Teixeir[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM