Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#55103
De acordo com “A sociedade do espetáculo”, obra de Guy Debord, as pessoas julgam umas às outras pelo que demonstram. Fora da alusão, o estigma criado sobre as doenças mentais no Brasil não se distancia dessa perspectiva, visto que essas enfermidades destroem a imagem de perfeição que se busca. Essa realidade, infelizmente persiste devido à vida de aparências buscada pela sociedade e a questão sociocultural.

Diante desse cenário, destaca-se a necessidade de parecer sempre melhor para o outro como um forte indutor para o problema. Nesse sentido, o médico Dráuzio Varella alega que: “Uma vida de aparências leva à farmácia, hospital e dor”. Sob essa ótica, é possível perceber que, na tentativa de encaixe social as pessoas podem adoecer mentalmente e devido ao estigma, tentam suprimir isso para que o corpo social não julgue como mostra Debord. Em síntese, isso demonstra um triste comportamento opressor e preconceituoso.

Além disso, o imaginário social acerca da saúde mental é um importante difusor de estigmas. Nesse viés, o filósofo Schopenhauer postula que os indivíduos têm a visão de mundo limitada pelo que conhece. Por essa lógica, verifica-se que as pessoas que não têm informações verdadeiras e sérias sobre as doenças psicológicas não conseguirão desconstruir o pensamento coletivo de julgamento e preconceito com quem se encontra nessa situação. Dessarte, é importante que isso mude para que a sociedade pare que julgar e passe a acolher os que sofrem de doenças mentais.

É evidente, portanto, que esse estigma precisa ser superado. Para isso, o Ministério da Saúde – responsável pela saúde pública no País – deve criar uma rede de apoio à saúde mental, por meio da disponibilização de psicólogos e psiquiatras nas unidades de saúde que a atendam e informem as pessoas acerca das doenças mentais. Dessa forma, tornar-se-á possível que a saúde mental seja consolidada e que as pessoas informadas façam a sociedade brasileira mais empática que a projeção de Guy Debord.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desigualdade social

A Constituição Federal de 1988, docu[…]

A franquia estadunidense de filmes "Star Wars[…]

Precipitada e inconsistente. Isso é o que d[…]

De acordo com o IBGE(instituto brasileiro de geogr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM